PLACAR

Volta de Court ao Melbourne Park gera debate acalorado

Foto: Quinn Rooney/Getty Images

Melbourne (Austrália) – A lenda do tênis australiano Margaret Court, dona de 24 títulos de Grand Slam, deve encerrar seu exílio de quatro anos no Australian Open e retornar às quadras do Melbourne Park em 2024. Aos 81 anos de idade, ela trabalha como pastora e tem continuamente gerado polêmica com suas opiniões sobre a homossexualidade, as pessoas trans e o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Justamente por causa disso, há um movimento para que a quadra nomeada em sua homenagem, Margaret Court Arena, mude de nome. Ela foi vista pela última vez no Australian Open em 2020, mas segundo o Herald Sun, a ex-tenista australiana fará uma aparição durante a segunda semana do torneio.

A notícia de seu retorno ao primeiro Grand Slam do ano gerou polêmica e um acalorado debate na TV australiana. Em um programa do Sky News, o colunista Justin Smith disse que Court “foi uma tenista de primeira classe e magnífica”, mas teceu duras críticas a seu comportamento nos últimos anos.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

“Acontece que eu também acho que ela é um ser humano de segunda classe e causou alguns danos terríveis e disse coisas horríveis sobre pessoas trans e casamento entre pessoas do mesmo sexo e acho que ela é uma aberração ilusória de Jesus. Mas no que diz respeito a ser tenista, ela é magnífica”, observou Smith.

Isso irritou a apresentadora Liz Storer, que rebateu: “Como você pode dizer isso sobre as crenças religiosas de alguém? Isso é nojento, isso é discriminação religiosa”. Steve Price, outro jornalista do programa, também criticou o colega. “Os seus comentários sobre Margaret Court estão simplesmente fora de linha. A mulher é uma pregadora evangélica e essa é a opinião dela. Ela tem direito às suas opiniões, isso é liberdade de expressão”.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
SANDRO
SANDRO
1 mês atrás

Chamar MARGARETH COURT de aberração pode??? Quanta hipocrisia e intolerância!!! Não respeitam uma Senhora de 81anos , uma tenista que mais ganhou Grand Slams na Face da Terra?

Ricardo
Ricardo
1 mês atrás

Pois é está aí o fato comprovado: o que fica na história não são somente números. Assim como ela tem o direito de dizer que gays são uma aberração e uma manifestação demoníaca o comentarista também tem direito de expressar sua opinião sobre ela. Liberdade de expressão igual, direitos iguais. Suas crenças religiosas causaram e causam dano em muita gente. Foi banida e seu nome deveria ser retirado da arena.
Por mais que djocovid tenha números, não vai ser lembrado somente por isso. Também por seu caráter duvidoso.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE