PLACAR

Wawrinka: “O que me mantém jogando é a paixão pelo tênis”

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) – O ex-número 3 do mundo Stan Wawrinka está no Brasil pela primeira vez para disputar o Rio Open e reforçou sua paixão pelo tênis. Dono de três títulos de Grand Slam, uma medalha de ouro em Jogos Olímpicos e uma carreira de sucesso, o suíço falou sobre o privilégio de, aos 38 anos, poder vir à Cidade Maravilhosa para fazer o que mais gosta: jogar tênis.

Wawrinka já havia visitado a América do Sul, mas nunca uma cidade brasileira. Ele falou em entrevista coletiva sobre de onde vem a sua motivação para seguir jogando em alto nível depois de tantos anos no circuito e com tantas conquistas na carreira.

“O que me mantém jogando é o fato de o tênis ser a minha paixão. Eu comecei quando era jovem, me apaixonei por isso e quando você tem a chance de unir sua paixão e seu trabalho, você quer continuar. O tênis me trouxe muitas emoções, ser um tenista é o que eu quero, então eu tento aproveitar o máximo que posso”, disse Wawrinka, que estreia no Rio Open contra o argentino Facundo Díaz Acosta, campeão do ATP de Buenos Aires.

“Não importa quantos títulos ou quanto dinheiro eu tenho, eu não jogo por isso, eu jogo porque eu gosto e porque eu amo o que eu faço. Talvez eu esteja velho no mundo do tênis, mas ainda estou jovem na vida. Então o quanto eu puder, vou seguir exercendo minha paixão pelo tênis. É a minha primeira vez aqui, estava querendo muito vir ao Brasil e estou muito satisfeito de ter vindo este ano”, completou.

6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Davi Poiani
Davi Poiani
2 meses atrás

Grande Stan Wawrinka! Definitivamente uma lenda do tênis. Junto com Murray e Del Potro, eram os melhores tenistas de sua época entre os “seres humanos normais”, por assim dizer.

Paulo Vinícius da Silva Reis
Paulo Vinícius da Silva Reis
2 meses atrás
Responder para  Davi Poiani

O Murray ainda se destaca entre os três, mas o Stan é gênio mesmo. Outro suíço que entrou pra história

Fábio
Fábio
2 meses atrás
Responder para  Davi Poiani

É… tinha que ter poder de fogo pra bater de frente com o Big 3…

Gustavo M.
Gustavo M.
2 meses atrás

E nós agradecemos muito!

Daniel Macedo
Daniel Macedo
2 meses atrás

Grande Stan! Ganhar 2 GS do Djoko e 1 do Nadal, nāo é, definitivamente, pra qualquer um.

Benhamin Alves Goveia
Benhamin Alves Goveia
2 meses atrás
Responder para  Daniel Macedo

Wawrinka ainda ganhou um Masters 1000 derrotando Federer na final. Seus principais títulos em simples foram sempre derrotando na decisão alguém do Big 3. Por isso sempre será lembrado.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE