PLACAR

Melo vence com Zverev e faz 1ª semi de Masters desde 2021

Foto: Corinne Dubreuil/ATP Tour

Monte Carlo (Mônaco) – Depois de entrar de última hora na chave de duplas do Master 1000 de Monte Carlo, o mineiro Marcelo Melo e o alemão Alexander Zverev estão nas semifinais do torneio. Nesta sexta-feira, eles levaram a melhor sobre o dinamarquês Holger Rune e o norte-americano Taylor Fritz em sets diretos, com parciais de 6/2 e 7/6 (7-4), em 1h18 de partida.

Será a primeira semi de Melo em Masters 1000 desde Indian Wells em 2021, ano em que o torneio foi disputado fora de época e aconteceu em outubro. Os adversários do mineiro e de Zverev na próxima fase serão o salvadorenho Marcelo Arevalo e o croata Mate Pavic, que bateram nas quartas os italianos Simone Bolelli e Andrea Vavassori com o placar de 6/3 e 7/6 (7-4). Ex-número 1 de duplas e vencedor de 37 títulos de ATP, Melo está com 40 anos e busca sua 73ª final no circuito. Em torneios Masters 1000, ele tem nove títulos e seis vices.

Esta é a 15ª vez que o mineiro joga ao lado de Zverev no circuito e pela primeira vez eles vão tão longe. Até então, as melhores campanhas da parceria foi alcançar as quartas de final quatro vezes. A campanha está rendendo aos dois 360 pontos no ranking de duplas, que deve levar Melo para o 38º lugar. Com mais uma vitória ele pode subir até a 34ª colocação.

“Acho que jogamos muito bem contra dois jogadores de simples que vêm em uma excelente fase. Era um jogo completamente diferente do anterior. Mas, foi muito bom”, disse Melo após a partida. “Jogamos um excelente primeiro set, um segundo set ok, em que conseguimos aproveitar o começo do tiebreak para abrir uma boa vantagem. Eles que jogam obviamente mais simples, mas vêm com muita força e a confiança. Então, foi muito bacana essa vitória hoje e voltar a uma semifinal aqui. Espero que dê tudo certo amanhã (sábado) e a gente passe para a final”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Melo e Zverev começaram bem e logo no primeiro game anotaram uma quebra, para em seguida abrir 2/0. Após salvarem um break-point no terceiro, eles ampliaram a diferença ao bater o saque dos rivais outra vez para abrir 5/1. Rune e Fritz voltaram a confirmar no sétimo, mas não fizeram mais do que isso e terminaram com apenas dois games vencidos na primeira parcial.

O norte-americano e o dinamarquês equilibraram o jogo no segundo set, foram os primeiros a ter chance de quebra, mas deixaram escapar um 30-40 no quarto game, perdendo o ponto decisivo. Melo e Zverev bateram o saque dos rivais para fazer 6/5, mas foram quebrados de volta ao sacar para fechar e só concretizaram o triunfo ao fazer 7-4 no tiebreak, em que abriram 5-0 e depois administraram a vantagem.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Albert
Albert
1 mês atrás

Melo salvando o dia dos Brazucas. Parabéns. Vamos ver se as meninas ajudam tb.

Renato
Renato
1 mês atrás
Responder para  Albert

Bia foi um desastre contra a Alemanha, na sexta-feira.

Ricardo
Ricardo
1 mês atrás

O Melo vai dar o sangue nessa semi, mas o Zverev precisa pelo menos entrar em quadra … quem faz dupla com top ten sempre corre o risco de ficar sem parceiro …

Carlos Carcamino
Carlos Carcamino
1 mês atrás

Hurra….! Até que enfim tá avançando num torneio. Arre égua!

James Garcia
James Garcia
1 mês atrás
Responder para  Carlos Carcamino

Zverev é fraquíssimo em duplas, Marcelo tava perdendo várias fazendo dupla com ele não sei porque ainda insiste, dessa vez conseguir ir longe

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE