PLACAR

Rybakina tenta o 3º WTA 1000, Collins busca maior título

Foto: Juarez Santos

Miami (EUA) – A campeã do WTA 1000 de Miami será conhecida neste sábado. A cazaque Elena Rybakina e a norte-americana Danielle Collins decidem o título a partir das 16h (de Brasília). Será o quinto duelo entre elas, e Rybakina lidera o retrospecto por 3 a 1. A partida mais recente entre elas foi disputada este ano em Abu Dhabi. O torneio é transmitido pela ESPN e Star+.

Será a segunda final seguida para Rybakina em Miami. Ano passado, a cazaque ficou com vice, depois de ter sido pela tcheca Petra Kvitova. Campeã de Wimbledon em 2022, a jogadora de 24 anos tem sete títulos de WTA. Este ano, ganhou os 500 de Brisbane e Abu Dhabi, e também foi vice no 1000 de Doha.

Em torneios deste nível, Rybakina tem dois títulos e dois vices. A cazaque precisou se retirar nas quartas do WTA 1000 de Dubai por motivo de doença gastro-intestinal. E pelo mesmo motivo não jogou em Indian Wells, torneio que havia conquistado no ano passado.

Por sua vez, Collins vai em busca do maior título da carreira. Vinda do tênis universitário norte-americano, a jogadora de 30 anos conquistou seu primeiro título no saibro de Palermo em 2021. Semanas depois, também ganhou em San Jose. Ela também foi finalista do Australian Open em 2022. A ex-número 7 do mundo ocupa atualmente o 53º lugar do ranking.

Collins anunciou em janeiro que está será sua última temporada no circuito profissional, independentemente dos resultados que tiver ao longo do ano. A decisão foi motivada pelo desejo de se tornar mãe e por alguns problemas de saúde que ela teve nos últimos anos. A tenista trata desde 2019 da artrite reumatoide, uma doença auto-imune e que limita seu rendimento físico. Já em 2022, também foi diagnosticada com endometriose, que também afetou seu calendário de treinos e competições, além dificultar a chance de engravidar.

Rybakina vem de jogos longos, Collins só perdeu um set
A campanha de Rybakina em Miami tem sido marcada por jogos longos. A única partida em sets diretos foi contra Madison Keys nas oitavas. Ela estreou vencendo a dinamarquesa Clara Tauson de virada e também precisou de três sets contra Taylor Townsend, Maria Sakkari e na semifinal contra Victoria Azarenka, tricampeã do torneio.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Collins fez um jogo a mais que Rybakina, já que não era cabeça de chave, mas cedeu apenas um set, diante da também anfitriã Bernarda Pera na estreia. Depois passou pelas russas Anastasia Potapova e Elina Avanesyan. Nas oitavas, derrotou a romena Sorana Cirstea nas oitavas, a francesa Caroline Garcia nas quartas e a russa Ekaterina Alexandrova na semifinal.

Pontos, premiação e outros WTA 1000 da temporada
A campeã do torneio recebe 1000 pontos no ranking e um prêmio de US$ 1,1 milhão. Já a vice fica com 650 pontos e US$ 585 mil. Rybakina permanecerá na quarta posição do ranking, atrás de Iga Switek, Aryna Sabalenka e Coco Gauff. Já Collins está voltando ao top 30 e pode ficar perto do grupo das 20 melhores do mundo em caso de título.

Nos demais WTA 1000 deste início de temporada, a número 1 do mundo Iga Swiatek foi campeã em Doha e Indian Wells. A polonesa ganhou de Rybakina no Qatar e da grega Maria Sakkari na Califórnia. Ela também foi semifinalista em Dubai, torneio conquistado pela italiana Jasmine Paolini, ao superar a russa Anna Kalinskaya na final. Já em Miami, a líder do ranking perdeu para Ekaterina Alexandrova ainda nas oitavas.

Confira o histórico de confrontos entre Rybakina e Collins

2024 – Abu Dhabi – sintético – oitavas – Elena Rybakina, 6/4 3/6 6/3
2023 – Australian Open – sintético – terceira rodada – Elena Rybakina, 6/2 5/7 6/2
2023 – Adelaide 1 – sintético – primeira rodada – Elena Rybakina, 5/7 6/2 6/3
2021 – San Jose – sintético – quartas de final – Danielle Collins, 7/6(5) 7/6(4)

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Osvaldo
Osvaldo
22 dias atrás

isso aí, Collins, vamo calar a boca desses machistas, misóginos e intolerantes que te atacam covardemente pela simples decisão de querer ser mãe !

João Sawao ando
João Sawao ando
22 dias atrás

Vou torcer pela collins

trackback

[…] conquista de Collins é a primeira de uma norte-americana em Miami desde 2018, quando Sloane Stephens foi campeã, quando o torneio ainda era realizado no Crandon Park. Outras […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE