PLACAR

Pliskova volta a superar Osaka e enfrenta Iga na semi

Foto: Jimmie48/WTA

Doha (Qatar) – Assim como havia acontecido na primeira semana da temporada, em Brisbane, Karolina Pliskova voltou a superar Naomi Osaka para chegar à semifinal do WTA 1000 de Doha. Ela marcou as parciais de 7/6 (8-6) e 7/6 (7-5) em 1h43. Foi a quinta vitória da tcheca em sete jogos contra a japonesa no circuito.

Agora com nove vitórias seguidas em apenas dez dias, Pliskova terá a difícil missão de desafiar a número 1 do mundo Iga Swiatek nesta sexta-feira, por volta de 12h30 (de Brasília). A ex-líder do ranking e atual 59ª colocada perdeu os três duelos anteriores que fez contra a polonesa, com direito a um duplo 6/0 na final de Roma em 2021.

Será um encontro entre duas campeãs em Doha. Swiatek venceu as duas últimas edições e defende uma invencibilidade de 11 jogos no Qatar, com apenas um set perdido. A polonesa de 22 anos tenta ser a primeira tricampeã na história do torneio. Já a tcheca de 31 anos ganhou em Doha na temporada de 2017. Ela tem 17 títulos de WTA e busca sua 34ª final.

Pliskova vem encarando uma maratona de jogos nos últimos dias. Campeã do WTA 250 de Cluj-Napoca no domingo, ela já estreou em Doha no dia seguinte e acumula quatro vitórias no Qatar. Antes de enfrentar Osaka, também superou as russas Anna Kalinskaya e Anastasia Potapova, além da tcheca Linda Noskova.

Por sua vez, Naomi Osaka fez a melhor campanha desde o retorno ao circuito no início da temporada. Também ex-número 1 do mundo e dona de quatro títulos de Grand Slam, a japonesa de 26 anos se tornou mãe no em julho e voltou às quadras em janeiro. Ela tinha só uma vitória na atual temporada e aparece no 747º lugar, mas a campanha em Doha já a recoloca no top 300.

No encontro entre duas jogadoras que tem bons saques e definem seus pontos em poucas trocas de bola, o primeiro set teve uma quebra para cada lado. Osaka saiu vencendo por 2/0, mas sofreu o empate de imediato. A japonesa ainda escapou de dois break-points no sétimo game, enquanto Pliskova não vinha tendo mais o saque ameaçado.

O tiebreak começou melhor para Osaka, que saiu vencendo por 3-1 e chegou a liderar por 5-3. Pliskova igualou a disputa depois de uma boa devolução, antes de mandar no ponto. A tcheca virou para 6-5 e a japonesa saiu um set-point. Mas logo depois, cometeu um erro com o forehand e deu à rival a chance de fechar o set no saque.

O segundo set teve roteiro parecido, com Osaka abrindo 2/0, mas Pliskova buscando a igualdade. A japonesa salvou um match-point no 5/4 e mais dois no 6/5, mas a maior consistência da tcheca durante o tiebreak fez a diferença para a vitória em sets diretos. O equilíbrio na partida foi tanto que cada jogadora venceu 86 pontos. Osaka liderou a contagem de aces por 10 a 8 e a de winners por 36 a 26, mas cometeu 23 erros contra apenas 14 de Pliskova.

Leia mais:

Iga tem grande atuação contra Azarenka e volta à semi em Doha

Rybakina vence a sétima seguida e faz mais uma semi

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Ubiratan (Black)
2 meses atrás

Retornando bem, para quem tinha caído lá pelo top 80 e já recuperou metade disso. Um 250 na mão e em seguida SF de 1000 é para poucas.
Agora, Iga, o buraco é mais embaixo. Mas já fez um ótimo torneio, mesmo não pegando as cabeças do seu quadrante que ficaram pelo caminho ela venceu algumas jovens que estão se destacando no circuito.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE