PLACAR

Musetti: “Não há revés de uma mão que supere o de duas”

Lorenzo Musetti (Foto: Bradley Kanaris/Getty Images/ATP Tour)

Cagliari (Itália) – Um dos quatro únicos jogadores do top 50 masculino a utilizarem o backhand de uma mão, Lorenzo Musetti fez uma declaração sincerona a respeito do golpe que está cada vez mais raro no circuito. Na opinião do jogador italiano, hoje não existe um revés simples que possa superar um backhand de nível médio executado com duas mãos.

“Do ponto de vista estético e estilístico, o backhand de uma mão é sem dúvida um dos golpes mais bonitos. No entanto, honestamente, no tênis cada vez mais poderoso de hoje, no qual a devolução é cada vez mais importante, não existe um backhand de uma mão que possa lidar com um backhand médio de duas mãos em termos de retorno e facilidade de jogo. As velocidades aumentaram muito em comparação talvez com os anos 80 e 90, onde havia mais oportunidades de troca e uso de variações e saque e voleio”, analisou o ex-número 15 do mundo e atual 29º colocado no ranking.

A declaração de Musetti vem num momento em que o backhand de uma mão parece estar se extinguindo. Além dele próprio, apenas o norte-americano Christopher Eubanks, o búlgaro Grigor Dimitrov e o grego Stefanos Tsitsipas utilizam o golpe entre os 50 melhores do mundo. No circuito feminino, a utilização do revés simples é ainda mais rara, e somente a francesa Diane Parry usa esse tipo de rebatida no atual top 50.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Musetti disputa final de challenger em casa

Enquanto isso, Lorenzo Musetti disputará neste domingo a final do challenger de Cagliari, no saibro italiano, contra o argentino Mariano Navone. Os dois nunca se enfrentaram antes, e Musetti busca seu primeiro título em mais de um ano e meio. Sua última conquista aconteceu no ATP 250 de Nápoles, em outubro de 2022. Navone, por sua vez, busca o sexto troféu de challenger da carreira.

Veja também:

Vídeo: Bia, Sinner e outros testam o backhand de uma mão

31 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
23 dias atrás

Não sou profissional e não concordo com ele.

ZédaMANGA
ZédaMANGA
23 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

por isso mesmo não concorda com ele.

João Sawao ando
João Sawao ando
22 dias atrás
Responder para  ZédaMANGA

Como você também não é ze da manga sua opinião e irrelevante

Marcelo Costa
Marcelo Costa
22 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

Você costuma jogar contra jovens que batem o revez com duas mãos? Esse golpe é muito mais eficaz, o swing curto da tempo reação, hoje o tênis não é mais apoiar o pé esquerdo a frente pra bater de drive, é quase tudo open stance, hoje o drive você traz a raquete na altura da cintura para fazer o “c” devido a velocidade da bola, eu uso 54 lbs de tensão, dois anos atrás usava 48, a bola anda muito mais hoje mesmo no amador, então com toda essa velocidade da juventude bater o revez com uma mão é estar atrasado ou ficar atrás da linha de base tendo que ficar dando slice.
Revés com uma mão é coisa de gente velha como eu e você, meus filhos jogam e adivinhe….
….

João Sawao ando
João Sawao ando
22 dias atrás
Responder para  Marcelo Costa

Marcelo. Sempre haverá espaço para uma mão como stans e gasquet e há pouco tempo atrás Roger…o próprio musetti se acha isso que mude entao pois ele se contradiz

Marcelo Costa
Marcelo Costa
22 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

Cada vez menos espaço, nesse tênis jogado hoje? Note não veja o tênis pela sua ótica, ele é o que é.

Paulo A.
Paulo A.
22 dias atrás
Responder para  Marcelo Costa

No tênis atual, um jogador com backhand de uma mão, terá uma desvantagem importante. Vai ter que ser muito talentoso, rápido e forte para compensar e ser competitivo, daí a diminuição crescente desse golpe…

ISAIAS PEREIRA SOARES
ISAIAS PEREIRA SOARES
23 dias atrás

Wawrinka discorda disso, o suíço dispara Winners de todos os lados da quadra com seu backhand de uma mão, ganhou 3 grand slams sendo 2 deles na quadra rápida, venceu algumas vezes os 3 maiores da história, venceu Nadal que joga o tempo todo com seu poderoso forehand no backhand do adversário, encarou Djokovic e seu backhand de 2 mãos que pra muitos é o melhor backhand de 2 mãos da história, outro exemplo porém menos vitorioso é o Gasquet, ninguém faz festa na esquerda do Gasquet, seu calcanhar de Aquiles sempre foi o forehand na verdade, a verdade é que a esquerda do Musetti e do Stefanos é muito falha e sofrem demais pra gerar peso e profundidade, em um passado recente Thiem no auge enfrentava qualquer jogador com backhand de 2 mãos, Musetti tá usando muleta pra falar da fragilidade dele.

Ricardo
Ricardo
22 dias atrás
Responder para  ISAIAS PEREIRA SOARES

Faltou o mago Federer

Flávio
Flávio
22 dias atrás
Responder para  ISAIAS PEREIRA SOARES

Onde que eu assino Isaias Pereira?

João Sawao ando
João Sawao ando
22 dias atrás
Responder para  ISAIAS PEREIRA SOARES

Pois é Isaías.ainda tem edberg e como o colega de baixo falou roger

Paulo Mala
Paulo Mala
22 dias atrás
Responder para  ISAIAS PEREIRA SOARES

Você quer dizer “disparava”

SANDRO
SANDRO
22 dias atrás
Responder para  ISAIAS PEREIRA SOARES

BLA BLA BLA para tentar justificar o injustificável…

Marcelo Costa
Marcelo Costa
22 dias atrás
Responder para  ISAIAS PEREIRA SOARES

Ok e qtos títulos venceram Murray, Nadal e novak???
Você puxou tanto a sardinha pra sua brasa que sua matemática lhe trai

Nei Costa
Nei Costa
22 dias atrás
Responder para  ISAIAS PEREIRA SOARES

Wawrinka é a exceção que confirma a regra.

ZédaMANGA
ZédaMANGA
23 dias atrás

Já comentei isso em outros canais, não tem como. Outro dia estavam tentando defender que o tenis entre ambidestros poderia ser o futuro. Simplesmente não dá. Tudo hoje é na base da força e do preparo físico. Não vai.

Claudio
Claudio
23 dias atrás

Os jogadores de hj são fracos e medíocres e falam que o problema é o back de uma mão,Federer jogou a vida inteira com um revés de uma e é só um 1 dos melhores de todos

João Sawao ando
João Sawao ando
22 dias atrás
Responder para  Claudio

Cláudio verdade

Paulo Mala
Paulo Mala
22 dias atrás
Responder para  Claudio

Concordo que o Federer seja um bom parâmetro. Mas o que o italiano quer dizer é sobre o tenis moderno.
E o Federer com backhand de duas mãos, teria sido mais competitivo após os 30. Possivelmente teria mais ums ums 6 slams.

Marcelo Costa
Marcelo Costa
22 dias atrás
Responder para  Claudio

Nadal venceu tantos jogos só batendo naquele revez do suíço

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
22 dias atrás
Responder para  Marcelo Costa

E perdeu mais fora do Saibro . De 2000 a 2024 somente GUGA e Federer atingiram o TOPO do Ranking. Isto acaba com qualquer discussão, a meu ver . Abs!

Piter Oliveira
Piter Oliveira
22 dias atrás
Responder para  Claudio

Você é está usando o exemplo que confirma a regra! No quadro atual do top 50, está 46 x 4! Isso diz muita coisa!

Adriano Veiga
Adriano Veiga
22 dias atrás

O backhand de duas mãos é feio, bizarro e antinatural, mas é eficiente.
O backhand de uma mão é o golpe mais bonito do tênis, mas necessita de um braço forte e de uma munheca fantástica (Como Roger e Stan por exemplo…) pra produzir resultados.

Nos últimos tempos, Tsitsi e especialmente Dominic Thiem possuiam backhands tão poderosos que chegaram a desafiar e assustar o BIG3 a ponto de Thiem vencer o USOpen de 2020! O austríaco prometia ser o cara que ia liderar a nova geração mas falhou miseravelmente…

Paulo Mala
Paulo Mala
22 dias atrás
Responder para  Adriano Veiga

Assino embaixo. É o que penso. Usar duas mãos é como se fosse uma criança golpeando, criança que faz isso de juntar os dois braços para adquirir força.
Mas de fato, duas mãos é mais efetivo no tênis atual, que virou um esporte mais de resistência física e nem tanto de técnica.

Paulo Vinícius da Silva Reis
Paulo Vinícius da Silva Reis
22 dias atrás
Responder para  Adriano Veiga

Na verdade O Thiem sofreu lesão no punho. Isso era extremamente importante para o seu tênis que exigia tanta agressividade e força, principalmente no backhand

João
João
22 dias atrás

Concordo plenamente com ele. É loucura hoje pegar um garoto e fazer ele bater a esquerda com uma mão.

Arthur
Arthur
22 dias atrás

Guga teve o melhor backhand de uma mão da história

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
22 dias atrás

O Musetti está com 22 anos de idade. Em vez de reclamar, poderia passar a treinar o backhand utilizando as duas mãos e aí melhoraria os seus resultados. Não dá pra entender muito um tipo de comentário como esse.

João Sawao ando
João Sawao ando
22 dias atrás

Pois é.deveria entao mudar para duas mãos se ele acha isso.posicao estranha a dele.

Luciano
Luciano
22 dias atrás

No tênis amador, se você tiver uma boa esquerda de uma mão, você joga até que tranquilamente. O jogo é infinitamente mais lento comparado ao dessas feras da ATP. O backhand de 1 mão tem poucas margens pra erro, principalmente se atrasar o golpe. A armação tem que ser muito rápida! Força no braço e sempre bem apoiado, senão a bola te “engole”! Por isso minha admiração ao Wawrinka, Gasquet, Tsisipas, Thiem, Musetti e demais, mas em especial ao Federer, que conquistou 20 Majors com esse golpe tão lindo, porém extremamente milindroso e que ele sempre soube executar.

Nei Costa
Nei Costa
22 dias atrás

A verdade é que o tênis praticado hoje em dia tem cada vez mais suas bases na força e na velocidade, e para ambas o backhand de mão dupla da melhor resposta, principalmente nos ataques e contra-ataque.

Última edição 22 dias atrás by Nei Costa

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE