PLACAR

Vídeo: Bia, Sinner e outros testam o backhand de uma mão

Foto: Reprodução/X (Tennis TV)

Madri (Espanha) – Cada vez mais raro no circuito, o backhand de uma mão tem sido constante alvo de discussões no mundo do tênis. Afinal, entre os que apoiam a utilização do golpe estão aqueles que o consideram o mais plástico e difícil de ser executado, enquanto do outro lado há quem afirme que o revés de uma mão é menos eficiente que o de duas, tornando-o obsoleto no tênis moderno.

Fato é que cada vez menos se vê o backhand simples entre os principais jogadores do circuito. No masculino, apenas quatro jogadores do atual top 50 utilizam esse golpe, sendo que dois deles estão entre os dez melhores do mundo, o grego Stefanos Tsitsipas e o búlgaro Grigor Dimitrov. Também aparecem na lista o italiano Lorenzo Musetti (29º) e o norte-americano Christopher Eubanks. Já no feminino, o revés de uma mão é ainda mais raro e apenas a francesa Diane Parry, 49ª do ranking, usa esse tipo de rebatida entre as 50 mais bem colocadas.

Diante disso, ATP e WTA resolveram colocar à prova alguns tenistas que utilizam o backhand de duas mãos para tentar bater com apenas uma, em uma sessão realizada em Madri. Entre os nomes que participaram do experimento estão os brasileiros Beatriz Haddad Maia, Luisa Stefani e João Fonseca, além de Ons Jabeur, Jelena Ostapenko, Jannik Sinner, Taylor Fritz, Ben Shelton e outros.

Confira o resultado dessa brincadeira:

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcelo Takahashi
Marcelo Takahashi
15 dias atrás

Tenis entrando numa fase de muita força física e essa turminha maltrata a bolinha. Então acaba que nas academias o ensino seja pelo uso da esquerda com as duas mãos. Portanto o backhand de uma mão esteja cada vez mais com os dias contados…

Charlie
Charlie
15 dias atrás
Responder para  Marcelo Takahashi

Infelizmente. Só acho que o backhand de uma mão é para poucos.

Luciano
Luciano
13 dias atrás
Responder para  Charlie

Concordo. O golpe é lindo, porém difícil de aprender, como bem disse o Tsisipas uns dias atrás. No meu caso, que não tenho muita força no braço, complica mais ainda!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE