PLACAR

Medvedev vence em condições extremas e volta à semi no US Open

Foto: Pete Staples/USTA

Nova York (EUA) – Pela sexta vez em oito jogos, Daniil Medvedev levou a melhor no duelo contra Andrey Rublev e garantiu assim um lugar na semifinal do US Open. Medvedev venceu a partida desta quarta-feira por 6/4, 6/3 e 6/4 em 2h45. Além da ampla vantagem no histórico de confrontos, ele ganhou os três confrontos válidos por Grand Slam.

A partida foi disputada em condições extremas, com temperatura de 33º C (com sensação térmica de 38º C) e muita umidade, exigindo demais do físico dos dois jogadores. Para que os jogadores ficassem menos expostos ao sol, a organização do evento fechou parcialmente o teto do Arthur Ashe Stadium, deixando a quadra toda com sombra.

Aos 27 anos, Medvedev disputará sua quarta semifinal de US Open. O ex-número 1 do mundo e atual terceiro colocado foi campeão em 2021, vice em 2019 e parou na penúltima rodada em 2020. No ano passado, entretanto, o russo caiu ainda nas oitavas em Nova York.

O adversário de Medvedev na semifinal será o vencedor da partida entre Carlos Alcaraz e Alexander Zverev. O russo tem apenas uma vitória em três jogos contra Alcaraz e tenta a revanche depois de ter perdido para o espanhol na final de Indian Wells e na semi de Wimbledon nesta temporada. Já contra Zverev, o histórico é favorável. São nove vitórias do russo contra sete do alemão.

Por outro lado, Andrey Rublev segue sem conseguir chegar a uma semifinal de Grand Slam. O jogador de 25 anos e número 8 do mundo parou nove vezes nas quartas de final em torneios deste porte, quatro delas no US Open. Ele havia sido eliminado nesta fase em 2017, 2020 e 2022. Já na atual temporada, o russo também perdeu nas quartas no Australian Open e em Wimbledon.

O início de partida foi arrasador para Rublev, que venceu 12 dos primeiros 13 pontos disputados e saiu vencendo por 3/0. Mas Medvedev reagiu de imediato. Ele buscou o empate por 3/3 e voltou a quebrar no fim do set, ficando sem ter o serviço ameçado no restante da parcial.

O segundo set teve alguns altos e baixos, com os dois jogadores oscilando bastante no saque. Medvedev fez quatro duplas faltas e colocou apenas 50% de primeiros serviços em quadra, permitindo três quebras ao rival, mas foi mais eficiente nas devoluções de saque e conseguiu quatro quebras. Rublev chegou a liderar por 3/1, mas depois perdeu cinco games seguidos. Os dois protagonizavam um nítido contraste de estilos, já que Medvedev tentava sustentar as trocas de fundo, enquanto Rublev encurtava os pontos e se perdia nos muitos erros.

A dinâmica da partida foi parecida no terceiro set, já que Rublev esteve novamente com quebra acima e chegou a liderar por 4/2. Medvedev foi duas vezes avaliado pela equipe médica do torneio, mas continuava aguentando bem o jogo mesmo em condições tão desgastantes. Os últimos games da partida foram muito longos, mas o ex-número 1 do mundo vinha prevalecendo nos momentos mais importantes, por ser mais sólido nos ralis. Ainda assim, ele precisou de cinco match-points para chegar à vitória.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE