PLACAR

Tênis feminino ganha série de torneios brasileiros em março

Foto: Rafael Pignataro

São Paulo (SP) – Uma das mais importantes e tradicionais séries de torneios de tênis já realizados no Brasil, o Circuito Feminino Future de Tênis está de volta em 2024. Serão três campeonatos voltados para a base, todos sobre quadras de saibro, com o objetivo de fomentar a presença de jogadoras brasileiras no ranking mundial da Associação feminina (WTA).

A série começa dia 11 de março, com o W15 de São João da Boa Vista. O torneio já está com inscrição aberta e a lista definitiva de participantes será divulgada no dia 22 de fevereiro pela Federação Internacional de Tênis. Os jogos com entrada gratuita serão disputados na Sociedade Esportiva Sanjoanense.

Na semana seguinte, acontecerá o W15 de Campinas, organizado nas tradicionais quadras da Sociedade Hípica. A chave principal acontecerá entre 18 e 24 de março, novamente com entrada gratuita para o público.

A terceira etapa do Circuito crescerá de importância, dando ainda mais pontos e premiação às participantes. O W50 de São Paulo largará no dia 25 de março e será promovido no Clube Hípico de Santo Amaro.

“Os três torneios possuem chave de simples para 32 tenistas, duplas para 16 parcerias e uma fase qualificatória para mais 32 jogadoras, o que multiplica a oportunidade para as brasileiras marcarem seus primeiros pontos no ranking mundial ou obter progressos expressivos para o restante da temporada”, ressalta Albers Bernardes, diretor da etapa de São João da Boa Vista.

Disputado desde 2011, o Circuito Feminino Future de Tênis colocou em quadra ao longo desse período todas as brasileiras que hoje figuram com destaque no circuito profissional, como Beatriz Haddad Maia, Luísa Stefani, Laura Pigossi, Ingrid Martins, Carolina Meligeni Alves, Gabriela Cé e Thaisa Pedretti.

O Circuito Feminino Future de Tênis é apresentado pelo Itaú através da Lei de Incentivo ao Esporte/Ministério do Esporte. Tem o patrocínio da Mills e a realização é do Instituto Esperança do Amanhã. A competição tem as chancelas da Federação Internacional de Tênis, Confederação Brasileira de Tênis e Federação Paulista de Tênis.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Arajaribu
Arajaribu
2 meses atrás

É um início, mas precisamos de muito mais… torneios menores para cimentar o crescimento das gurias…

Guilherme
Guilherme
2 meses atrás

Seria uma ótima oportunidade para a Victoria entrar no profissional

Leonel
Leonel
2 meses atrás
Responder para  Guilherme

Realmente e jogando com torcida pode fazer bonito.

Paulo A.
Paulo A.
2 meses atrás

Acho que seria muito mais útil para as nossas meninas em vez de um W50, dois W25. Aí, sim, elas teriam mais chances…

F.F.
F.F.
2 meses atrás

Vivian Toma de malas prontas
Agora vai

Vitor Façanha
Vitor Façanha
2 meses atrás

O de Santo Amaro será aberto ao público ?

Mário Sérgio Cruz
Editor
2 meses atrás
Responder para  Vitor Façanha

Em geral esses torneios costumam ser abertos ao público, sim. Só deixar o nome na portaria dos clubes e apresentar um documento de identificação. Eu não cheguei a ir no Hípico no ano passado, mas sei que foi gratuito. E esse circuito está há muitos anos em SP e antes fazia torneios no Paulistano, Pinheiros, Paineiras, Espéria… e os protocolos são sempre muito parecidos para entrada. Às vezes pedem para fazer um cadastro e tiram foto sua quando é a primeira vez no clube, mas costuma ser rápido.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE