PLACAR

Tsitsipas joga nas mistas, mas Chile derrota a Grécia

Daniela Seguel e Tomas Barrios Vera (Foto: Peter Staples/ATP Tour)

Sydney (Austrália) – Depois de desistir da partida de simples por causa de um problema nas costas, o grego Stefanos Tsitsipas resolveu disputar as duplas mistas, mas nem mesmo sua presença foi suficiente para evitar a derrota. De virada, Tomas Barrios Vera e Daniela Seguel bateram Tsitsipas e Maria Sakkari com parciais de 6/7 (5-7), 6/3 e 10-6, garantindo a vitória chilena na série.

Abrindo o confronto, Sakkari impôs todo o seu favoritismo contra a chilena que ocupa atualmente apenas a 671ª colocação no ranking, gastando apenas 68 minutos para vencer com arrasadores 6/0 e 6/1. “É incrível ver tantas bandeiras gregas, tantas pessoas que vêm e nos apoiam”, comemorou após a vitória.

Na sequência, com a ausência de Tsitsipas, entrou em quadra o grego Stefanos Sakellaridis, de 19 anos e atual 416 do mundo, que até deu trabalho para o chileno Nicolas Jarry, mas não o suficiente para ficar com a vitória, caindo com o placar final de 6/3, 3/6 e 7/5, em 2h22 de embate.

“Foi uma partida muito difícil para mim. Stefanos jogou de maneira incrível. Acho que ele estava se esforçando muito, então foi um adversário muito duro e estou feliz por poder estar lá mentalmente. O nível dos jogadores sobe neste tipo de evento com toda a energia. É muito difícil vencer qualquer um, por isso estou muito feliz por esta vitória”, disse Jarry.

Para buscar a vitória, Tsitsipas entrou em quadra nas mistas com Sakkari. Os gregos até saíram na frente e venceram o primeiro set, mas Barrios Vera e Seguel se recuperaram para ficar com a vitória não apenas na partida, mas também na série.

“É incrível, incrível. É o nosso segundo jogo como equipe, por isso estamos super felizes. Obrigado ao povo chileno pelo apoio. Incrível. É ótimo, claro”, comemorou Barrios Vera. “Jogamos um ponto de cada vez. Foi incrível conquistar a primeira vitória como equipe contra o Chile. Tentamos nos divertir, e jogar ponto a ponto funcionou”, acrescentou o duplista chileno.

O Chile encerra sua participação na fase de grupos com esta vitória e uma derrota para o Canadá, que vai enfrentar a Grécia na última rodada. Dependendo do resultado, as três equipes têm chance de terminar em primeiro, sendo que também há a possibilidade de avançar para as quartas como melhor segundo colocado dos três grupos em Sydney.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE