PLACAR

Mayar Sherif tenta ser a 1ª campeã africana em Rabat

Mayar Sherif (Foto: APAC Sport Media)

Rabat (Marrocos) – O tradicional WTA 250 de Rabat, disputado desde 2001 no saibro marroquino, pode ter uma campeã africana pela primeira vez em sua história. A egípcia Mayar Sherif, de 28 anos e 66ª do ranking, garantiu vaga na final ao vencer a russa Kamilla Rakhimova, 105ª colocada, por 6/0 e 6/1 em apenas 61 minutos.

Sherif tem um título de WTA 250, conquistado no saibro de Parma, na Itália, há duas temporadas. Ela também foi finalista em Cluj-Napoca no ano de 2021. A egípcia, que passou pelo tênis universitário norte-americano por Pepperdine, tem como melhor ranking da carreira o 31º lugar, alcançado no ano pasado.

Nas últimas semanas, Sherif conseguiu bons resultados no saibro. Ela chegou à terceira rodada dos WTA 1000 de Madri e Roma, além de ter alcançado as finais de dois torneios da série 125. A egípcia vencido a própria Rakhimova na semana passada, em Parma.

Stearns disputa sua segunda final no saibro

A adversária de Sherif na final marcada para às 8h (de Brasília) deste sábado será a norte-americana Peyton Stearns, de 22 anos e 81ª do ranking, em confronto inédito no circuito. Stearns venceu um jogo duríssimo contra a búlgara Viktoriya Tomova e precisou de 3h15 para vencer por 6/7 (6-8), 7/5 e 7/6 (7-4).

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

A jovem norte-americana, que já havia escapado de dois match-points contra a atual campeã Lucia Bronzetti nas quartas, disputará sua segunda final no circuito e foi vice de Bogotá no ano passado. Ela é treinada por Tom Hill, ex-técnico de Maria Sakkari.

Russas conquistam o título de duplas

Na final de duplas, as russas Irina Khromacheva e Yana Sizikova venceram a cazaque Anna Danilina e a chinesa Yifan Xu por 6/3 e 6/2. Canhota de 29 anos e ex-número 1 juvenil, Khromacheva venceu seu quarto título de WTA nas duplas e o segundo na temporada. Ela já havia sido campeã no saibro de Rouen. Ela é a 49ª do ranking.

Também de 29 anos, Sizikova é a 65ª do ranking e conquistou o bicampeonato em Rabat. Ela venceu no ano passado ao lado da norte-americana Sabrina Santamaria. Este é seu quinto título no circuito profissional.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by WTARabat Official (@wtarabat)

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE