PLACAR

Tenistas brasileiros em Israel aguardam retorno

Daniel Rodrigues, Leandro Pena e Ymanitu Silva (Foto: Reprodução/Instagram)

Tel Aviv (Israel) – Três atletas brasileiros do tênis em cadeira de rodas estão neste momento em um abrigo antiaéreo, no subsolo do aeroporto em Tel Aviv, enquanto aguardam retorno ao Brasil. Os tenistas Leandro Pena, Ymanitu Silva e Daniel Rodrigues desembarcaram na manhã deste sábado no país para uma competição internacional, que foi cancelada após recentes bombardeios que deixaram mais de 200 mortes.

O grupo islâmico Hamas assumiu a autoria do ataque, informando que foram 5 mil foguetes. As autoridades israelenses declararam guerra. A retaliação deixou mais de 230 mortes também no lado palestino. O conflito entre Israel e Palestina se estende há décadas. Em 1947, as Nações Unidas propuseram a criação de dois Estados, um judeu e um árabe na região. Israel foi reconhecido como país no ano seguinte. Mas desde então, há uma disputa por territórios e várias acordos já tentaram estabelecer a paz, mas não tiveram sucesso.

O presidente da CBT, Rafael Westrupp, se manifestou sobre a situação dos atletas. “Temos três tenistas em cadeira de rodas que pousaram hoje, por volta das 4h da manhã, em Tel Aviv, para uma competição internacional. E logo que chegaram ao hotel, escutaram os primeiros bombardeios”.

“Imediatamente entraram em contato conosco, da Confederação Brasileira de Tênis. Solicitamos que eles fossem ao aeroporto e já emitimos passagens aéreas para que eles retornassem ao Brasil. Mas infelizmente, no momento do embarque, o aeroporto foi fechado e estão todos, junto com os demais passageiros, num subsolo do aeroporto esperando os próximos passos”, acrescentou o dirigente.

“Estamos em contato com os três tenistas em cadeira de rodas, Daniel Rodrigues, Ymanitu Silva e Leandro Pena. Também mantivemos contato com o Comitê Paralímpico Brasileiro, que nos auxiliou no contato com a Embaixada do Brasil em Israel, junto ao Itamaraty. O melhor dos esforços, dentro da pior circunstância possível, nós estamos fazendo e mantemos o contato direto tentando confortar os tenistas nesse momento delicado”.

A CBT informou que conseguiu um voo para Ymanitu, Leandro e Daniel se deslocarem para a Turquia, mas que foi cancelado pela Turkish Airlines. A companhia aérea informou aos brasileiros que não há previsão para um novo voo. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) também está em contato para ajudar no resgate dos tenistas.

“A gente veio imediatamente para o aeroporto, enquanto a Confederação tentava trocar o nosso voo. Eles conseguiram, mas foi cancelado”, relatou Ymanitu. “Fomos colocados em um abrigo antiaéreo, mas felizmente não aconteceu nada. Estamos aguardando as providências para retornarmos para casa o mais rápido possível”.

Daniel Rodrigues acrescentou: “Já vivemos momentos assustadores aqui, de muito caos. Nunca passamos por isso, mas temos fé de que no final vai dar tudo certo e que vamos voltar em paz para casa”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE