PLACAR

Vondrousova elimina Sabalenka, Rybakina vence e faz semi

Foto: Porsche Tennis Grand Prix

Stuttgart (Alemanha) – Pela primeira vez em seis anos, a tcheca Marketa Vondrousova conseguiu levar a melhor sobre a bielorrussa Aryna Sabalenka, batendo a número 2 do mundo de virada, com parciais de 3/6, 6/3 e 7/5, depois de 2h01 de confronto. Com este resultado, ela garantiu vaga nas semifinais do forte WTA 500 de Stuttgart.

Vondrousova não ia tão longe em um torneio desde que conquistou seu primeiro título de Grand Slam, no ano passado em Wimbledon. De volta a uma semi após nove meses, a tcheca terá pela frente a vencedora na última partida de quartas de final desta sexta-feira, entre a norte-americana Coco Gauff e a ucraniana Marta Kostyuk.

Após vencer seus dois primeiros encontros profissionais com Sabalenka, a tcheca perdeu quatro consecutivas entre 2018 e 2023 e só agora conseguiu voltar a vencer a rival, em uma disputa de altos e baixos que contou com 13 quebras de saque. Sabalenka teve mais do que o dobro de Winners (35 a 17), mas compensou nos quase 30 erros não forçados a mais (48 a 19).

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

O histórico recente entre as duas prevaleceu no primeiro set, em que Sabalenka conseguiu uma quebra a mais e assim largou na frente. Só que Vondrousova foi resiliente e continuou lutando, venceu a segunda parcial também com uma quebra só a mais e empatou o jogo. No terceiro set, foram mais duas quebras contra a tcheca e três a favor, selando assim a vitória de virada.

Rybakina faz semi pela 1ª vez

Cabeça de chave número 4, Elena Rybakina também não teve moleza para avançar para as semifinais e precisou de três sets para eliminar a italiana Jasmine Paolini, que a havia derrotado nos dois últimos encontros. A cazaque levou 2h10 para fechar a partida com o placar final de 6/3, 5/7 e 6/3. Ela espera agora pela polonesa Iga Swiatek ou pela britânica Emma Raducanu.

Paolini até abriu 2/0 no primeiro set, mas depois amargou duas quebras seguidas e venceu só mais um game. Na segunda parcial, foi o inverso que aconteceu, com Rybakina chegando a marcar 4/2, para então faturar só mais um game nos seis seguintes. O terceiro e decisivo set também foi de virada, a italiana levou os dois primeiros games, mas a vitória foi para a tcheca.

Primeira cazaque a aparecer nas quartas de final de Stuttgart desde Yaroslava Shvedova em 2013, Rybakina atingiu esta fase em quase todos os sete torneios que disputou no ano e só falhou no Australian Open, onde caiu na segunda rodada.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Até que enfim um grande resultado pra tcheca! Tava começando a achar que o título de Wimbledon foi um mero acidente!

Leonel
Leonel
1 mês atrás
Responder para  Fernando Venezian

Penso que foi acidente. Vobdrousova,Ostapenko. Raducanu e outras tiveram alguma sorte em chaves mais acessíveis mas depois viraram figurantes.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Leonel, concordo em partes! Vondrousova é uma jogadora com j maiúsculo! Muito habilidosa e cheia de recursos. Não dá pra compará-la com as marreteiras que vc citou

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  Fernando Venezian

Assino em baixo, realmente tecnicamente são poucas no tênis feminino e a Marketa é uma delas, o problema dela é a condição física que é baixa.

André Aguiar
André Aguiar
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Concordo, Leonel. As três que você citou dificilmente repetirão a dose. Acrescentaria também nessa lista: Sloane Stephens, Wozniaki, Andreescu, Kenin e Krejcikova.

Última edição 1 mês atrás by André Aguiar
Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás
Responder para  Leonel

A ostapenko é muito boa tecnicamente. Um forehand quase de bivel masculino.
Não acho que foi sorte de chave ela ter vencido um slam. Acho.que ela apenas não focou tanto em ser uma atleta e com isso ganhou peso e sabemos como isso afeta negativamente um tenista.

Fabio
Fabio
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Vondrousova fez final em RG

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE