PLACAR

Vitórias sobre Bia e Zheng dão mais confiança a Iga para Melbourne

Foto: Tennis Australia

Perth (Austrália) – Com três vitórias e nenhum set perdido nos primeiros jogos da temporada, Iga Swiatek vai acumulando confiança antes do Australian Open. Apesar de já ter quatro títulos de Grand Slam na carreira, a número 1 do mundo buscará em Melbourne uma conquista inédita. Em seu único torneio preparatório, a United Cup, a polonesa já venceu duas adversárias do top 15, a brasileira Beatriz Haddad Maia e a chinesa Qinwen Zheng, ajudando seu país a se classificar para a semifinal.

“Sinto que estou jogando bem e progredindo em relação ao ano passado. Acredito que tenho mais habilidades para jogar nessas quadras duras mais rápidas”, avaliou Swiatek, que também já venceu a espanhola Sara Sorribes neste primeiro torneio de 2024. “Obviamente cada torneio é uma história diferente. Um Grand Slam é sempre um pouco mais difícil, há mais pressão. Só estou pensando em terminar bem este torneio e veremos o que vai acontecer em Melbourne”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Nesta quarta-feira, a polonesa derrotou Zheng, 14ª do mundo, por 6/2 e 6/3 e chegou a vencer nove games seguidos. Apesar de ter marcado a quinta vitória seguida contra a chinesa, foi apenas a segunda vez que ela conseguiu fechar em sets diretos. “Estou muito feliz com o meu jogo e também com o ambiente na equipe. Qinwen me pressionou um pouco, principalmente no início da partida, mas consegui subir ainda mais. Estou feliz com a forma como joguei. Já fizemos muitas partidas difíceis uma contra a outra. Hoje também foi bastante apertado, embora o placar não diga isso”.

Poloneses jogam a fase final em Sydney
A número 1 do mundo tem a companhia de Hubert Hurkacz para liderar a equipe polonesa na competição. Após três confrontos em Perth, o time terá uma longa viagem até Sydney, atravessando o país de Oeste ao Leste, e só volta a atuar no sábado, contra os vencedores do confronto entre França e Noruega, que se enfrentam nesta quinta. “Sinto que podemos ser melhores quando estamos juntos e estou muito feliz com cada partida que jogo aqui. Também assisti aos jogos de simples do Hubie e ele parecia bastante confiante”.

Diferente do que aconteceu no ano passado, quando as equipes tinham pouco tempo de descanso e adaptação para quem tivesse que viajar entre diferentes sedes na Austrália, o torneio deste ano deu maior intervalo para quem jogou as primeiras fases em Perth. “Estou muito feliz que a United Cup todos que organizaram este torneio tenham ouvido nosso feedback e estejam dando tempo para nos acostumarmos com as novas condições. Lembro que no ano passado foi muito difícil sair de Brisbane para jogar em Sydney no dia seguinte. Espero que este ano seja um pouco melhor. Faremos o possível para aproveitar um ou dois dias de treino”.

Leia mais: 

Swiatek e Hurkacz levam a Polônia para as semifinais

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Lucas Miranda Faria
Lucas Miranda Faria
1 mês atrás

Convencida, não?!?!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE