PLACAR

‘Sinner foi mais corajoso em pontos-chave’, diz Djokovic

Foto: Corinne Dubreuil/ATP Tour

Turim (Itália) – Depois de sofrer sua primeira derrota no ATP Finals e perder uma invencibilidade de 16 jogos no circuito, Novak Djokovic lamentou a passividade que teve em quadra em momentos decisivos da partida desta terça-feira contra Jannik Sinner. O número 1 do mundo destacou que o jovem italiano de 22 anos foi mais agressivo em pontos-chave, e por isso mereceu vencer o jogo com 3h08 de duração.

“Acho que a última vez que jogamos foi na semifinal de Wimbledon. Ganhei em sets diretos, mas foi uma partida muito disputada. Poucos pontos aqui e ali decidiram cada set. Em termos de jogo, acho que ele estava jogando tão bem quanto hoje. Talvez sacando melhor. Mas acho que a principal diferença é que nos pontos importantes ele foi mais corajoso”, disse Djokovic após a derrota por 7/5, 6/7 (5-7) e 7/6 (7-2) para Sinner.

+ Sinner tem grande atuação e derruba Djokovic
+ Sinner, Djokovic e Rune lutam por vagas nas semis na 5ª

“Ele mereceu vencer porque em momentos importantes eu não fui agressivo o suficiente, não fui decisivo. Dei a ele a oportunidade de assumir o controle dos pontos. No 5/5 do terceiro set, tive um 15-30 no segundo saque dele e não fui agressivo. Mas tenho que parabenizá-lo. Ele acabou de jogar uma partida fantástica. Foi o que eu disse a ele na rede. Acho que nos momentos mais importantes ele fez o seu melhor e mereceu vencer”, acrescenta o sérvio, que perdeu do italiano pela primeira vez em quatro jogos.

O formato de disputa do Finals possibilita a recuperação ao longo do torneio mesmo que o tenista perca um jogo na fase de grupos. E nesse cenário existe até mesmo a possibilidade de um reencontro entre Djokovic e Sinner na final do torneio no próximo domingo. “Temos um longo caminho até lá, mas vamos ver se isso acontece. Sobre o que eu aprendi com esse jogo? Quero dizer, obviamente neste tipo de jogos poucas oportunidades aparecem. Acho que aprendi que em alguns momentos tenho que ser um pouco mais decisivo. Eu não estava assim hoje”.

“Mas tudo bem, alguns você ganha, outras você perde. Durante a maior parte da minha carreira venci esse tipo de jogo. Mas algumas eu perdi, como nesta noite. Não creio que tenha feito muitas coisas erradas em termos de jogo. Ele simplesmente foi mais decidido e corajoso nos momentos em que precisava ser. Ele fez alguns pontos incríveis, jogou exatamente as bolas que precisava”, acrescentou o hexacampeão do torneio.

Djokovic também foi perguntado sobre o comportamento da torcida, bastante atuante nesta terça-feira em Turim. “Era esperado. Obviamente, sendo ele o único italiano no torneio, havia uma grande expectativa, uma grande empolgação para ele jogar diante de sua torcida. Ele está em ótima forma. É normal que a torcida quisesse que ele vencesse”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE