PLACAR

Vondrousova e Badosa vencem de virada, Collins cai

Marketa Vondrousova (Foto: FFT)

Paris (França) – A rodada desta quinta-feira em Roland Garros começou bastante agitada na chave feminina, com vários jogos indo ao terceiro set e proporcionando muitas viradas. Uma delas foi protagonizada pela tcheca Marketa Vondrousova, atual campeã de Wimbledon e sexta principal favorita no saibro parisiense, que chegou a levar um “pneu” da norte-americana Katie Volynets, 108ª do ranking, mas reagiu e triunfou por 0/6, 6/1 e 6/4 em 1h44 de partida.

Finalista em Paris há cinco temporadas, Vondrousova volta a vencer dois jogos consecutivos no torneio após três anos. Eliminada na segunda fase na última edição, ela não jogou em 2022 e fez oitavas em 2021.

Sua próxima adversária será a convidada da casa Chloe Paquet, apenas a 136ª da WTA, que também virou o placar diante da tcheca Katerina Siniakova, 32ª pré-inscrita, anotando as parciais de 3/6, 7/6 (7-2) e 7/6 (10-6) em jogo com 3h07 de duração.

Badosa revê amiga Sabalenka

Outra jogadora que saiu atrás e buscou uma grande reação foi a espanhola Paula Badosa. Assim como na estreia diante de Katie Boulter, a ex-número 2 do mundo e atual 139ª enfrentou uma adversária perigosa e precisou lutar até a última bola para avançar. Desta vez, sua vítima foi a cazaque Yulia Putintseva, marcando o placar final de 4/6, 6/1 e 7/5.

Apenas em sua quarta participação em Roland Garros, Badosa tem como melhor resultado a campanha até as quartas de final de 2021. No ano anterior ela já havia chegado às oitavas, enquanto que em 2022 foi até a terceira rodada e em 2023 não jogou por causa de lesão.

Na próxima fase, a espanhola de 26 anos vai ter um reencontro com uma de suas melhores amigas no circuito, a bielorrussa Aryna Sabalenka, contra quem tem retrospecto negativo de 4 a 2 e não vence desde 2021. Depois de duas vitórias naquele ano, em Cincinnati e na fase de grupos do WTA Finals, Badosa foi superada três vezes consecutivas no saibro de Stuttgart e também em Miami nesta temporada.

Collins e Ostapenko são eliminadas

A quinta-feira de viradas também deixou um grande nome pelo caminho. Vivendo sua temporada de despedida do circuito, a norte-americana Danielle Collins sofreu uma derrota inesperada ainda na segunda rodada para a sérvia Olga Danilovic, apenas 125ª colocada no ranking e vinda do quali, caindo por 6/7 (3-7), 7/5 e 6/4.

De volta ao top 10 após dois anos e com um retrospecto de 23 vitórias nos últimos 26 jogos, conquistando títulos em Miami e Charleston, a jogadora de 30 anos fica sem avançar à segunda semana em Paris pela sexta vez em sete participações. Seu melhor resultado no torneio aconteceu em 2020, chegando às quartas de final.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Quem também se despediu de Roland Garros nesta quinta foi a campeã de 2017, Jelena Ostapenko, que acabou sucumbindo à dinamarquesa Clara Tauson, de 21 anos e 72ª do ranking, pelo placar de 7/6 (7-4), 4/6 e 6/3. A letã chegou a ter quebra à frente no terceiro set, mas não sustentou a vantagem e acabou derrotada.

Dessa forma, ela segue com resultados modestos desde a conquista no saibro parisiense há sete anos. Exceção feita àquela campanha histórica, Ostapenko tem quatro quedas em estreias e agora três consecutivas na segunda rodada, além de outra na terceira fase.

Tauson, por sua vez, já iguala sua melhor campanha em Paris, obtida no ano passado. Seu próximo desafio será contra a norte-americana Sofia Kenin, vice-campeã de 2020 e responsável pela eliminação da anfitriã Caroline Garcia na última quarta-feira.

Fernandez desafia Jabeur

Surpreendente finalista do US Open em 2021, a canadense Leylah Fernandez será a próxima adversária da tunisiana Ons Jabeur, que garantiu sua classificação ainda no dia anterior. Nesta quinta, a canhota de 21 anos superou a chinesa Xiyu Wang por 6/3 e 6/4 e confirmou vaga na terceira rodada. Sua melhor participação em Paris aconteceu há dois anos, chegando às quartas de final.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
15 dias atrás

Caramba a Danielle collins caiu

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
15 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

Acho que passa.

Paulo Justos
Paulo Justos
15 dias atrás

As “favoritas” indo embora cedo como: Collins e Ostapenko. Acho que a Alexandrova também perdeu, não?

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
14 dias atrás

A Collins tinha ganho da Danilovic na segunda rodada do WTA 1000 de Madri algumas semanas atrás e hoje levou o troco.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE