PLACAR

Projeto Tênis na Lagoa conquista três títulos e quatro vice do Winners

Rio de Janeiro (RJ) – O projeto Tênis na Lagoa – Instituto Mirania Gomes Borges – conquistou três títulos e quatro vice-campeonatos no Torneio Winners, evento entre os projetos sociais disputado nas quadras do Rio Open no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro.

Os títulos foram nas categorias 17 a 23 anos com Antônio Vitor, o Vitinho, superando Valter Albuquerque na decisão, e na categoria 15 a 21 anos feminina com Maria Eduarda Gomes contra Natália Neves e nos 11 a 14 anos com Maria Giulia Lima superando Ana Silva, colega do projeto. No masculino 11 a 12 anos, Giovanni Ghetti foi o vice-campeão assim como André Castro nos 13 e 14 anos.

“Foi muito bom, sete finalistas, dominamos no feminino, Vitinho campeão. Estamos muito felizes com os resultados e agora o trabalho segue com nossos atletas ajudando como boleiros na competição com os melhores do mundo em ação”, conta Alexandre Borges, fundador e organizador do Tênis na Lagoa. Ao todo, 27 atletas do Tênis na Lagoa disputaram o Winners.

Sobre o Projeto Tênis na Lagoa

Fundado em 2004 por Alexandre Borges, professor e apaixonado por tênis desde a infância, o Projeto Tênis na Lagoa – Instituto Mariana Gomes Borges surgiu como uma iniciativa particular para atender crianças e adolescentes de comunidades carentes do Rio de Janeiro. Em 2020, o projeto tornou-se Instituto Mirania Gomes Borges, em homenagem à mãe de Alexandre.

O projeto utiliza as quadras públicas em frente ao Clube Monte Líbano, na Lagoa Rodrigo de Freitas. Teve início assim a oferta gratuita de aulas de tênis para a população em vulnerabilidade social da região, atendendo inicialmente cerca de 60 crianças de comunidades próximas.

Hoje, mais de 200 crianças e adolescentes são atendidos pelo projeto não apenas com aulas de tênis, mas acompanhamento psicológico, aulas de inglês e yoga, passeios educativos, entre outras atividades. Aqueles que se destacam têm ainda a oportunidade de integrar a equipe de competição, representando o Tênis na Lagoa em viagens por todo o país e até pelo mundo.

Atualmente, Alexandre conta com a ajuda de sua esposa, Paula Borges, um grupo de voluntários e alguns apoiadores conhecidos, como o ex-tenista Thomaz Koch, padrinho do projeto desde a sua fundação. Dezoito anos após o início das atividades, 4.500 crianças já tiveram sua vida impactada pelo Tênis na Lagoa.

O Projeto Tênis na Lagoa atende crianças e adolescentes das comunidades carentes da Rocinha, Vidigal, Cruzada, Cantagalo, Tabajara, Pavão-Pavãozinho, Rio das Pedras, Muzema entre outros na capital carioca.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE