PLACAR

Vinda do quali, Timofeeva celebra “3ª semana” no AO

Maria Timofeeva (Foto: Jimmie48/WTA)

Melbourne (Austrália) – Algoz da paulista Beatriz Haddad Maia na terceira rodada do Australian Open, a russa Maria Timofeeva segue vivendo seu próprio conto de fadas em Melbourne. Já em sua primeira chave principal de Grand Slam da carreira, a jogadora de 20 anos e 170ª do ranking garantiu vaga para as oitavas de final e jogará a segunda semana do torneio. Aliás, para ela, a terceira, já que precisou passar pelo qualificatório antes de entrar na competição.

Logo após a vitória contra Bia nesta sexta-feira, Timofeeva conversou com a imprensa, analisou a partida e elogiou a brasileira. “Me sinto ótima por estar na minha terceira semana de Grand Slam. Estou muito feliz com meu desempenho hoje. Foi um jogo muito difícil, claro. Jogar contra os 15 melhores do mundo nunca é fácil. A Beatriz também mostrou um ótimo tênis hoje, mas eu estava lutando muito e foi um ótimo dia no ‘escritório'”, avaliou a russa.

Apesar de nunca ter disputado um torneio deste gabarito como profissional e tampouco enfrentado as principais jogadoras do circuito, a jovem tenista afirma que segue com os pés no chão, mas acredita que pode ir ainda mais longe. “Não mudou muita coisa desde a primeira rodada. Ainda estou curiosa para saber até onde isso vai dar, mas agora sei do que sou capaz e que posso competir com essas meninas. E eu estava curiosa para ver se é possível. Ainda há muito para trabalhar, mas agora estou um pouco mais confiante em meus poderes e veremos o que isso nos trará”, disse.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Nas oitavas de final, Timofeeva terá mais um duelo inédito na carreira, desta vez contra uma jogadora apenas um ano mais velha do que ela. Trata-se da ucraniana Marta Kostyuk, atual número 37 do mundo e que precisou de três sets em todas as rodadas até aqui para se classificar. Ao contrário da próxima adversária, Kostyuk já tem bastante experiência em Slam e iguala seu melhor resultado, obtido em Roland Garros há três anos.

“Marta é apenas um ano mais velha que eu, mas não nos cruzamos no juvenil porque ela começou a jogar bem no circuito profissional muito mais rápido. Acho que ela já estava arrasando na WTA desde os 16 anos, enquanto eu cheguei um pouco mais tarde. Só vi hoje um pouco da partida dela porque estava enfrentando minha amiga [Elina Avanesyan]. Ela parece sólida, então veremos. Será uma partida interessante”, destacou Timofeeva.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
SANDRO
SANDRO
1 mês atrás

Marta Kostyuk está jogando um tênis de altíssimo nível e vem sempre sendo muito aguerrida em suas partidas, mudando de tática e de ritmo para encontrar soluções para derrubar suas adversárias, creio na classificação de Marta Kostyuk,…

LUCIANO
LUCIANO
1 mês atrás

Alguem sabe qual o patrocinador de vestuário/tênis de Maria Timofeeva?

Rafael
Rafael
1 mês atrás
Responder para  LUCIANO

Bidi Badu

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE