PLACAR

Pigossi supera estreia na dupla, Demo cai nas quartas

Foto: Fotonic Sports

Camberra (Austrália) – Eliminada na primeira rodada de simples no WTA 125 de Camberra, a paulista Laura Pigossi deu a volta por cima da chave de duplas e venceu seu primeiro jogo em 2024. Ao lado da filipina Alexandra Eala, ela bateu a forte parceria da italiana Sara Errani com a mexicana Renata Zarazua de virada, com as parciais de 5/7, 6/0 e 10-6.

Depois de gastarem 1h35 para superar a primeira rodada, Pigossi e Eala terão pela frente nas quartas de final as cabeças de chave número 4, a húngara Anna Bondar e a suíça Celine Naef, que sequer precisaram entrar em quadra para passar pela estreia, contando com desistência das norte-americanas Elizabeth Mandlik e Katie Volynets.

A brasileira e a filipina chegaram a liderar o primeiro set por 3/1, mas acabaram sofrendo a virada, levando quebras no sexto e 12º games. Na segunda parcial, elas dominaram as ações, não perderam um game de saque sequer e converteram os três breakpoints que tiveram, anotando um “pneu” para empatar a partida.

No match-tiebreak, Pigossi e Eala mostraram um enorme poder de recuperação saindo de 2-6 para vencer os oito pontos seguintes e assim garantir a vitória de virada sobre Errani e Zarazua, fechando o jogo logo no primeiro match-point que tiveram.

Demoliner perde com holandês
Também em Camberra, só que pelo challenger local, o gaúcho Marcelo Demoliner não se deu bem e acabou eliminado. Ao lado do holandês Bart Stevens, com quem formava a segunda parceria mais bem cotada ao título, o brasileiro parou na segunda rodada, diante do espanhol Diego Rincon e do jordaniano Abdullah Shelbayh com duplo 6/4.

As duas parciais do jogo foram definidas com apenas uma quebra de diferença, com Rincon e Shebayh convertendo três dos set break-points que tiveram, enquanto Demoliner e Stevens aproveitaram uma das três chances de quebra que tiveram no decorrer da disputa.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leo
Leo
1 mês atrás

Seria ótimo se ela ficasse em duplas, até pq tem as olimpíadas

Luiz
Luiz
1 mês atrás
Responder para  Leo

Concordo

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE