PLACAR

Nadal comemora em casa aniversário de 38 anos

Foto: Reprodução/Instagram (Rafael Nadal)

Manacor (Espanha) – Acostumado a cortar bolo em Paris nas últimas duas décadas, Rafael Nadal comemorou na Espanha o seu aniversário de 38 anos, nesta segunda-feira. A celebração foi realizada de maneira simples na academia do jogador, em Manacor, sua cidade natal. Nas redes sociais, o canhoto espanhol publicou uma foto assoprando as velas de mais um ano de vida completado.

Este é o segundo ano consecutivo que Nadal passa seu aniversário longe da capital francesa, onde conquistou 14 títulos de Roland Garros e também se tornou costumeiro celebrar a data de seu nascimento, já que quase sempre estava disputando o torneio. Se neste ano ele foi eliminado de forma inédita na primeira rodada da competição, na temporada passada ele sequer foi à França por estar lesionado.

Desde 2005, quando ganhou pela primeira vez o título do segundo Grand Slam do calendário, apenas cinco vezes Rafa não comemorou a data em Roland Garros. Além das duas ocasiões já citadas, isso também aconteceu em 2009, quando foi eliminado nas oitavas de final ainda no dia 31 de maio; em 2016, desistindo por causa de um problema no punho após se classificar para a terceira rodada, uma semana antes do aniversário; e em 2020, quando o torneio só foi disputado em outubro devido à pandemia.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Derrota para Djokovic em 2015

Um dos aniversários mais dolorosos que Nadal já viveu foi há exatos nove anos, quando acabou eliminado por Novak Djokovic nas quartas de final de Roland Garros. Mais do que a derrota em si, aquele revés marcou o fim de uma invencibilidade de seis jogos do espanhol contra o sérvio no torneio. Ao todo, Rafa registrou oito triunfos em dez oportunidades diante do rival no saibro francês.

Por outro lado, o dia 3 de junho será lembrado mais por momentos felizes do que tristes pelo canhoto de Mallorca, que nesta data também comemorou vitórias em três semifinais: em 2005, batendo Roger Federer ao completar 19 anos de idade; em 2011, superando Andy Murray ao fazer 25 anos; e em 2022, na fatídica partida em que Alexander Zverev torceu o tornozelo na reta final do segundo set, justamente no dia em que Rafa comemorava seus 36 anos.

Futuro incerto e sonho olímpico

Por enquanto, os próximos passos de Rafael Nadal ainda são uma incógnita e pouco se sabe sobre a próxima aparição do espanhol no circuito. Na entrevista coletiva após a derrota para Zverev há uma semana, ele deu pistas de que dificilmente deverá jogar em Wimbledon, pela dificuldade de fazer a adaptação para a grama em uma janela curta de tempo, mas deixou clara a sua intenção de voltar a Paris para disputa dos Jogos Olímpicos, que começam no fim de julho.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Joselito
Joselito
9 dias atrás

Teria condições ele de disputar a olimpíada jogando simples, sem a desistência dos melhores ranqueados?

Lucas
Lucas
8 dias atrás
Responder para  Joselito

Sim, jogando com o ranking protegido

Osvaldo
Osvaldo
9 dias atrás

isso aí, Nadal ! vamo guardar todas as energias para o último caneco em RG em 2025 ! Vc vai voltar mais forte do que nunca ! rumo ao 15º RG !
#rumoaos25slams #euacredito

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE