PLACAR

“Não estou feliz em quebrar raquetes”, diz Djokovic

Foto: Reprodução/TennisTV

Turim (Itália) – A vitória do sérvio Novak Djokovic em sua estreia no ATP Finals, que lhe garantiu o número 1 ao final da temporada, ficou marcada pelo desafio imposto pelo dinamarquês Holger Rune e também por um momento de descontrole do líder do ranking, que quebrou duas raquetes em um momento de pressão no terceiro e decisivo set.

Depois da partida, Djokovic falou sobre o assunto na entrevista coletiva e reconheceu que não teve a melhor atitude naquele momento. “Alguns dizem que é uma coisa pragmática porque posso liberar qualquer tensão e frustração que estou segurando e seguir em frente, talvez tenha sido o caso esta noite. Eu não encorajaria ninguém a fazer isso, nem me encorajo”, falou o sérvio.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

“Não estou feliz com isso, definitivamente não gosto de ter feito isso, mas fiz e tenho que assumir a responsabilidade. Acho que em alguns casos no passado eu fiz isso e comecei a jogar com mais liberdade. Existem maneiras diferentes, talvez mais inteligentes, de se livrar da frustração do que quebrar uma raquete”, acrescentou Novak com um sorriso no rosto.

O sérvio voltará à quadra na próxima terça-feira para enfrentar o italiano Jannik Sinner em duelo de vencedores na primeira partida. Eles irão duelar na rodada noturna, não antes das 17h (horário de Brasília). Mais cedo, Rune medirá forças com o grego Stefanos Tsitsipas para ver quem segue com chances de avançar na competição.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE