PLACAR

Reis leva virada e Couacaud conquista o título em Floripa

João Lucas Reis (Foto: Luiz Cândido/CBT)

Florianópolis (SC) – Não deu para o pernambucano João Lucas Reis na final do challenger de Florianópolis. Depois de conquistar a maior vitória da carreira, nas semifinais, ele começou bem na decisão deste domingo, mas não manteve o ritmo até o final e levou a virada do francês Enzo Couacaud, cabeça de chave número 7, que depois de 2h16 de confronto fechou o jogo com o placar final de 3/6, 6/4 e 7/6 (7-1).

Buscando seu primeiro título em challenger, o pernambucano de 24 anos ficou com seu terceiro vice, repetindo Coquimbo (2023) e Ambato (2022). Atual 319 do mundo, Reis dará um belo salto no ranking com a campanha desta semana, voltando ao top 300. Ele está subindo provisoriamente para a 280ª colocação, ainda distante do 259º lugar, o mais alto da carreira.

Reis mostrou força nos momentos importantes do primeiro set, começou salvando três break-points no terceiro game, saindo de 15-40 para confirmar o serviço. Em seguida, ele conseguiu pressionar o saque do rival francês e na segunda oportunidade que teve acabou quebrando Couacaud para fazer 3/1 e logo depois abrir 4/1. O pernambucano administrou a vantagem até o final e largou na frente no placar.

O equilíbrio permaneceu na segunda parcial, que também foi definida com uma quebra solitária. O desempenho de Reis com o saque caiu de 73% para 66%, enquanto do outro lado Couacaud saiu de 64% para 87%. O francês passou incólume, sem ceder break-points e converteu um dos três que teve a seu favor, no décimo e último game, para assim garantir o empate e levar a definição para o terceiro set.

Uma quebra logo no primeiro game deixou o brasileiro em melhor momento na reta final da partida, só que Couacaud não desistiu e depois de evitar nova quebra no quinto game, conseguiu devolver o break no sexto e empatou por 3/3. A partir de então, não houve mais chances de quebra para qualquer um dos lados, os sacadores prevaleceram e a definição foi para o tiebreak.

Couacaud não poderia contar uma largada melhor no desempate final e aproveitou para vencer os cinco primeiros pontos da disputa, dois deles no serviço de Reis, que não sacou nada bem no momento mais importante da partida. O pernambucano ainda perdeu outro ponto com o saque e viu o francês dominar o tiebreak, perdendo apenas um ponto antes de fazer 7-1 e selar a vitória de virada.

18 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás

Parabéns ao João, grande campanha e uma partida muito dura. Que essa campanha seja uma virada na temporada.

Veronica
Veronica
1 mês atrás

ótima semana João. parabéns. quadra LOTADA apoiando o tempo inteiro. a observação fica por conta do momento “bobinho” (desnecessário). ao ganhar o ponto e levar o 3 set pro tie-break, colocou a mão no ouvido… o francês após isso, quietinho fez o feijão com arroz e meteu 5×0 no tiebreak…

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
1 mês atrás

Uma pena,teve boas chances no terceiro set com quebra acima,mas infelizmente não conseguiu manter o serviço e sofreu a quebra,e no tie-break o francês foi bem superior não dando chances ao brasileiro!!!

Thiago
Thiago
1 mês atrás

Escapou por um triz. Aquela segunda quebra, se viesse, matava o jogo. Uma pena, mas está de parabéns! Bem firme no fundo de quadra. Jogou como top 200. Jogo muito bom de assistir.

O desafio agora é manter esse nível.

Leonel
Leonel
1 mês atrás

Tá de parabéns. Tá jogando muito bem. Ainda parece ter bloqueio quando precisa ser finalizador/matador. Precisa melhorar o lado mental pra não acumular os vices pq jogo pra chegar ele tem mas precisa finalizar/lacrar.fazer o caminho do Heide que subiu de patamar no físico e no metal.

Márcio
Márcio
1 mês atrás

Boa semana, João! Parabéns! Agora manter essa intensidade nos próximos torneios!!

Fabricio
Fabricio
1 mês atrás

Agora é trabalhar pra manter o nível!

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Assisti in loco hj, experiência legal demais, parabéns à organização..

Foi um jogo disputado em alto nível pelos dois jogadores, João teve a chance de abrir 2 quebras de vantagem no 5 game do 3° set após um ponto espetacular e n soube capitalizar(3 erros seguidos após) mas, o francês em geral jogou mais e mereceu o caneco. Qnt ao João, tirando o tie break abaixo da crítica(francês n fez 1 único ponto, foram 7 erros do João) jogou próximo ao seu melhor por quase todo o jogo..

No frigir dos ovos foi uma boa semana, só n pode voltar a engatar uma ré de eliminações no R1..

Rogério
Rogério
1 mês atrás

Que semana do Reis, completamente diferente das anteriores, pareceu até um outro jogador. Talvez com a subida de nível de outros brasileiros ele acordou. Parabéns!

Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás

Alguém sabe quais os próximos torneios do João? E tbm quando fecha aista do quali de RG?

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  Fred Magalhães

Joga challenher em Madri nesta semana Ranking do dia 15.

Thiago
Thiago
1 mês atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Acho que não Dalcim. Ele não tá inscrito. Joga Acapulco na semana do dia 15, não?

Fransergio Piovesan
Fransergio Piovesan
1 mês atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Creio que a pergunta era sobre o João Reis, objeto da matéria.
Ele estava inscrito num challenger nos USA, mas não vi seu nome na chave. Salvo se era semana próxima.

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  Fransergio Piovesan

Ah, desculpe

Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás
Responder para  Fransergio Piovesan

Exato, era sobre o Reis. Bom, de toda forma, para RG tá fora. Meligeni, numa live elogiou bastante o João Lucas, espero que chegue até ele pq nitidamente ele tem bola pra avançar mais e o que precisa é acreditar e ter confiança nos seus golpes.

Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás
Responder para  Fred Magalhães

Valeu Dalcin. Precisa de um grande resultado para chegar em Rolanga. Wimbledon é mais realista.

Haroldo Guimaraes
Haroldo Guimaraes
1 mês atrás

Parabens Joao, merece tudo de bom, que mantenha o belo jogo e raça. Nao sei seu calendario, mas talvez de um quali de RG.

Paulo A.
1 mês atrás

Assisti ao jogo e, à exceção do tie-break, o João jogou muito bem mas o francês – que era o favorito, é bom lembrar – foi superior e mereceu a vitória apesar da torcida ensandecida. Que seja o início de uma nova fase na temporada para o João.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE