PLACAR

Rublev: “Wild é um jogador muito perigoso e talentoso”

Foto: Tennis Australia

Melbourne (Austrália) – Depois de quase ser eliminado pelo paranaense Thiago Wild na primeira rodada do Australian Open, o russo Andrey Rublev não poupou elogios ao rival na entrevista dentro de quadra. Ele inclusive contou que a derrota sofrida pelo compatriota Daniil Medvedev ano passado em Roland Garros chegou a passar por sua cabeça.

“Com certeza eu não vou esquecer essa partida, fiquei próximo de poder perder na primeira rodada, mas no último momento consegui. Thiago é um jogador muito perigoso e talentoso, quando ele está em um dia bom, sentindo a bola, podemos ver que ele bate muito forte e limpo, por isso foi bem difícil superá-lo”, comentou o cabeça de chave número 5.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Rublev contou que ao ver a recuperação de Wild em quadra, após perder os dois primeiros sets, pensou que poderia ter o mesmo destino de Medvedev, que perdeu para o brasileiro ano passado na primeira rodada em Roland Garros. “A derrota de Daniil passou várias vezes pela minha cabeça. Tive muitas oportunidades, não estava conseguindo aproveitar e acabei pensando que aconteceria a mesma coisa”.

Definida no tiebreak do quinto set, a batalha contra o paranaense por pouco não terminou mal para Rublev, que se recuperou depois de ter dois mini-breaks de desvantagem. “Quando estava perdendo eu meio que desisti e talvez isso tenha me ajudado mentalmente, porque me senti aliviado e consegui encaixar alguns bons golpes e boas devoluções”, falou o russo.

“Foi difícil jogar contra ele, estava batendo muito firme na bola, sacou bem, com poucas duplas faltas. Ele estava conseguindo acertar winners de qualquer lugar”, acrescentou Rublev, que brincou ao ser questionado sobre o apoio da torcida para o rival. “Sei que quando o jogo está tranquilo o público começa a torcer para quem está perdendo, mas hoje a torcida de vocês quase me levou a perder na primeira rodada, mas no final deu tudo certo”, finalizou aos risos.

16 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Adalberto
Adalberto
1 mês atrás

Quase…

Leo
Leo
1 mês atrás

O Wild tem recursos técnicos para ir mais longe que o Monteiro, isso está bastante claro.
Creio que também tenha potencial para superar o Bellucci que acumulou 4 atps, e o Wild já tem 1. Mas vai precisar trabalhar firme, pq só com talento não vai dar.

SuperKing
SuperKing
1 mês atrás
Responder para  Leo

Capacidade, talento, ele já demonstrou que tem, só falta converter na quadra ao longo dos anos, porque ranking não se faz por mágica, tem que jogar dezenas de torneios. Mas esse é o ano pra ele ir pro topo, finalmente tem ranking pra entrar nos ATPs direto.

Artur l
Artur l
1 mês atrás
Responder para  Leo

Bellucci era o oposto do wild. Centrado, focado, extra quadra irretocavel. Por isso chegou tao longe. Wild nao vai furar o top 50 enquanto nao amadurecer.

SuperKing
SuperKing
1 mês atrás

Wild no caminho pra no mínimo se igualar aos feitos do Bellucci, ou até passar. Já está mais do que provado que tem a capacidade e o talento, só falta converter isso na quadra ao longo dos próximos anos. Esse ano mesmo tem todo o potencial pra virar top 40 ou top 30

Marcos
Marcos
1 mês atrás
Responder para  SuperKing

Acredito q tem capacidade para Top 20

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás

Perigoso… Talentoso… Mas, não sabe fechar uma partida…

Ivan
Ivan
1 mês atrás
Responder para  SANDRO

Sabe sim, Medvedev que o diga.

Ivan Sakharov
Ivan Sakharov
1 mês atrás
Responder para  Ivan

Excelente resposta, Xará!!

Douglas
Douglas
1 mês atrás
Responder para  SANDRO

Vdd pergunta ao Medvedev como foi lá

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  SANDRO

7 derrotas nas últimas 8 partidas…

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  SANDRO

Um cara que está com uma sequência de 7 derrotas nas 8 últimas partidas, realmente não está sabendo fechar uma partida…

Dennis Silva
Dennis Silva
1 mês atrás

O Wild mostrou que tem muitos recursos técnicos p subir no ranking. Jogou muito bem. É se manter constante durante a temporada.

Edson Peres
Edson Peres
1 mês atrás

Para ter vencido o Medvedev, em Paris, e quase ter batido ao Rublev, ontem, em Melbourne (se o nível de seu 1º saque não tivesse ido ribanceira abaixo, enquanto o do Rublev subiu como um foguete…), o Seyboth Wild demonstrou que não é qualquer tenista e pode chegar muito longe, caso ele consiga ser regular nos resultados positivos, porque recursos técnicos para obter uma boa soma de resultados positivos ele demonstrou na prática que tem e de sobras. Li algumas referências ao Bellucci, que chegou a 21 do ranking. Se o Wild somar resultados positivos o suficiente, poderá entrar no Top 20. É só ele não perder o foco.

Última edição 1 mês atrás by Edson Peres
Edson Peres
Edson Peres
1 mês atrás

Complementando minha mensagem anterior, quando eu disse da variação do nível do 1º serviço do Wild e do Rublev, quis dizer sobre o que aconteceu no tie-break do 5º set, porque o nível de jogo do Wild subiu tanto, desde que venceu os 3º e 4º sets e vinha bem no 5º, também, e o Wild sacava muito. Do 5-2 do TB em diante, foi o caos. No mais, jogo espetacular do Wild.

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás

Não adianta só “JOGAR BEM” se na hora de fechar a partida, isso não acontece… Vale lembrar: 7 derrotas em 8 jogos disputados até o momento…

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE