PLACAR

Nadal: “Pelo menos, pude me despedir em quadra”

Foto: Barcelona Open Banc Sabadell

Barcelona (Espanha) – Eliminado na segunda rodada do ATP 500 de Barcelona, Rafael Nadal lamentou a derrota sofrida nesta quarta-feira para o australiano Alex de Minaur. O espanhol, entretanto, ficou satisfeito com o fato de conseguir se despedir do público na quadra que leva o seu nome. Doze vezes campeão em Barcelona, Nadal tem reafirmado nos últimos meses que esta será sua última temporada no circuito. O veterano de 37 anos disputou pouquíssimos torneios no último ano e meio por conta de lesão e cirurgia no quadril e estava sem jogar desde janeiro.

“Pelo menos, do jeito que as coisas correram, tive a chance de me despedir aqui na quadra”, disse Nadal após a derrota por 7/5 e 6/1 para De Minaur. “Isso significa muito para mim, porque há uma semana eu sentia que provavelmente não poderia jogar neste evento. Isso teria sido doloroso. Então, pelo menos joguei, gostei da partida e agora é o momento de continuar”.

“Alex é um grande jogador e estava em melhor forma do que eu. Ele está em altíssimo nível desde o início da temporada. Foi um passo muito importante para sua carreira. Estou muito feliz por ele e parabenizo-o pelo nível que jogou hoje”, acrescenta o espanhol a respeito do rival, número 11 do mundo, que enfrenta nas quartas o jovem francês de 19 anos Arthur Fils, 36º do ranking.

Rafa se diz incentivado a continuar

Nadal vinha de vitória na estreia sobre o italiano Flavio Cobolli, 62º do ranking, na última terça-feira e o bom desempenho nos treinos foi animador. “Não treinei muito, mas meu desempenho me incentiva a continuar. Isso me diz que, se eu conseguir passar mais tempo no circuito e continuar treinando com os melhores jogadores, acredito que poderei continuar sendo competitivo se meu corpo me permitir”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

O espanhol mantém o pensamento positivo para a sequência da temporada de saibro, especialmente em Roland Garros. Ele utilizou o ranking protegido para entrar na chave principal. “Espero ser competitivo. Espero e acredito poder ser competitivo dentro de algumas semanas. É assim que preciso proceder hoje e me dar a chance de estar pronto pelo menos para competir em Roland Garros”.

“Sinto-me muito mais confortável e feliz hoje do que há uma semana e meia. Consegui disputar duas partidas e enfrentar um grande jogador. Eu não estava muito longe do nível dele, sem dúvida. Eu me sinto capaz de continuar praticando dias no circuito e meu corpo me permite passar horas na quadra e praticar da maneira que preciso”.

Veja melhores lances da partida contra De Minaur

39 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Casagrande
Casagrande
1 mês atrás

Farewell, Maestro!

Emerson
Emerson
1 mês atrás

Uma pena pegar o De Minaur logo na segunda rodada, pois o australiano vive excelente fase, ao contrário de Nadal, que está voltando ao circuito, após de longo período de inatividade ! Acredito que se o Nadal se mantiver longe das lesões, ele poderá voltar a um bom nível, vide o primeiro set de hoje, onde ele jogou de igual pra igual contra Alex !
Força Touro ! Vamos !!!

Renato
Renato
1 mês atrás
Responder para  Emerson

Ótima análise, Emerson. Realmente, foi um azar pegar de Minuar logo na 2a. rodada.

Felipe
Felipe
1 mês atrás
Responder para  Emerson

O nível destes gênios é tão fenomenal que mesmo sem jogar a quase 2 anos, colocando somente 2⁰ saque na quadra… ele ainda quase belisca um set de um jogador no seu auge top 10. Triste vê-lo assim, mas quem sabe jogar RG ele embala um pouco mais para uma despedida digna…

marcelo
marcelo
1 mês atrás
Responder para  Emerson

Só tenho a dizer que sou fã do Nadal, do Federer e do Djokovic.
Cada um com as suas características. O tênis sentirá muitas saudades desta época de ouro.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

As respostas do Rafa aparentam ser uma despedida! Tomara que ele consiga jogar até o final da temporada!

Arajaribu
Arajaribu
1 mês atrás
Responder para  Fernando Venezian

É uma despedida! Sua última temporada como jogador profissional.

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  Arajaribu

Infelizmente tenho que concordar, Federer já parou, Nadal muito próximo e daqui a pouco será Djoko quem viu, viu, quem não viu não verá mais, aliás, é melhor aproveitá-los agora para vê-los jogar porque não terão outras oportunidades.

o realista
o realista
1 mês atrás

Ex-jogador em atividade

Davi Silva
Davi Silva
1 mês atrás

O touro está pendurando os cifres, o 3° maior da história, com certeza vai fazer fakta ao circuito

Alexandre Monteiro
Alexandre Monteiro
1 mês atrás

E o finals???

José Cardoso Jr
José Cardoso Jr
1 mês atrás
Responder para  Alexandre Monteiro

Virgem aos 37.

Vinicius Chaves
Vinicius Chaves
1 mês atrás
Responder para  Alexandre Monteiro

E a medalha olímpica do Djokovic? Que o mesmo saiu chorando igual um bebê contra o Del Potro kkkkkkk

Davi Silva
Davi Silva
1 mês atrás
Responder para  Vinicius Chaves

Realmente ouro olímpico que ocorre de 4 em 4 ano, geralmente em uma quadra nova, tem o mesmo peso de um torneio que ocorre anualmente, sempre na mesma quadra.

Edu
Edu
1 mês atrás
Responder para  Davi Silva

torneio em fim de temporada com alguns convidados, em sistema de chaves round … é .. torneio super importante…

Vinicius Chaves
Vinicius Chaves
1 mês atrás
Responder para  Edu

Uai e saiu chorando, porque? Fez esse teatro todo por causa de uma coisa que não valia nada? Tadinho.

Vinicius Chaves
Vinicius Chaves
1 mês atrás
Responder para  Davi Silva

Devia falar isso então pra quem saiu chorando de quadra. QUAL O MOTIVO DO CHORO? Bebê chorão, chorou igual um bebê. Chora não Djokovic.

Devanor
Devanor
1 mês atrás
Responder para  Davi Silva

Mais o Zé Esver conseguiu

André Aguiar
André Aguiar
1 mês atrás

E teve gente que, após o jogo de ontem, já estava elegendo-o como favorito para RG, a despeito dele mesmo ter dito que “não se tira as dúvidas no primeiro dia”.

João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Se for jogar Roland garros vai cair na primeira ou segunda rodada. 5 sets ele não aguenta….

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
1 mês atrás

e lá se vai o 3º maior da história… vai deixar saudade, foi um grande saco de pancadas do GOAT na grama e quadras rápidas

Rafael
Rafael
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Que comentário! Eis o nível patético de alguns fãs de jogadores

Fabio
Fabio
1 mês atrás

Acho que o Nadal apenas vai fazer uma despedida decente este ano. Infelizmente o tempo dele no tênis tá acabando., assim como será com todos. O ideal seria ou será ele se despedir em grande estilo em RG, o lugar que ele foi um monstro inigualável.

WALDENYR CALDAS
WALDENYR CALDAS
1 mês atrás

Roger Federer e Rafael Nadal são, sem dúvida, os dois maiores tenistas da história deste esporte. Infelizmente o tempo passou, e seus corpos não resistiram a tantos impactos no decorrer dos jogos que fizeram deles dois exemplos de talento, profissionalismo, elegância, extremo respeito ao público e ética. Eles não são apenas os dois maiores tenistas, são também dois exemplos de cidadãos que sabem exercer sua cidadania. Que pena! Federer já parou de fazer suas obras de arte nas quadras do mundo e Nadal logo, logo, será compelido a fazer o mesmo. Com isso, o tênis perde muito de seu charme, de sua beleza e nós, o público, temos que aceitar o irreversível.

Tiago Ribero
Tiago Ribero
1 mês atrás
Responder para  WALDENYR CALDAS

“NÓS” virgula. Diga por vc apenas, pois nós ainda temos NOLE, Alcaraz, Sinner e Medvedev.

O seu ex-atleta em atividades já pode se retirar.

Edu
Edu
1 mês atrás
Responder para  Tiago Ribero

O seu “nós” vale mais que o “nós” dele? rs

João Gregório de Araújo
João Gregório de Araújo
1 mês atrás
Responder para  WALDENYR CALDAS

Pelo seu entender, Djokovic é o terceiro não é ? mesmo sendo o maior vencedor em Gran Slam ?
Explique sua opinião em não considerar o SÉRVIO o maior de todos, mesmo vencendo mais que todos eles !

Astério Silva
Astério Silva
1 mês atrás

Djoko é o maior rebatedor do tênis mundial. Como tenista temos : 1. His Majesty RF, 2. Mr Rod Laver, 3. Touro Nadal, 4. Djoko, o rebatedor.

Charlie
Charlie
1 mês atrás
Responder para  Astério Silva

Os caras não entendem, né? Eles acham que ficar trocando bola lá atrás é ser o melhor. Nunca nessa galáxia que o Djokovic joga mais tênis que o Federer. Vou só citar algumas provas. Slice: Federer. Saque: Federer. Smash: Federer. Voleio: Federer. Plasticidade: Federer. Agora me diz se o Djokovic tem essas características melhor que ele?

Última edição 1 mês atrás by Charlie
Mara Suff
Mara Suff
1 mês atrás
Responder para  WALDENYR CALDAS

Concordo com vc Waldenyr. Estes dois ficarão como exemplo de profissionais para os que estão aparecendo. Que eles consigam seguir o bom exemplo deles. Acho o Djokovic um excelente jogador, pode ter todos os recordes, exceto olimpíadas, mas jamais será lembrado como Rafa ou Federer.

Ricardo
Ricardo
1 mês atrás
Responder para  WALDENYR CALDAS

Isso mesmo! Os dois maiores. Court é recordista em slams, mas quem se lembra dela?

José Cardoso Jr
José Cardoso Jr
1 mês atrás
Responder para  WALDENYR CALDAS

Federer: o rei das derrotas por 40/15. Tá de sacanagem!

Charlie
Charlie
1 mês atrás
Responder para  José Cardoso Jr

Aquela derrota foi dura. Mas Roger Federer ainda é o melhor tenista que já surgiu no circuito. Ninguém fez e nem vai fazer o que ele fez. É o Pelé do .

Última edição 1 mês atrás by Charlie
Marcelo Seri
Marcelo Seri
1 mês atrás

Não sou torcedor do Nadal. Sempre torci pelo Federer. Depois de sua aposentadoria, passei a torcer pelo Djoko. Mas, digo uma coisa: não duvidem de Nadal em Roland Garros. O cara já ganhou o torneio com um pé anestesiado.

Paulo Minoso
Paulo Minoso
1 mês atrás

O maior da história começa sua trajetória de despedida. Espero que chegue inteiro em Roland Garros na the last dance.

Obrigado por tudo, Nadal. Você e Federer são a maior “dupla” que já coexistiu nesse esporte centenário.

Rafael
Rafael
1 mês atrás

Lamento muito por ver o Nadal dando entrevistas em tom de despedida. Certamente um dos maiores exemplos do esporte.

melkizedeke
melkizedeke
1 mês atrás

Como De Minaur tem mais uns 12, então a vida de Nadal em qualquer torneio e nas condições físicas que o mesmo se encontra, não são alvissareiras, mas, fará uma grande despedida em RG., a potência já não é a mesma, fará muita falta, estamos em um momento único de transição.

rubens
rubens
1 mês atrás

assisti a partida, nadal estava visivelmente durão no quadril, sem a elasticidade que sempre demonstrou toda a carreira, não possui o talento nato de um Federer ou um Murray que pode jogar de igual com uma perna só contra esses jogadores de nível top 20.
depende demais do físico com seu estilo de jogar quase todas as bolas com top spin e se defender o tempo todo a espera de um contra ataque,
vai ter que mudar seu jogo se quiser ter alguma chance, arriscar mais, atacar antes do adversário, o que ele fazia antes ja não funciona mais.
o mesmo serve para o Sérvio que apesar de ter um pouco mais de recursos que Nadal, esta insistindo no jogo mais defensivo a espera de erros do adversário, precisa parar com isso também.

Jose Luiz
Jose Luiz
1 mês atrás

É uma pena o Nadal nos deixar dessa Maneira. Parabéns. Vamos ter que aturar o prepotente, arrogante e mais….(Djoko) infelizmente

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE