PLACAR

Norrie elimina Wild em 3 sets e volta à semi no Rio Open

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) – Atual campeão do Rio Open, Cameron Norrie deu mais um passo para tentar defender o título do ATP 500 nas quadras de saibro do Jockey Club Brasileiro. O britânico superou nesta sexta-feira o paranaense Thiago Wild, número 1 do Brasil e 82º do mundo, com parciais de 6/1, 3/6 e 6/2 em 2h de partida.

Canhoto de 28 anos e ex-número 8 do mundo, Norrie ocupa atualmente o 23º lugar do ranking. Ele tem cinco títulos no circuito da ATP e busca a 15ª final da carreira. O britânico já está defendendo 200 pontos no ranking e consegue se firmar entre os 30 melhores do mundo.

Existe a possibilidade de Norrie enfrentar mais um brasileiro. Isso porque o carioca de 17 anos João Fonseca atua no encerramento da rodada desta sexta-feira, diante do argentino Mariano Navone, 113º do ranking. A décima edição do Rio Open é a primeira em que três brasileiros chegaram às quartas. Além de Wild e Fonseca, o cearense Thiago Monteiro também alcançou essa fase, caindo diante do argentino Sebastian Baez.

Para Wild, que chegou ao Rio Open com apenas uma vitória na temporada, no quali de Adelaide, a campanha com duas vitórias no Brasil rende boas notícias. O paranaense de 23 anos terá o melhor ranking da carreira salta dez posições e terá o melhor ranking da carreira, no 72º lugar, e voltou às quartas de final de um ATP após quatro anos. Ele agora segue para Santiago, onde já foi campeão em 2020.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Norrie teve excelente desempenho no saque durante o primeiro set e não enfrentou break-points, cedendo apenas quatro pontos no saque. O britânico conseguiu duas quebras na parcial e chegou a vencer cinco games seguidos. O atual campeão fez 7 a 4 nos winners e cometeu apenas 5 erros contra 14.

Wild era o jogador mais agressivo em quadra no segundo set, fez 9 a 3 em winners, e sacou melhor para não enfrentar break-points, além de fazer bom uso das curtinhas. O brasileiro contou com quatro erros não-forçados do britânico para conseguir sua única quebra na parcial e fazer 4/2, sustentando a liderança até o fim do set.

Mas não demorou para que Norrie retomasse o controle do jogo. Apesar de todo o apoio da torcida para o tenista da casa, o britânico conseguiu uma quebra logo cedo e abriu 3/0. Pouco depois, voltou a quebrar em um game muito longo e fez 5/1. Sacando para o jogo, Norrie teve três match-points, um deles em uma disputa na rede, mas Wild conseguiu se salvar e devolver uma das quebras. Mas o britânico voltou a quebrar e definiu a disputa no quinto match-point. O paranaense fez 22 a 17 nos winners, mas cometeu 37 erros contra 24.

20 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás

Bukele, a final brasileira tá chegando? Você tava emocionado demais. só mostrei a realidade.

Marcelo Ikeda
Marcelo Ikeda
1 mês atrás

acho que o ATP do Chile da semana que vem vai ser em Viña, não em Santiago…. a confirmar…

Bukele
Bukele
1 mês atrás

Esse resultado era o mais previsível. Norrie além de atual campeão é o cabeça de chave mais forte ainda vivo no torneio, já foi top 10, ou seja, a chance do Wild ganhar dele era baixa mesmo se o Wild tivesse jogado no máximo. Norrie rende bem no Rio de Janeiro. Wild podia ter jogado um pouco melhor, mas foi um bom resultado, 100 pontos equivale a um título de Challenger Forte e se ele fizesse 100 pontos em todo torneio que jogasse estaria com um ranking perto do Norrie. O negócio agora é o WIld fazer sequência de resultados que vai entrar no top 50, só não pode tomar sovas em 1a rodada pra Delliens da vida.

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Tá falando sério cara ? Vc tava falando
De final brasileira ontem. E agora vem com essa de “resultado previsível”

Jose Carlos
Jose Carlos
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Jogador mediocre de uma superfície so nao faz jus a um top-50.

Vanderlei Stefani
Vanderlei Stefani
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Tem três Argentino nas semifinais

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Eu tinha falado na prévia: era, com sobras, jogo mais complicado dos 3 BR hj, trabalhou muito bem com o próprio serviço o Britânico, atacando sempre o 2° serviço do BR, enfim é o principal favorito ao caneco com alguma margem..

Dito isso, essa “montanha russa” de desempenho do Wild, dentro de uma msma partida, dentro de um msm game, torna tudo mais complicado.. nem bato tanto nos erros n forçados per si(todo tenista tem fases mais e menos inspiradas) e no mau aproveitamento no % de 1° saques em quadra(problema cronico e q precisa ser trabalhado)mas, na falta de inteligência tática do BR.. inúmeras escolhas de buscar winners em posições pra lá improváveis em momentos contra-indicados, em muitos momentos se nega a construir o ponto, a deslocar o oponente em quadra pra abrir os angulos pro seu poderoso Forehand

Os poucos momentos de oscilação do Britânico, ao invés de sentir o momento e fazer o cara bater uma bola a mais lá ia paranaense buscar um winner improvável e se frustrar.. enfim, se fosse eu do staff do Wild, montava um VT pra ele dessas más escolhas de golpes, má leitura de jogo e assistia com esse rapaz, fzd esses apontamentos..

No mais, foi uma boa semana sim, após um longo inverno, pontos importantíssimos pra essa sequência de ano e alguma confiança para Santiago, último ATP 250 dessa gira, com uma chave um pouco mais fraca e onde ele tem ótimas recordações..

Luiz
Luiz
1 mês atrás

Infelizmente a brasileirada não aproveitou um ATP 500 com nível challenger
Los Cabos sendo 250 teve um nível infinitamente superior

Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás

Esse wild é muito nojentinho. Disse que torce pro norrie ser campeão. Se queima pela própria boca

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Jogo medonho, o Wild tem zero consistência, deu 230 pontos de graça para o Norrie.

Ari
Ari
1 mês atrás

Queria entender como um torneio ATP 500, tem menos prestígio que muitos ATP 250, Alcaraz por exemplo vem por uma bolada de dinheiro, e não porque quer vir.

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  Ari

E você acha que o Zverev e o Tsitsipas jogam Los Cabos por qual motivo? Todo torneio hoje paga cachê para os tenistas, exceto obviamente os 1000 e os Slam. Os 500 e 250 fazem isso o tempo todo.

Jose Carlos
Jose Carlos
1 mês atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Nenhum ATP 250 ou 500 nos ultimos 20 anos teve um nivel tecnico tao mediocre quanto o o Rio Open 2024. Isso eh um fato incontestável, Dalcim.

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  Jose Carlos

Sugiro você olhar melhor as chaves antes de cravar isso.

Heitor Rodrigues de Figueiredo

Pior. Não tem condições de ganhar

Márcio
Márcio
1 mês atrás

Achei que o Wild complicaria para o Norrie e realmente dificultou a vida do britânico. Mas hj a direta não estava em dia e nesse nível, quartas de ATP 500, tem que chegar sobrando. Na próxima o Thiago leva. De qualquer forma, ótimo torneio tbm. Brasileiros foram muito bem essa semana!

Marcus Henrique
Marcus Henrique
1 mês atrás

Era o jogo mais difícil dos 3 brasileiros. Wild nem joglu tão mal: foi o britânico que dominou mesmo.

Engraçado é ver os haters do Monteiro passarem pano pras derrotas do Wild.

Quando o Monteiro perde, pros haters “é limitado”. Quando o Wild perde, “é normal”. É sempre dois pesos e duas medidas.

O que importa é que o dia foi chato com a derrota dos três melhores tenistas nacionais da nossa safra, ao mesmo tempo.

Heitor Rodrigues de Figueiredo

Kkkkkkk

João Gregório de Araújo
João Gregório de Araújo
1 mês atrás

De todos os brasileiros, o que confirmou minhas expectativas foi realmente ainda, quase menino FONSECA. Tem um físico e tênis muito parecido com o italiano SINNER, e o lembra principalmente em sua trajetória aos 17 anos. Tem muito talento, sabe quase tudo de tudo, e só carece de experiência, para jogar na INTENSIDADE QUE O TÊNIS DE HOJE EXIGE, SEU FÍSICO AINDA ESTÁ MUITO AQUÉM, MAS, SE BEM TRABALHADO VAI CHEGAR MUITO LONGE, NÃO TENHO DÚVIDAS, ACOMPANHO O TÊNIS HÁ MAIS DE 60 ANOS, E O FONSECA DEPOIS DO GUGA, É O MELHOR DISPARADO !

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE