PLACAR

Monteiro vira o jogo e Brasil tem 4 na fase final do quali

Foto: Philippe Montigny/FFT

Paris (França) – No jogo que encerrou uma quarta-feira só de vitórias para o tênis brasileiro, Thiago Monteiro foi mais um representante nacional a garantir vaga na rodada final do quali de Roland Garros. Atual número 2 do país e 84º do mundo, o cearense virou o jogo contra o francês Valentin Royer, 200º do ranking, por 3/6, 6/3 e 6/4 em 1h52 de partida. Ele se junta a Gustavo Heide, Felipe Meligeni e Laura Pigossi, que também venceram na rodada.

Monteiro venceu 11 dos últimos 13 jogos que disputou no saibro europeu e fez duas boas campanhas no saibro europeu, terceira rodada de Madri e oitavas de final em Roma, vindo do quali nos dois torneios. O cearense de 29 anos tem cinco participações na chave principal de Roland Garros e chegou à terceira rodada em 2020.

“Um jogo um pouco mais tenso hoje. Não comecei tão bem, os primeiros games foram bem abaixo do que eu venho jogando ultimamente, mas é a algo que pode acontecer. Consegui me manter tranquilo, focado e confiante no que eu tinha que fazer e aos poucos fui me sentindo melhor, entrando melhor nos pontos. Quando consegui me impor mais e sentir melhor a bola, dominei mais o jogo e rendi muito mais. Valeu muito a parte mental, de seguir firme e positivo, sabendo que aos poucos as coisas poderiam mudar”, avaliou Monteiro após a partida.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

O adversário de Monteiro na terceira rodada do quali será o jovem espanhol de 21 anos Daniel Rincon, 226º do ranking, que venceu o tunisiano Aziz Dougaz, 227º colocado, por 6/7 (6-8), 6/2 e 6/2. O brasileiro perdeu o único duelo anterior contra Rincon, no ano passado em Genebra.

Após início difícil, Monteiro passou a pressionar o rival no 2º set

O começo de partida foi difícil para Monteiro, que sofreu uma quebra em seu primeiro game de serviço e não conseguiu ameaçar o saque do adversário durante o set inicial. Royer abriu 3/0 e cedeu apenas um ponto em seus games de saque, enquanto o brasileiro fez quatro duplas faltas.

Mas logo na abertura do segundo set, Monteiro já colocou pressão sobre o serviço do jovem francês de 22 anos pela primeira vez. Mas embora tenha criado três break-points no início da parcial, a quebra só viria no fim do set. E mesmo com apenas 42% de primeiros serviços em quadra, o cearense não teve o saque ameaçado.

Em ótima fase no circuito e bastante confiante nas últimas semanas, Monteiro foi superior também no terceiro set. Novamente, ele não enfrentou break-points. E desta vez, cedeu só quatro pontos no saque. A única quebra veio no longo quinto game da parcial, após quatro oportunidades criadas, e o brasileiro manteve a vantagem até o fim para consolidar a virada.

34 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Juscelino Pinho
Juscelino Pinho
21 dias atrás

Monteiro continua embalado.
Só mais uma vitória pra se garantir no torneio. Tem tudo pra dar certo.

Última edição 21 dias atrás by Juscelino Pinho
Paulo A.
21 dias atrás
Responder para  Juscelino Pinho

Parece que está um pouco mais tenso ou pressionado, já que não vem jogando de forma tão dominante quanto em Roma. Próximo jogo não será nada fácil mas vai dar Thiago, de novo…

Guilherme Alcantara
Guilherme Alcantara
21 dias atrás

Muito bom.
Dos 4, pra mim essa eh a ordem de favoritismo:
Pig se não passar eh brincadeira
Monteiro eh favorito no dele
Heide tem 50/50 pra mim
Felipe eh o que tem menos chances pelo adversário. Mas tbm acredito que dê.

Marcelo Ikeda
Marcelo Ikeda
21 dias atrás
Responder para  Guilherme Alcantara

acho que o Felipe é favorito contra o português Faria, apesar de ele vir embalado. Para o Heide que acho que está mais dificil, mas ele tem chances.

Refaelov
Refaelov
21 dias atrás
Responder para  Marcelo Ikeda

O adversário do Heide apesar de ter disputado btt torneios no saibro, tem o grosso dos seus resultados em torneios Hard, fora q sofreu beeem mais q o Heide nas 2 primeiras rodadas.. E o melhor ranking do adversário é muito mais pela rotina do Heide de disputar 2 torneios e folgar 4 doq por uma diferença técnica gritante entre os 2.. eu diria q acho mais provável o Heide avançar doq o Meligeni..

Roberto
Roberto
21 dias atrás

Jogou para o gasto, no ultimo jogo não pode relaxar

Guilherme do ES Ribeiro
Guilherme do ES Ribeiro
21 dias atrás

Boa Monteiro. Mais difícil do que eu imaginava. Mas venceu. Final do quali deve ser contra o espanhol Daniel Rincon, tenista que já venceu o brasileiro, canhoto e é formado no saibro. Mas não vem em um grande ano. Monteiro é mais jogador e está num momento melhor. Aposto no brasileiro. Vai levar e disputar mais uma edição de Roland Garros

CHUPA NEGA!!!!
CHUPA NEGA!!!!
21 dias atrás

A vitória veio com mais dificuldade do que poderia devido ao inicio errático. Monteirão da massa e os outros brazucas têm total possibilidade de furar esse quali. Uma chave principal com 6 representantes brasileiros agora se torna uma possibilidade bem factível.

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
21 dias atrás

Grande vitória. Começou bem mal, fazendo 2 DF seguidas para ser quebrado logo no 1º game que sacou. Aí demorou para encaixar a devolução dos saques do adversário, que venceu o 1º set com facilidade.
Depois começou a jogar bem melhor, ameaçando o saque do Royer e ganhou os sets seguintes sem ter o saque ameaçado.
Vai pegar o espanhol quer acabou de vencer em 3 sets também. Perdeu pra ele ano passado, mas o momento é totalmente diferente.
Se não errei nas contas, só 11 cabeças de chave chegaram na 3º rodada.
Isso é bom pro Meligeni, que pode ser candidato à LL, que podem ser vários, devido algumas lesões dos já garantidos na chave principal. Mas, apesar da boa fase do português, dá pro Meligeni ganhar.
Pigossi também tem boas chances de jogar Roland Garros pela 1ª vez.

Refaelov
Refaelov
21 dias atrás
Responder para  Marcelo Calmon

Acho o Monteiro beeem favorito contra esse Espanhol, a derrota no ano passado foi num dos piores momentos do Cearense nos últimos 5 anos.. e o Meligeni realmente vai ter q jogar no seu melhor nível pra derrotar a promessa portuguesa de 20 anos q vem embaladissima(felizmente o Felipe vem jogando msm proximo do seu melhor, forehand andando horrores)

Última edição 21 dias atrás by Refaelov
Giba
Giba
21 dias atrás

Monteiro definitivamente com outra postura nessa nova fase. Sempre acreditando, vibrando a cada ponto mesmo quando as coisas estão difíceis. Ou seja, está confiante em seu jogo. Outra coisa bacana é que quando leva pro terceiro set ele está sempre inteiro, mesmo contra adversários muito mais jovens. Fruto de muito treino e dedicação. Pode até perder, mas hoje em dia os caras vão ter de ganhar dele, porque não entrega mais nada de graça. O Wild e o Felipe nunca são favoritos num set de desempate. O primeiro pelo mental que oscila muito e o segundo pelo físico, que nunca está na ponta dos cascos.

Refaelov
Refaelov
21 dias atrás
Responder para  Giba

Perfeito! Dalcin trouxe uma estatística esses dias, parece q o Wild ganhou apenas 1 jogo nesse ano após ter perdido o 1° set.. E o Meligeni tbm, é um cara q podia tranquilamente entrar num top 100 se evoluisse fisicamente..

Giba
Giba
20 dias atrás
Responder para  Refaelov

Sim. E conforme eles vão jogando contra adversários melhores, essas fragilidades vão aparecendo mais e se tornando mais conhecidas de todo o circuito. É o mesmo que ocorre com a Bia. No início, o fator surpresa jogava a favor dela. Hoje, todos conhecem as dificuldades de movimentação lateral dela e seu segundo saque quase sempre inofensivo e acabam explorando essas fragilidades. Qualquer adversária que estude um pouco o jogo da Bia sabe que tem de mexê-la para os lados e atacar o segundo saque. Por isso é tão importante treinar aperfeiçoamento dos pontos fracos. O Medvedev, por exemplo, só conseguiu se manter tanto tempo no top 5 por conta de aperfeiçoamentos que fez em seu jogo. Antes, era um paredão que só ficava devolvendo bolas a 5 metros da linha de base. Hoje, ele muitas vezes adota novas estratégias dependendo do adversário e tem conseguido ser menos previsível. Recentemente, já na temporada de saibro, em algumas situações difíceis ele optou por um saque cruzado quase da linha de duplas que deu muito certo.

Alexandre
Alexandre
21 dias atrás

Jogo difícil, francês jogou muito bem

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
21 dias atrás

Cadê o “Emulsão” Scott que errou todas até agora, 100% errado???? PArabéns Brazucas , torci e acreditei , achei que Pigossi e Heide não passavam. Agora vou palpitar pro R3 igual a R1 os quatro passam, mas Meligeni e Pigossi com dificuldades.. na torcida Brasil…vqv.

Última edição 21 dias atrás by Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
21 dias atrás

Uma pergunta Dalcim, se os 4 furarem o qualy, já tivemos isso com os Brasileiros (masc+fem)??
E 06 brasileiro em Grand Slam, fora duplas?

José Nilton Dalcim
Admin
21 dias atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

Não, nunca tivemos quatro furando quali e nunca seis em chaves de simples.

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
21 dias atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Dalcim,
O LL ainda é escolhido por sorteio entre os 4 melhores rankeados que perderem na última rodada do quali ? E se forem 2 LL, fazem o 1º sorteio entre os 4 e depois colocam o 5º melhor no lugar do LL já definido e fazem um segundo sorteio ? Ou os 3 que não foram sorteados no 1º sorteio não participam mais de outros sorteios ?
Conseguiu entender kkkk ?

José Nilton Dalcim
Admin
21 dias atrás
Responder para  Marcelo Calmon

Vou tentar explicar, Marcelo. Se houver vaga antes da chave ser sorteada, será feito um sorteio entre os quatro jogadores de melhor ranking que chegaram à rodada final (se houver duas vagas de LL, serão sorteados 2 entre 4, mas se forem 3 serão sorteados entre 5 e assim sucessivamente, sendo então sempre dois a mais do que as vagas disponíveis). Já para o primeiro dia do torneio, os jogadores interessados em LL devem assinar uma lista na sala do diretor e se colocarem disponíveis. A cada desistência, se faz um sorteio entre os quatro de maior ranking que estiverem nessa lista de inscritos. E esse procedimento vale até o fim do dia e também para o segundo e terceiro dias de primeira rodada (no caso de Roland Garros, são três dias). Ficou claro? Abs!

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
21 dias atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Cristalino !! Como o sorteio já é amanhã, não deve ter ninguém desistindo antes do começo. Ou alguém já desistiu ?
Deve ter jogador que prefere se inscrever em algum outro torneio que corra junto com Roland Garros, do que esperar desistências.
Torcer para os melhores rankeados que o Meligeni ganhem na rodada final.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
21 dias atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Obrigado

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
21 dias atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

Faltou o obrigado e o abraço !!

Paulo A.
21 dias atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

Essa era a minha dúvida: se os 4 passarem, seria algo inédito? Nada provável mas não impossível, e sonhar não custa absolutamente nada. Vamos torcer.

José Nilton Dalcim
Admin
20 dias atrás
Responder para  Paulo A.

Totalmente inédito.

Claudio Marçal
Claudio Marçal
21 dias atrás

Hoje o saque não andou como de costume (no inicio do segundo set já tinha 5 duplas faltas), mas a experiência, o mental em dia e seu forehand fizeram a diferença! Sexta será contra o espanhol! Vamooo!

Bernardo Oliveira
Bernardo Oliveira
21 dias atrás
Responder para  Claudio Marçal

por outro lado, o saque do francês estava venenoso. em outros tempos, a vaca tinha ido pro brejo, mas alguma chave virou na cabeça do monteiro e ele finalmente está jogando no nível do potencial que sempre teve

Refaelov
Refaelov
21 dias atrás
Responder para  Bernardo Oliveira

Exatamente oq pensei Bernardo, o jovem francês estava inspirado, fosse em outros tempos o Monteiro teria rodado hj.. realmente parece q virou a chave msm, estamos na torcida..

Marcelo Ikeda
Marcelo Ikeda
21 dias atrás

se os três passarem, teremos 4 atletas no masculino na chave principal. acho que será o recorde de participação em grand slam! confirma produção rs??

José Nilton Dalcim
Admin
21 dias atrás
Responder para  Marcelo Ikeda

Não, o recorde masculino são cinco no Australian Open. O feminino terá dois nomes por diversas vezes. No entanto, sete nomes seria definitivamente uma marca histórica.

Gusmão
Gusmão
21 dias atrás

Força Brasileiros.
Acreditando.
Lutando.
Vencendo.

Jorge Luiz
Jorge Luiz
21 dias atrás

Grande Monteiro, vai fazer ótima campanha na chave principal

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
20 dias atrás

Quatro em Quatro no r2. Tem gente Com insomnia hoje

Renato
Renato
20 dias atrás

Virar um jogo depois de começar mal é bom sinal, melhora mais ainda a auto confiança. Vamos que vamos que a torcida vai junto.

Antonio Carlos
Antonio Carlos
20 dias atrás

Ele joga para ganhar, arrisca bolas difíceis, bem diferente da nossa tenista que joga para não perder esperando erros da adversária!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE