PLACAR

Troicki: “Djokovic não vai ganhar todos os Grand Slam”

Foto: Getty Images for ITF

Kraljevo (Sérvia) – Companheiro do sérvio Novak Djokovic na Copa Davis e agora capitão da equipe na competição, Viktor Troicki conversou com o Sportal.rs para analisar o confronto com a Eslováquia, que acontece no próximo fim de semana, e também aproveitou a oportunidade para falar sobre o atual número 1 do mundo e sua derrota no Australian Open.

Troicki acredita que a vitória de Sinner sobre Djokovic nas semifinais da Davis no ano passado tenha servido mais de estímulo para o italiano do que qualquer outra coisa. “Não creio que a derrota em Málaga tenha significado muito para Nole, mas significou muito para Sinner, que estava mais livre na Austrália porque venceu a partida da Copa Davis”, analisou o capitão sérvio.

“Ele se sentiu mais calmo para enfrentar o duelo, embora deva dizer que Nole não vinha jogando tão bem durante o torneio, não vimos o nível dele em nenhum momento. Acho que ele pode fazer muito melhor do que isso e ele mesmo está ciente disso”, acrescentou Troicki

O sérvio pediu calma e viu a derrota com normalidade. “Ele (Djokovic) é um homem e não uma máquina, não podemos esperar que ganhe todos os Grand Slams. Os jovens estão cada vez melhores. Sinner, (Carlos) Alcaraz e (Daniil) Medvedev são muito constantes, não é fácil manter essa continuidade e estar sempre em boa forma. Isso é óbvio”.

Sobre as chances de sua equipe brigar pelo título da Davis, o capitão salienta que primeiro precisam superar a fase classificatória, que acontece neste fim de semana, para depois tentar contar com a presença de Djokovic na fase de grupos. “Temos uma grande equipe, mas tudo depende do Novak. Se ele estiver, podemos fazer muito”.

Jogando em casa, o time sérvio terá Laslo Djere (34º), Miomir Kecmanovic (41º), Dusan Lajovc (53º), Hamad Medjedovic (105º) e Nikola Cacoc (66º nas duplas).O principal nome eslovaco é Alex Molcan (122º), seguido por Lukas Klien (142º), Jozef Kovalik (234º), Lukas Pokorny (589º) e Igor Zelenay (255º nas duplas).

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Flávio
Flávio
4 meses atrás

Claro que não vai porque a idade esta chegando, agora se ganhar só mais 1 está bom demais porque chegaria a 25 slam e fecharia a sua vitoriosa carreira como o maior vencedor de slams, superando Margaret Court.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
4 meses atrás
Responder para  Flávio

Court ganhou a maioria na era amadora, não conta. Ele se tornou o maior vencedor de Slams ao superar Williams no último USO.

Rebeca
Rebeca
4 meses atrás

A chance talvez tenha sido ano passado, não dá pra dizer q ele chegou perto de ganhar em 2021 pq ele foi atropelado por Medvedev na final, mas em 2023 ele teve a chance.
A questão é que contra Sinner ele foi atropelado em sua “casa”, fica difícil achar que ao menos Sinner agora vai tremer diante dele, oq torna mais difícil ele em 2025 ganhar todos os GS.
Mas temos q lembrar que Federer com 38 anos terminou como n3 e só não ganhou um GS pq amarelou, então fazendo um calendário enxuto e correto, existe a possibilidade di sérvio levar os quatro, só acho q pela postura de Sinner daqui em diante vai ser meio difícil ele ganhar do italiano

Osvaldo
Osvaldo
4 meses atrás

triste fim de uma lenda

Silvio
Silvio
4 meses atrás

Já perdeu uma e vai perder outros.
É a lei da vida, o tempo não perdoa.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE