PLACAR

Osaka registra 7º saque mais veloz, mas cai na estreia

Foto: Brisbane International Tennis

Abu Dhabi (EAU) – A japonesa Naomi Osaka segue sem conseguir embalar neste retorno ao circuito. Depois de cair na segunda rodada em Brisbane e na estreia do Australian Open, desta vez a ex-número 1 do mundo foi superada pela norte-americana Danielle Collins na abertura do WTA 500 de Abu Dhabi, com parciais de 7/5 e 6/0.

Com isso, a jogadora de 26 anos chega à terceira derrota em quatro jogos disputados neste início de temporada e vê aumentar sua sequência negativa. Ela não consegue duas vitórias no mesmo torneio desde o início de abril de 2022, quando foi vice-campeã do WTA 1000 de Miami. De lá para cá, disputou dez eventos e não foi além do segundo jogo em todos eles.

Apesar da eliminação, Osaka atingiu um feito histórico nesta terça-feira. Com um saque a 205 km/h, ela registrou o sétimo serviço mais veloz da história do tênis feminino. O recorde pertence à alemã Sabine Lisicki, que disparou uma bola a 210,8 km/h. Completam a lista as norte-americanas Venus Williams (207,6 km/h), Alycia Parks (207,6 km/h), Serena Williams (207 km/h) e Coco Gauff (206 km/h), e a australiana Alja Tomljanovic (207,6 km/h).

Já Danielle Collins derrotou a japonesa pela segunda vez seguida, diminuindo para 3 a 2 a vantagem da adversária no retrospecto geral. Essa foi também a segunda vitória em quatro partidas na temporada 2024, que deverá ser a última de sua carreira, conforme anunciou após a eliminação para Iga Swiatek em Melbourne.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Nas oitavas de final, a tenista de 30 anos terá pela frente a principal cabeça de chave do torneio, a cazaque Elena Rybakina, seis anos mais jovem e atual número 5 do mundo. A campeã de Wimbledon em 2022 lidera o confronto direto por 2 a 1, sendo o confronto mais recente na terceira fase do Aberto da Austrália do ano passado, com vitória de Rybakina em três sets.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
18 dias atrás

Torço para que a Naomi Osaka recupere o seu melhor nível, que acredito seria ótimo para o tênis feminino. Quem foi capaz de ganhar quatro torneios de Grand Slam entre 2018 e 2021 certamente sabe muito jogar tênis. Que ela tenha paciência e mantenha a cabeça fria que logo voltará aos seus melhores dias.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE