PLACAR

Pigossi começa a temporada com derrota em 2 sets

Foto: Fotonic Sports

Camberra (Austrália) – A temporada de 2024 não começou muito boa para a paulista Laura Pigossi, que não conseguiu superar a estreia no WTA 125 de Camberra. Atual 112 do mundo, ela foi derrotada pela francesa Fiona Ferro, 164ª no ranking, caindo com o placar final de 7/6 (7-5) e 6/2, depois de 1h144 de confronto.

O primeiro set da partida foi o mais equilibrado, com ambos conseguindo um bom desempenho no saque. Pigossi venceu 68% dos pontos de serviço e a rival francesa 69%, nenhuma delas enfrentou break-points contra e a decisão ficou para o tiebreak, no qual Ferro levou a melhor mesmo depois de começar perdendo por 0-3.

Pigossi não conseguiu manter o nível de saque na segunda parcial, vencendo apenas 50% dos pontos. Para piorar, ela não teve chance com a devolução e venceu apenas um ponto, sendo dominada por Ferro, que teve 10 chances de quebra, converteu duas delas, uma no quinto game e outra no sétimo, ficando assim com a vitória.

Na próxima fase, a francesa de 26 anos terá pela frente a jovem dinamarquesa Clara Tauson, de 21 anos e atual 107ª do mundo, que mostrou força na estreia e derrubou a cabeça de chave número 1, a suíça Viktorija Golubic, contra quem marcou parciais de 6/2 e 6/4, em 1h24 de partida. Será a primeira vez que elas se enfrentarão,

Ainda nesta terça-feira, a paulista terá a chance de se redimir nas duplas. Ao lado da filipina Alexandra Eala, de somente 18 anos, Pigossi vai desafiar a italiana Sara Errani e a mexicana Renata Zarazua. Quem vencer vai pegar a húngara Anna Bondar e a suíça Celine Naef, cabeças de chave 4, nas quartas de final.

10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Andy Schmid
Andy Schmid
1 mês atrás

Viaja, Laurinha, viaja… teu lance é viajar.

Leo
Leo
1 mês atrás

Normal. Wta 125 fora da america do sul, não é para o nível dela. O ranking dela está demasiado inflado…

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás
Responder para  Leo

Você fala isso, mas ela se mantém nesta faixa do ranking. Acho que a questão é mais o piso mesmo.

Leo
Leo
1 mês atrás
Responder para  Eduardo

Não, não se mantém. Vai ter uma queda até o meio do ano, pq o ranking está inflado. E no fim do ano ela sempre recupera pontos nos torneios esvaziados sulamericanos. Fica nesse sobe e desce mesmo. No primeiro semestre, tem só wta de Bogota que faz ela ganhar ums bons pontos.

Carlos Eduardo Scioli
Carlos Eduardo Scioli
1 mês atrás
Responder para  Leo

Se os pontos dela, de seu ranking “inflado”, estão nos “torneios esvaziados sul-americanos de fim de ano”, pq ela cairá no meio do ano?
Acho que o tico e teco estão de recesso ainda, amigo.
Segura a “empolgação” e tenta não começar o ano com os mesmos erros e análises furadas de outros anos.

Dennis Silva
Dennis Silva
1 mês atrás
Responder para  Leo

Concordo 100% com seu comentário.

Sergio
Sergio
1 mês atrás

Esse ano ela vai recuperar o nível dela de jogo. 200-300

Dennis Silva
Dennis Silva
1 mês atrás
Responder para  Sergio

Comentário sem fanatismo. Concordo

Adalberto
Adalberto
1 mês atrás

Nada para envergonhar e sim levantar a cabeça e prosseguir!
Fiona já foi #39 e tem 2 WTA.
Tênis é o agora!
VQV Laurinha!

PAULÇO
PAULÇO
1 mês atrás

kkkkk A INVEJA MATA, A ATLETA É TOP150 DO MUNDO, TEM UMA MEDALHA OLIMPICA, DUAS MEDALHAS DE OURO NO PAN, VAI JOGAR SUA 2 OLIMPIADA E VEJO RANÇO INVEJOSO, SE ELES OU SUA FUTURAS GERAÇÕES CONSEGUISSEM UM TERÇO DISTO…
AIIII MEU COTOVELO

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE