PLACAR

Sinner destaca dois games cruciais para virada na estreia

Foto: Mathias Schulz/Terra Wortmann Open

Halle (Alemanha) – Depois de superar uma difícil rodada de estreia no ATP 500 de Halle, Jannik Sinner acredita que dois games foram cruciais na vitória de virada sobre o holandês Tallon Griekspoor nesta terça-feira. O italiano havia perdido o primeiro set no tiebreak e salvou três break-points quando a segunda parcial estava empatada por 2/2. No game seguinte, o novo líder do ranking conseguiu sua primeira quebra na partida com um ponto espetacular e ganhou confiança para vencer o jogo por 6/7 (8-10), 6/3 e 6/2 após 2h22 de partida.

“Foi um jogo difícil mentalmente. Eu estava com 5/1 de vantagem no tiebreak do primeiro set. Mas isso pode acontecer, ainda mais na grama. Tudo pode mudar muito rápido. No segundo set, eu estava com 0-40 no meu saque. E se ele vence aquele ponto, o jogo ficaria ainda mais difícil”, declarou Sinner, citando a necessidade de manter o equilíbrio emocional após as chances perdidas no primeiro set.

A respeito de um dos pontos mais importantes do jogo, o italiano corria para cobrir uma bola que iria na cruzada. Mas um desvio na fita fez com que a trajetória mudasse e fosse para a paralela. Sinner correu muito na direção contrária, mergulhou na quadra e conseguiu vencer o ponto para conseguir a quebra de serviço.

“Eu estava correndo muito e então tentei de alguma forma chegar à bola. Ele estava sob pressão, com o break-point abaixo, e de alguma forma eu consegui quebrar o saque dele pela primeira vez. Depois disso, ganhei confiança. Foi um ponto crucial e o rumo da partida mudou para o meu lado”, relatou o jovem de 22 anos. Depois desse lance, ele não teve mais o saque ameaçado e conseguiu duas novas quebras para chegar à vitória.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Tudo é uma questão de tentar recuperar a confiança, especialmente nesta superfície e tenho mostrado isso. Espero poder mostrar um bom tênis também na próxima rodada”, complementou o italiano, que disputou seu primeiro jogo desde que assumiu a liderança do ranking. Ele volta a atuar na próxima quinta-feira, pelas oitavas, e enfrentará o húngaro Fabian Marozsan, 45º colocado, em um confronto inédito. “Foi bom entrar em quadra como o número 1. Mas não pensei muito nisso porque estava me preparando para o meu adversário”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE