PLACAR

Bia é surpreendida na terceira rodada e se despede do Australian Open

Foto: Jimmie48/WTA

Melbourne (Austrália) – Depois de ter vencido seus dois primeiros jogos no Australian Open, Beatriz Haddad Maia foi surpreendida na terceira rodada e se despediu da disputa de simples. A número 1 do Brasil e 12ª do mundo foi superada pela russa vinda do quali Maria Timofeeva, jovem de 20 anos e 170ª colocada, com parciais de 7/6 (9-7) e 6/3 em 2h09 de partida nesta sexta-feira.

Aos 27 anos, Bia fez sua melhor campanha da carreira no Australian Open. Ela passou por duas outras jogadoras muito jovens, a tcheca de 18 anos Linda Fruhvirtova e a russa de 16 anos Alina Korneeva e também teve o melhor resultado de uma brasileira no torneio em toda a Era Aberta, que começou em 1968. No fim da fase amadora do esporte, a lendária Maria Esther Bueno chegou a ser vice-campeã em 1965, quando o evento ainda era na grama. E em toda a Era Profissional, apenas outros três brasileiros atingiram a terceira rodada: Marcos Hocevar, em 1983, Jaime Oncins em 1991 e Gustavo Kuerten em 2004.

Bia ainda joga duplas ao lado de Townsend
Bia permanece em Melbourne para a disputa de duplas, ao lado da norte-americana Taylor Townsend. Campeãs em Adelaide na semana passada, elas estão na segunda rodada e enfrentam no sábado a russa Anna Blinkova e a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich. A brasileira já foi finalista de duplas do Australian Open em 2022, quando jogava ao lado da cazaque Anna Danilina.

Timofeeva enfrenta Kostyuk nas oitavas de final

Algoz de Bia na terceira rodada, Timofeeva disputa sua primeira chave principal de Slam. E depois de ter passado pelas três rodadas do quali, venceu duas rivais experientes, a francesa Alizé Cornet e a dinamarquesa Caroline Wozniacki, ex-número 1 do mundo e campeã do torneio em 2018.

Sua adversária nas oitavas será a ucraniana de 21 anos Marta Kostyuk, 37ª do ranking, que derrotou a russa Elina Avanesyan, 74ª colocada, por 2/6, 6/4 e 6/4. Kostyuk rompe uma barreira de três eliminações na terceira rodada em Melbourne, a primeira ainda aos 15 anos em 2018 e as mais recentes nos dois últimos anos. A ucraniana também iguala o melhor resultado da carreira em Grand Slam, oitavas de final de Wimbledon em 2021.

Primeiro set definido nos detalhes e domínio da russa no segundo
Bia teve um ótimo começo de partida e venceu os três primeiros games rapidamente. Até então, ela só havia perdido dois pontos. E só depois, Timofeeva fez seu primeiro game. Logo na sequência, a russa aproveitou um momento com poucos primeiros serviços em quadra da brasileira para atacar mais o segundo serviço. Ela criou quatro break-points e devolveu a quebra, buscando o empate por 3/3. Na sequência do set, Timofeeva passou a confirmar seus serviços de forma mais tranquila e mostrava boa movimentação durante os ralis de fundo, enquanto Bia vinha enfrentando games mais longos no saque e salvou mais um break-point no nono game da parcial.

A definição ficou para o tiebreak, em que a brasileira começou em vantagem. Ela contou com erros seguidos no forehand da rival e abriu 4-1 no placar depois de um winner com o backhand na paralela. A russa reagiu no tiebreak e buscou o empate por 5-5. Depois, sustentou um longo rali para chegar ao set-point. Bia se salvou em mais uma longa troca de bolas e passou à frente ao vencer uma disputa na rede. Em seu primeiro set-point a favor, viu um forehand sair por muito pouco. E depois de tanto equilíbrio, a única dupla falta da brasileira no set definiu a disputa. Bia fez um winner a mais no set, 12 a 11, mas cometeu 19 erros contra 14.

A vantagem no placar deu confiança à russa, enquanto Bia baixou um pouco a intensidade no começo do segundo set. Timofeeva saiu vencendo por 3/0 e voltou a quebrar para abrir 5/1. Sacando para o jogo pela primeira vez, a russa teve um match-point, mas a brasileira se salvou e ainda diminuiu a diferença no placar. A jovem jogadora teve uma nova fechar o jogo em seu serviço e só definiu a vitória no quinto match-point. Timofeeva liderou a estatística de winners por 20 a 18 e cometeu 31 erros não-forçados contra 35 da brasileira. Ela quebrou três vezes e só perdeu dois games de serviço.

130 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Bukele
Bukele
1 mês atrás

Timofeeva jogou muito hoje, com paralelas e angulações monstruosas, soltando o braço. Bia jogou apenas normalzinho, cometeu um excesso de erros, não teve com segurar o tranco da novata que veio com muita força nesse jogo. Mas só teria jogos difíceis no caminho de todo jeito: Kostyuk já jogou com a Bia e foi um jogo difícil, Coco Gauff provavelmente venceria a Bia visto que vem atropelando todo mundo. Nunca tinha chegado na 3a rodada, mas podia ter chegado lá pelas QF pelo menos, foi uma campanha mediana.

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Bia, como sempre, guerreira, lutando até o fim para tentar reverter um jogo perdido. Perdeu o 1o set por pouco e com muitos erros em horas cruciais, daí a russa embalou e mandou até o fim. Lamentável.

Guilherme Alcantara
Guilherme Alcantara
1 mês atrás

Surpreendida? A Bia tem seríssimas dificuldades contra essas jogadoras novas. Foi um milagre ter ganho fácil na segunda rodada.
O jogo hj era dela, ela era a cabeça 10. Tinha que se impor. Tinha uma ótima chave pra ir avançando, mas pra variar, salvo a semi em Roland Garros, GS eh isso aí.

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás

Falei meu palpite qnd ela ganhou a primeira rodada que se ela chegasse na terceira rodada seria lucro e muitos criticaram. Esta aí o resultado. E um monte falando que a chave tava aberta pra chegar ate as quartas hahahaha. Entendem muito de tenis. Australia nunca teve bons resultados pra nenhum brasileiro, não seria agora.

Henrique
Henrique
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Dispensamos o seu precioso palpite. Abs

Luis Ricardo
Luis Ricardo
1 mês atrás
Responder para  Henrique

porque ?….porque ele falou a vdd ?

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás
Responder para  Henrique

Sentiu né? tem nem oque defender kkkk

José Cardoso Jr
José Cardoso Jr
1 mês atrás
Responder para  Henrique

Não tem que dispensar o comentário dele não! Só falou a verdade. Se não quiser ouvir comentários que não lhe agrade, procure criar um e coloque como regra a seguinte frase: “Só aceitamos comentário que elogiem Beatriz Haddad Maia”.

Rdson
Rdson
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Cuidado, aqui não pode criticar a amarelinha….

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  Rdson

Criticar é natural e aceitável, desde que não haja ofensas pessoais. Aprenda isso, é fácil.

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Rdson

eu acho q esse Wilson é que deve ter cuidado com as suas próprias criticas e nao interioriza-las pois me parece um pouco irritado com a derrota da ” amarelinha” kkk

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Luísa Stefani e Rafael Matos foram campeões na Austrália… Não se trata do local, mas de desempenho!!!

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  SANDRO

Bruno Soares também

Sérgio
Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Palpite todos dão e garanto que você errou um monte deles e agora quer posar de sabichão e oráculo. Kkkkkkkkkkk.

Lucas araujo
Lucas araujo
1 mês atrás

ESPN è uma piada…largou de passar um jogo do maior jogador da história desse esporte para passar um jogo de uma brasileira que só sabe maltratar a bola

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Lucas araujo

É só assinar STAR+. Vi o jogo de boa do maior e melhor de todos os tempos com folga.

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
1 mês atrás
Responder para  Lucas araujo

Piada é vc meu amigo…..

Luiz Otavio
Luiz Otavio
1 mês atrás
Responder para  Lucas araujo

Se mude para Servia!

RODRIGO
RODRIGO
1 mês atrás
Responder para  Lucas araujo

E alguém se importa quando esse sérvio mala está jogando? Só a turminha da Kombi mesmo, uns 3 ou 4…O mundo todo assistia quando REI FEDERER desfilava, não esse xarope negacionista… PARABÉNS ESPN!!!

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  RODRIGO

O rei da entressafra Federer ou o Nadal teriam sido jogados pro Star+ também, cara terceirete sofredora. Era uma brasileira top 10 em quadra.

24 > 20

Andre
Andre
1 mês atrás
Responder para  Lucas araujo

Eita, Fedex jogou onde? Achei que estava aposentado…..

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Andre

Maior em quê, rapaz?

Não sobrou um recorde importante sequer pro Terceirão. King Djoko sepultou o último que era o Finals.

7 > 6

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
1 mês atrás
Responder para  Lucas araujo

Vá assistir no STAR + amigo – transmitiu ao vivo – comentário inútil

Álvaro Canto de Campos
Álvaro Canto de Campos
1 mês atrás

Não dá pra entender
Subiu no tamanco hoje
3 x 0 com facilidade no primeiro set, depois o mental foi embora!
Lamentável…
Chave aberta, outra oportunidade como essa pode não acontecer…
Decepção

Luiz Otavio
Luiz Otavio
1 mês atrás
Responder para  Álvaro Canto de Campos

Não acho que subiu no tamanco. Vi o jogo anterior da Russa e ela tambem demorou a engrenar. A russa não desiste de uma bola, angula bem, mesmo tendo altura bem menor que a brasileira saca melhor.

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Álvaro Canto de Campos

Concordo contigo que Bia deu uma relaxada depois que abriu 3×0, mas em Grand Slam não dá para dar esta relaxada…
Discordo em relação à chave estar aberta: Marta Kostyuk, Barbora Krejcíkova, Coco Gauff, Magdalena Frech e Aryna Sabalenka estão vivíssimas neste lado da chave e são adversárias durissimas para qualquer tenista!!!

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás

Lembrando a quem for criticar que nem o Guga chegou nas oitavas do Australian Open. No R32 neste século só a Bia em 2024 e o Guga em 2004. Fora eles, só o Oncins e o Hocevar alcançaram também apenas una vez esta fase na era aberta.

Realista
Realista
1 mês atrás
Responder para  Fernando S P

E? Até o Guga fazia seus vexames. Fez vários na Austrália, inclusive.

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás
Responder para  Realista

Sim, os brasileiros têm um histórico muito ruim no AO. A Bia hoje realmente jogou mal.

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás
Responder para  Fernando S P

parei de ler em “guga”. colocando guga e haddad na mesma frase é piada

Daniel Macedo
Daniel Macedo
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Se a frase for brasileiros que chegaram no Top 10 teria que acrescentar a Maria Esther Bueno e caberia os 3.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Parabéns pela luta Beatriz Haddad Maia. Pegou uma adversária talentosa, de muito vigor físico, que chegava em todas as bolas. Se essa Maria Timofeeva mantiver esse nível, com certeza alcançará uma posição de destaque no circuito feminino em muito pouco tempo.

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás

É isso aí! Ela é muito mais rápida que a Bia, tem golpes tão potentes quanto, hoje foi mais regular e apresentou um mental bem melhor. Coisas do esporte…

Trump
Trump
1 mês atrás

Timofeeva apresentou um nível absurdo, difícil derrotar uma tenista acertando tantas bolas absurdas, se jogar todo jogo assim pode até ganhar da Gauff. Bia fez o que deu, mas a russa estava inspirada

Guilherme
Guilherme
1 mês atrás
Responder para  Trump

Ganhar da Gauff hahahahaha viaja não.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Derrota pra uma adversária muito talentosa! Não tem que se lamentar! É continuar melhorando seu jogo e bola pra frente!

Realista
Realista
1 mês atrás
Responder para  Fernando Venezian

Tão talentosa que é qualifier.

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás

Poxa Bia, que decepção! Eu estava torcendo muito para que ela aproveitasse a chave aberta que pegou…
Creio que ela aos 27 anos, sentiu mais a pressão da primeira terceira rodada do que a adversária de 20, que fez o seu sexto jogo, certamente bem degastada.
Uma pena! : (

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

Discordo em relação à chave estar aberta: Marta Kostyuk, Barbora Krejcíkova, Coco Gauff, Magdalena Frech e Aryna Sabalenka estão vivíssimas neste lado da chave e são adversárias durissimas para qualquer tenista!!!

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás
Responder para  SANDRO

Quando dizemos que a chave está aberta, não quer dizer aberta para o título. Quer dizer aberta para uma boa campanha.
Se até o Dalcim diz que a chave estava aberta, quem somos nós para discordar?
Veja bem… vencendo hoje, teria a Kostyuk. Jogadora bem abaixo do que a Bia tem feito e inclusive, ambas jogaram em San Diego com vitória da Bia. Aí sim, depois desse jogo é que as coisas ficariam complicadas contra possivelmente Gauff.

Jorge Luiz
1 mês atrás

Bia Haddad Maia, orgulho do Brasil

Flavio
Flavio
1 mês atrás

Uma pena foi ter perdido o primeiro set, com aquela bola do set point saindo por um fio de cabelo.
Grand Slam é assim mesmo, errou é fatal.
Vamos agora nas duplas e vida que segue. Bia segue orgulhando o tênis brasileiro.

Última edição 1 mês atrás by Flavio
Jorge Luiz
1 mês atrás

Não desistiu do jogo, mais enfrentou uma jovem que está fazendo um torneio mágico, agora bora para as duplas

Marlon
Marlon
1 mês atrás

Que mole no 1° set, foi decisivo. Pena!

Thiago Barbosa
Thiago Barbosa
1 mês atrás

Chave era bem acessível pra bia , infelizmente parou na lindíssima Maria timofeeva.

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Thiago Barbosa

Discordo em relação à chave estar acessível: Marta Kostyuk, Barbora Krejcíkova, Coco Gauff, Magdalena Frech e Aryna Sabalenka estão vivíssmas neste lado da chave e são adversárias durissimas para qualquer tenista!!!

Albert
Albert
1 mês atrás

Eu não fui surpreendido. Um set abaixo, 3/5 no segundo, 15/30 pra igualar o set em quebras. Quem erra aquela bola na rede sabe q perdeu o jogo ali. Os pontos seguintes são só pra confirmar. O primeiro set estava na mão e jogou fora tb. Mais uma lição a ser aprendida?

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

O pessoal emocionado pode defender o quanto quiser, mas ranking da Haddad Maia é circunstancial. O saque é sofrível, ela tem dificuldades na movimentação lateral, e só bate no meio. Não tem bola nem mental para permanecer no top 10 e ganhar grand slam.

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás
Responder para  Marcelo

Concordo. É uma das poucas top10 que sofrem demais para vencer um jogo, não importa contra quem jogue. Ela tem suas qualidades, mas seus defeitos são incompatíveis para o alto nível do tenis moderno.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

vc só vê os defeitos, fala isso da Rybakina e da Pegula tb?

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

Eu não vejo só os defeitos. Leia novamente… eu digo que ela tem qualidades.
E eu sempre falo das qualidades dela: alta, canhota, corpo com pouca gordura em ótima forma para jogar.
Não sou eu que sou problemático. Eu olho o positivo e o negativo, vcs só olham o positivo. Para vcs sempre há uma grande jogadora contra ela e nunca há falhas dela. É isso…

André Aguiar
André Aguiar
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

Esse Leo, agora autodenominado realista, continua o mesmo hater de sempre. Estaria agora malhando a Pegula se fosse estudunidense, a Jabeur, se fosse tunisiano, a Vondrousova, se fosse tcheco, a Sakkari, se fosse grego, a Kudermetova se fosse russo e a Garcia, se fosse francês. Gostaria de saber o desempenho profissional dele. Pelo tom das críticas, deve ser um top 10 do mundo, ou pelo menos do Brasil, ou quem sabe do município.

Flavio
Flavio
1 mês atrás
Responder para  Marcelo

Disseram que o ranking dela era circinstancial quando ela chegou em top 50.
Disseram que o que o ranking dela era circunstancial quando venceu os wta 250 e pulou pra 30 do mundo. Diziam “ah quando caírem os pontos no ano seguinte, já era.. ”
Quando ela fez semi em RG, foi pura sorte e que esses pontos que iriam segurar o ranking dela pro resto do ano ….. depois disso ela ainda fez oitavas em Wimbledon e ganhou o finals B no final do ano (calando os críticos)
Enfim, é assim mesmo que vc disse …. O ranking dela é circunstancial e ela não tem mental.

Realista
Realista
1 mês atrás
Responder para  Flavio

Quem perde pra qualifier em terceira rodada de major sendo 12 do mundo não tem mental. Pode inventar o que quiser.
E isso que o tênis feminino tem um nível ridículo, baixíssimo.

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Realista

esse Realista ja esta invadindo o site com vários perfis fakes

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Flavio

Exato galera viaja, excetuando o top 4, o tênis feminino é isso ae msm, oscilação e queda em qlqr rodada é normalidade, a Bia tá inserida nesse mesmo balaio de Pegula, Sakkari, Kasatkina..

andré
andré
1 mês atrás
Responder para  Marcelo

O negacionismo chegou até o ranking? Rir pra não chora.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Marcelo

Primeiro que ela não é Top 10, e sim Top 20, estava 10 em AO pelas circunstancias(rrrs. tinha que falar) de desistências. O Ranking top 20 está excelente , fora MEB, quem chegou do Brasil feminino nesse Ranking???
Vcs Haters cobram talvez o impossível , um top one, um top five, Se a Bia fizer algo semelhante durante 2024 a 2023 e 2022 , vai sim se manter no top 20.e está excelente.Só no AO já passou de 1R para 3R, teve top 3 e top 5 que nem chegaram lá.
Uma coisa é torcer, a outra é criticar em tudo e a todos. Perdeu e poderia ter ganho.Vamos ver até aonde a russa vai, mas lembre-se que ela fez 3 jogos a mais do Qualy.; Viva e parabéns a nossa Bia top 20 com muito orgulho e ganhará outras, pode ter certeza.

Rebeca
Rebeca
1 mês atrás

Considerando que a meta da equipe é entrar no top 10, têm por obrigação vencer tenistas com ranking acima, além de mais jovens e menos experientes . . . mas mérito para as oponentes, que aproveitam a mínima chance pra vencer esses jogos importantes . . .

Luciano
Luciano
1 mês atrás

Quando nos achamos que a Boa vai deslanchar ela entrega !! Uma prna chave estava aberta.

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Luciano

Chave aberta???Discordo em relação à chave estar acessível: Marta Kostyuk, Barbora Krejcíkova, Coco Gauff, Magdalena Frech e Aryna Sabalenka estão vivíssimas neste lado da chave e são adversárias durissimas para qualquer tenista!!!

Sérgio Matias
Sérgio Matias
1 mês atrás

Que pena! Bola pra frente!

andré
andré
1 mês atrás

A russa joga pra caramba, só isso que eu digo. Corre pra caramba, bate forte de todos os lado e um backhand cruzado mortal. Foi uma pena, mas a menina mereceu vencer. Bia não do que se queixar, fez o melhor AO da carreira. Agora é buscar o troféu das duplas.

Helio
Helio
1 mês atrás

Essa Bia é uma mentira… Não joga nada… Muito fraquinha…

Paulo Lara
Paulo Lara
1 mês atrás
Responder para  Helio

Verdade, concordo.
Top 10 em simples e duplas, campeã do finals B, semifinalista de Roland Garros etc …
Realmente ela é uma miragem.
Vc é um “Jênio” ……

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás
Responder para  Paulo Lara

bem que vc poderia ser o “jenio” do Paulo eduardo lara campos.

Luiz
Luiz
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

E è
Assombração, o retorno

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás
Responder para  Luiz

não é não, lembro da escrita dele. ta bem diferente dessa aí, fora a agressividade dele que era uma caracteristica forte dele. Esse aí ta muito calmo kkkkk

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Helio

E você não consegue ganhar sequer um game dela…

João Barros
João Barros
1 mês atrás

Bia jogo abaixo e a russa muito acima nível alto, então não tem desculpas perdeu e pronto!
Vamos pra próxima Bia!!

Helton
Helton
1 mês atrás

Que pena.

André
André
1 mês atrás

Pena que não foi dessa vez, Bia não esteve bem, ainda tem dificuldades para chegar nas bolas que são cruzadas . Timofeeva jogou muito, além de se movimentar muito bem, tem um excelente preparo físico, vamos em frente.

Neymar
Neymar
1 mês atrás
Responder para  André

“excelente preparo físico” eu sei oq vc quis dizer e eu concordo! Hahahahaha

andré
andré
1 mês atrás
Responder para  Neymar

Somos 2.

Marcus Dantas
Marcus Dantas
1 mês atrás

Infelizmente perdeu a melhor oportunidade que ja teve de avancar.

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás

Surpreendidos fomos nós quando ela passou das duas primeiras fases ganhando de duas adolescentes promissoras. A realidade dela é isso aí. E os passadores de pano logo entrarão em ação hahahaha. Devia focar em duplas e na parceria com a Townsend que é uma baita especialista.

Roberto
Roberto
1 mês atrás

A russa foi muito eficiente, acho que o backhand da Bia deixou muito a desejar, tanto para defender como para atacar.

Andy Schmid
Andy Schmid
1 mês atrás

Mas hein? Como é mesmo aquela expressão que tem “farofa”?

Paulo Lara
Paulo Lara
1 mês atrás
Responder para  Andy Schmid

Só aparece nas derrotas, né?
Depois do upper de direita na ponta do queixo, dado pelo Dalcim, ainda tem a cara de pau de aparecer aqui?

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Andy Schmid

o farofeiro voltou…

Gustavooeh
Gustavooeh
1 mês atrás

Bem, a menina joga demais! Como ainda está aparecendo, as adversárias ainda não a conhecem bem e fica mais difícil estabelecer um melhor plano de jogo. A Bia precisa melhorar o BH..ainda peca nas horas importantes, seja rede ou fundo… Mas o que eu queria dizer mesmo eh sobre os comentários do Ghem…meodeos…parece que nunca jogou tênis…ficou repetindo a mesmice de “tem que acreditar” o 2o set inteiro…não falou uma tática ou necessidade de mudança…a Bia estava tomando 5×1 e set contra…nao dá ( como não deu) para só ficar na vontade…
Ouvindo o ghem, a Teliana e o próprio Meligeni comentando da pra ter uma ideia de que eles poderiam ter ido mais longe na carreira se tivessem maior percepção da tática e da estratégia..os comentários são basicamente os mesmos e com pouquíssima profundidade…creio que se não conseguem em um estúdio sentados e bem alimentados, imagina na quadra sobre pressão….

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás
Responder para  Gustavooeh

Ótimo ponto abordado sobre os comentaristas. Nossos tenistas tanto atuais, quanto os do passado, deixam de lado coisas básicas no tenis e focam bem mais na auto-ajuda. É o estilo porradão desenfreado. Se colar, colou…
Somos o país dos coachs de palco e isso está enraizado tbm no tenis.
Antes da auto ajuda, do pensamento positivo, precisam consertar o básico.

Rodrigo Andrade
Rodrigo Andrade
1 mês atrás
Responder para  Gustavooeh

O Ghem é sofrível. Teliana e Roese são limitados, não saem do lugar comum. Gosto bastante do Meligeni como comentarista. Dadá Vieira é aceitável, sem grande brilho. Em matéria de analistas, Sportv tem uma equipe melhor. O Nark Rodrigues é excelente

Fabio H
Fabio H
1 mês atrás
Responder para  Gustavooeh

São comentaristas “torcedores” e muitas vezes não analisam a parte tática/técnica. Me parece que não querem “colocar o dedo na ferida”.

Rockton
Rockton
1 mês atrás

Surpreendida?!?!?
Kkkk. A Bia é uma boa jogadora, mas é só isso. Todas que estão no AO são, pelo menos, tão boas quanto a Bia, então não há qualquer surpresa na derrota da Bia, pelo contrário, era bem esperada essa derrota.

Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
1 mês atrás

É. Uma pena. Sei que acontece, mas fica a sensação de uam vacilada. Chave tinha aberto legal pra fazer umas quartas, que seria bem legal. Brasil nunca se dá bem na Austrália. Nem Guga ia bem lá.

Carlos Lima
Carlos Lima
1 mês atrás

Não foi surpreendida. Perdeu a oportunidade, a chave estava aberta. A movimentação da Bia não é boa e a russa se aproveitou disso, abusando das paralelas e mudança de direção

Israel
Israel
1 mês atrás

A russa mereceu a vitória, mas a Bia jogou muito bem e fez um excelente torneio no fim das contas.

John
John
1 mês atrás

Não pode reclamar da sorte. Chave para as quartas melhor que essa, impossível. e na próxima rodada também seria sem cabeça de chave. Com o nível que quer jogar não pode perder dessa maneira, precisa se impor, ainda mais com a 170 do ranking, que nunca chegou a top 100. A menina é quase 20cm menor e saca melhor. No segundo set, a russa estava nervosa com a chance fechar e ir para as oitavas, mas a Bia não deixava ela errar, fazia primeiro, ou errava demais nas escolhas. Precisa trabalhar melhor o plano de jogo, muuuuito o saque (canhota, atlética, 1,85m) e ter várias opções de jogo, é uma top 10! Sou fã da Bia, trabalhadora, menina bacana, alegre, enfim, tudo de bom, mas também não podemos passar pano só porque é brasileira, pelo contrário. Chance de ouro desperdiçada!

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  John

Essa questão do saque é chover no molhado, o desempenho dela com o serviço no R2 foi exceção, a regra é como foi hj.. E, como vc disse, complicado jogadoras com 10, 15cm a menos normalmente conseguirem tirar mais do saque doq a Bia..

Guilherme
Guilherme
1 mês atrás

Impressionante como muita gente não entende do jogo. A Timofeeva jogou bem? Jogou sim, mas não foi essa craque toda que todo mundo está dizendo. A Beatriz Maia tem o grande problema em ter medo de ser agressiva, isso faz ela não se impor e ficar recuando muito contra adversárias com ranking baixo e/ou muito jovens. E ainda tem um jogo de rede muito ruim, toma muitas decisões erradas. Impressionante ela conseguir ser 12° no ranking, tem potencial para ser top 5 mas precisa corrigir esses defeitos e querer mais se impor nos jogos.

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

É, não deu! Bia foi guerreira até o fim, ficou, arriscou e errou algumas bolas devido a consistência da adversária.
O mérito é da Timofeeva que jogou muito depois dos primeiros games do jogo. Muito veloz, chegava equilibrada mesmo quando Bia a deslocava de uma ponta pra outra e ainda conseguia devolver com muito perigo. Bolas anguladas, paralelas, mudava fácil a direção. Bia teve que forçar muito e errou bolas importantes por pouco porque ela sempre chegava inteira em bolas que poderia ponto nosso, muito rápida.
É partir pra próxima, como sempre se faz. Pegar um 500 agora no início de fevereiro e uma sequência de 1000. Enquanto isso é fazer uma grande campanha com a Taylor.
Bia sai com mais uma evolução no AO e de quebra recuperou a 11a. posição do ranking. A Krejcikova Pou a Zheng teriam que chegar nas quartas para passá-la. A Zheng está com esse caminho sem cabeças de chave. Precisam de duas vitórias.

Renato
Renato
1 mês atrás

Lutou muito, mas a outra jogou demais. Sempre há o que melhorar, o que poderia ter feito diferente (aquele set point em que ela deveria ter vindo completar na rede), mas é muito mais fácil falar daqui do que estar lá e fazer.
Por ora, tem que saber perder, engolir a derrota e dar a volta por cima. Bora pra próxima,Bia!!!!

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
1 mês atrás

Antes de mais nada, torço muito e admiro muito Bia, por vários motivos. Um orgulho para o tênis brasileiro. Dito isso, algumas considerações sobre a derrota incontestável. Bia tem grande dificuldade de se estabelecer quando joga como favorita, isso é um fato. Seu jogo, embora tenha evoluído em vários aspectos, é muito igual e principalmente, muito previsível. No tênis de hoje, a adversárias absorvem muito facilmente esta informação. Bia não consegue de forma alguma, nem que seja por algum momento da partida, fazer algum tipo de variação no seu jogo ou estabelecer um plano B. Se o plano “A” não funcionar, um abraço. É uma tenista muito resiliente, luta muito, e não se entrega fácil. Caiu numa chave dos sonhos, com muitas favoritas eliminadas precocemente. Tinha tudo para ir bem longe. Mas, sucumbiu merecidamente, para uma jovem tenista, que mostrou muito mais variação de jogo, mais consistência, muito mais rapidez e principalmente muito ais inteligente taticamente. Começou e terminou a partida muito nervosa, A moleca veio do quali, e o ranking de 170º do mundo não condiz com seu nível de tênis,. Mais uma tenista da escola russa, que veio para ficar. Vai ser difícil ela dormir hoje, mas, vida que segue. Vamos torcer por BIA nas duplas, é o que nos resta…

Ubiratan (Black)
1 mês atrás
Responder para  Antônio Luiz Júnior

Sem dúvida, Bia tem o que melhorar e já conseguiu alguma evolução ao longo do ano passado. Mas quanto a variar, em alguns momentos durante o jogo ela deu slice, subiu na rede e mandou algumas curtas. Nas subidas, ganhou alguns pontos, até no bate e rebate do reflexo, e infelizmente, também, levou passadas da Timofeeva, que mesmo na corrida, até saindo da quadra, muito rápida, conseguia chegar inteira e equilibrada para dar a passada com as duas mãos. Jogou muito e ganhou.

Gilbert Becou
Gilbert Becou
1 mês atrás

Jogou com um
Jornal embaixo do braço….depois dos 3X0 diminuiu a intensidade,e de novo perdeu.

Luiz
Luiz
1 mês atrás

Fraca
Melhor se dedicar as duplas

Flavio
Flavio
1 mês atrás
Responder para  Luiz

“jenial ” vc …… top 10 do mundo em simples e se dedicar às duplas.
Como sempre, comentários absolutamente ridículos.
Engraçado, que quando ela ganhou a 2ª rodada, vc não veio comentar

Edmar
Edmar
1 mês atrás

Tênis feminino é uma montanha russa. No masculino dificilmente o 170 do mundo ia vencer o décimo cabeça de chave, muito mais fácil acontecerem “surpresas” no feminino. Ranking da Bia é meritocracia sim, tá aí porque pode e conseguiu, com ou sem limitações é mérito dela. Melhorar realmente precisa pra manter o ranking. Devia ter aproveitado para chegar às quartas pra já ir livrando a semi de RG do ano passado. Mas perante o que estamos tendo ultimamente é de se exaltar a carreira dela sim, a melhor depois do Guga.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Edmar

Exato, com exceção do top 4(do top 3 até eu diria, pq a Rybakina tbm dá suas rateadas com alguma frequência) é praticamente regra no feminino algumas cabeças de chave rodarem pra tenistas fora do top 100 em qlqr torneio.. vejo muita gente q só acompanhava tênis masculino antes da Bia querendo aplicar a lógica dos torneios masculinos para o desempenho da Bia..

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Refaelov

quer dizer; gente que acompanhava o big 3 ou 4, e que tem pouca memória das gerações anteriores.

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Edmar

???? esqueceu do Wild contra o numero 2 do mundo.

Henrique
Henrique
1 mês atrás

Bia não se preocupe com os “profetas” da Internet, tênis é isso, resiliência pura. Bora pra dupla e o ano só está começando. Você está de PARABÉNS!!!!! FORÇA! E tem mais, são esses mesmos que adoram falar besteiras nas suas partidas, que seriam os primeiros ao te verem na rua, lhe pediriam uma “selfie”!!!!! V A M O O O S S S S S !

Rafael
Rafael
1 mês atrás

Uma pena Bia, mas pelo amor de Deus né, não pode perder para uma jogadora deste nível.

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Enquanto isso. a Andreeva com 16 anos vira um jogo perdendo de 5×1 no terceiro set.

Realista
Realista
1 mês atrás

Papelão ridículo. 12ª do mundo e perdendo pra qualifier. É nisso que dá não ter nenhum plano B. Só sabe bater e bater.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Realista

Papelão ridículo é vc vir aqui e escrever isso. Tem alguma top 20 brasileira melhor que ela , fora MEB? Escreve isso pra Jabeur, Rybakina, Pegula tb..

Rebeca
Rebeca
1 mês atrás

Sabalenka e Gauf castigando a amarelinha, até aqui as melhores em quadra, sem sets perdidos, pneus . . . e bicicleta da Sabalenka . . . muita top 10 devendo, Rybakina, Pegula, Jabeur . . . e Bia também . . . top 10, top 15 têm que se impor, e justificar o ranking, bater ao menos quartas de final . . . as teenagers tão passando o “trator” com intensidade de jogo e mental . . .

JBG
JBG
1 mês atrás
Responder para  Rebeca

Lembrando, Iga Swiatek número 1 também sofreu pra ganhar da Daniele Collins…

JBG
JBG
1 mês atrás
Responder para  Rebeca

Lembrando, que até mesmo uma Iga Swiatek número 1 estava desconfortável e ela já é bem ansiosa, aínda mais quando joga com placar atrás, sofreu e quase perdeu da Daniele Collins… Isso é o mundo do tênis. Tem que se aproveitar pouco idade e treinar todos fundamentos e criar uma postura mental de intensidade dentro de quadra respeitando adversário. Mas, mais importante saber se impor, sacar bem obrigação, e saber fechar portas e finalizar jogos. Um exemplo disso é observar grandes jogadores como Navratilova, Verdy, 4 Slams Gold no mesmo ano Steffens Graff e claro Big 4 four. Bia 1.85 tinha pôr obrigação sacar bem, porque forte ela já é falta uma técnica.

Rdson
Rdson
1 mês atrás

Surpresas nenhuma, normal….

Camila
Camila
1 mês atrás

Este ano a creche do Australian Open está impecável, fora de série, que safra boa de jogadoras está vindo, não deu pra Bia, sem chance !!! Agora é torcer pelas duplas !!!

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Camila

gostei de creche.. frase toda verdadeira

Sadi
Sadi
1 mês atrás

Eu avisei q com esse saque patético ia rodar hoje… uma top10 com esse saque teria q ser um fenômeno de regularidade no fundo, oq não eh o caso… Bia sendo Bia… aguardando mais uma entrevista patética dela

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Sadi

exato; nas grandes campanhas dela na grama em 2022, Toronto e Zhuhai o saque estava afiadíssimo. Talvez ela tenha dificuldade de manter sempre a mesma mecânica na execução do serviço.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE