PLACAR

Raducanu e Andreescu avançam, Navarro elimina Osaka

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) – Entre os destaques da rodada feminina nesta quarta-feira em Wimbledon estiveram quatro campeãs de Grand Slam sobre quadra dura, entre as quais apenas duas seguiram adiante na grama londrina. Empurrada pela torcida da casa na Quadra 1, a anfitriã Emma Raducanu marcou uma vitória tranquila sobre a belga Elise Mertens por 6/1 e 6/2, em 1h15 de partida, e garantiu seu retorno à terceira fase do torneio após três anos.

Raducanu fez um jogo sem sofrer quebras e enfrentou apenas dois break-points. A britânica criou pressão constante sobre os games de saque de Mertens, com 14 oportunidades de quebra e aproveitou quatro delas. Além disso, a ex-top 10 liderou a contagem de winners por 22 a 14.

Depois de fazer semi em Nottingham e quartas em Eastbourne na atual temporada de grama, a vencedora do US Open de 2021 irá rever na próxima fase Maria Sakkari, a quem eliminou na semifinal daquela inesquecível campanha em Nova York. A grega foi mais uma a vencer em sets diretos na rodada, batendo holandesa Arantxa Rus com parciais de 7/5 e 6/3.

Andreescu enfrenta Paolini na terceira rodada

Outra jogadora que já triunfou no Slam norte-americano e vem tentando reencontrar seus melhores dia no circuito, tendo passado por uma série de lesões nos últimos anos, a canadense Bianca Andreescu também carimbou sua vaga para a terceira rodada, depois de superar a tcheca Linda Noskova, cabeça 26 da competição, pelo placar de 6/3 e 7/6 (7-5) em 1h33 de confronto.

Vice-campeã na grama de ‘s-Hertogenbosch há pouco mais de duas semanas, a jogadora de 24 anos já repete sua melhor campanha no All England Club, registrada na edição passada. Em suas 15 participações em Grand Slam, Andreescu chegou apenas duas vezes à segunda semana de disputa, vencendo o US Open de 2019 e caindo nas oitavas em Nova York na temporada seguinte.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Sua próxima adversária será a italiana Jasmine Paolini, atual vice-campeã de Roland Garros e sétima do ranking, que venceu a belga Greet Minnen por 7/6 (7-5) e 6/2. Aos 28 anos, Paolini faz sua quarta aparição na chave principal de Wimbledon e venceu um jogo pela primeira vez. A italiana venceu Andreescu justamente na última edição em Paris.

Osaka e Stephens são eliminadas em menos de 1 hora

Mais uma vez durou pouco a participação de Naomi Osaka em Wimbledon. Eliminada na terceira rodada em 2017 e 2018 e também na estreia em 2019, a japonesa agora se despediu na segunda fase da competição ao cair em sets diretos para a norte-americana Emma Navarro, 19ª pré-classificada, que aplicou as parciais de 6/4 e 6/1 em apenas 59 minutos de jogo.

Com isso, Osaka segue sem brilhar nos Grand Slam fora da quadra dura, já que também nunca ganhou mais do que dois jogos numa mesma edição em Roland Garros. Depois de se tornar mãe e ficar mais de um ano sem jogar, a bicampeã do Aberto da Austrália e do US Open disputou 29 partidas em 2024, com 16 vitórias e 13 derrotas. Suas campanhas de maior destaque aconteceram no WTA 1000 de Doha e no WTA 250 de ‘s-Hertogenbosch, onde fez quartas de final. Em Roma, alcançou as oitavas.

Já Emma Navarro segue firme naquela que é sua melhor temporada da carreira, ocupando atualmente a inédita 17ª colocação do ranking e tendo alcançado seu primeiro título de WTA no piso duro de Hobart em janeiro. Ela disputa Wimbledon apenas pela segunda vez, tendo sido eliminada ainda na estreia em 2023.

 

“Naomi é uma grande campeã e é ótimo vê-la de volta no circuito. Ela já venceu excelentes jogadoras desde que voltou. É muito especial para mim enfrentar uma tenista como ela e atuar aqui na Quadra Central pela primeira vez. Estou tentando aproveitar essa experiência na grama e me divertir”, comentou a norte-americana de 23 anos, na entrevista em quadra.

Seu próximo desafio será contra Diana Shnaider, a quem ainda não venceu no circuito, com duas derrotas neste ano, na decisão do WTA 125 de Paris, sobre o saibro, e na semi do WTA 500 de Bad Homburg, na grama. A russa garantiu sua vaga ao bater a norte-americana Sloane Stephens, campeã do US Open de 2017, com um duplo 6/1 em rápidos 49 minutos.

Ainda nesta terça-feira, a croata Donna Vekic bateu a russa Erika Andreeva por 6/2 e 6/3 e enfrenta a ucraniana Dayana Yastremska, algoz da francesa Varvara Gracheva por 3/6, 6/4 e 7/6 (7-5).

8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Verridiana Parmeggieri
Verridiana Parmeggieri
9 dias atrás

a Osaka por tudo que fez conosco, mulheres, lá atráz… merece ter sido derrotada. não nos representa! e que legal a vitória da Andreescu. ver ela saudável denovo faz muito bem.

Ronaldo Oliveira
Ronaldo Oliveira
9 dias atrás
Responder para  Verridiana Parmeggieri

Parabéns pelo comentário!! Assino embaixo…

Rob
Rob
9 dias atrás
Responder para  Verridiana Parmeggieri

O que ela fez criatura?!?!?

João Sawao ando
João Sawao ando
9 dias atrás

Sloane tomou uma surra

Willian Rodrigues
Willian Rodrigues
9 dias atrás

Muito interessante notar que Raducanu está praticando um belo tênis sobre a grama sagrada!
Creio que seja uma jogadora para se prestar muita atenção nesse torneio, ainda mais motivada pela torcida…

Fábio
Fábio
9 dias atrás

Mas será o retorno da gatinha….??

CARLOS LIMA
CARLOS LIMA
9 dias atrás

Raducanu e Andreescu minha crushs. Quem bom que voltaram a jogar bem

Ramiro Cora
Ramiro Cora
8 dias atrás

A Naomi, perdendo ou ganhando, sempre foi e é, uma pessoa de excelente qualidade. Representa a todos/as os que adoramos a nobreza no ser humano.
Perdeu porque desta vez não jogou à altura da Navarro.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE