PLACAR

Match-point surpreendeu Bia. Entenda por que!

Foto: WTA Tour

Melbourne (Austrália) – Uma situação curiosa marcou a reta final da vitória da paulista Beatriz Haddad Maia nesta quarta-feira, batendo a jovem russa Alina Korneeva em sets diretos. A número 1 do Brasil se surpreendeu quando soube que teve o match-point. Na entrevista de quadra, para a alemã Andrea Petkovic, ela explicou o que aconteceu.

“No segundo ponto do game, joguei a bola para fora, mas a juíza chamou um toque na raquete dela (Korneeva) e eu não percebi. Por isso não sabia que era match-point, foi isso que perguntei para ela”, explicou Bia, que achou que estaria sacando em 30-15, quando na verdade tinha 40-0 e triplo match-point.

Tanto Bia como Korneeva não prestaram atenção na hora da marcação e se surpreenderam com o placar. O que não surpreendeu a paulista foi o desempenho da rival, que ganhou elogios. “Ela é uma grande jogadora, muito jovem e estava jogando muito bem nesta semana. Foi bem difícil jogar hoje, todas as bolas estavam difíceis. Espero que ela tenha uma grande carreira”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

A paulista também destacou a capacidade de lidar bem com as emoções em quadra e destacou o trabalho do time. “Acho que tudo vem do meu coração e sei quão duro meu time e todo mundo lá trabalha, não importa se está ventando ou calor, não temos desculpas e tentamos ser nossa melhor versão todos os dias”, disse Bia.

“É com essa mentalidade que eu entro em quadra”, complementou a número 12 do mundo, que também agradeceu a torcida brasileira. “Os brasileiros são incríveis, estão em todos os lugares independente onde eu jogue. Fico feliz de ser uma brasileira em um grande palco e espero poder trazer mais felicidade para eles no futuro”, finalizou Bia após fechar o jogo na Rod Laver Arena.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
André Aguiar
André Aguiar
1 mês atrás

Quando a Korneeva disse não ter tocado, tive a impressão que a juíza perguntou à Bia se ela juíza tinha se equivocado.  

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

E eu cobrando Bia que era pra ela ter ido na paralela, tocado no quadrado aberto e ficar fechando a rede, esperando se a bola voltaria. Mas antes da discussão com a juíza eu tinha visto o 30×0 e já tava feliz e dizendo pra Bia que eu era exigente demais, mesmo ela ganhando o ponto, sacando com uma quebra acima e 1S já no bolso.

Mas uma pergunta aos que tem experiência com a raquete! eu entendo que ela seja como uma extensão da mão, assim, mesmo a bola da Bia tendo sido tocada com jeito, de leve, e tenha batido de raspão na raquete, não era para a Korneeva ter sentido o toque? ela fez um migué de que não percebeu ou realmente esse tipo de toque pode ser difícil de sentir?

Última edição 1 mês atrás by Ubiratan (Black)
Ricardo
Ricardo
1 mês atrás
Responder para  Ubiratan (Black)

Dá pra sentir sim

Daniel Melo
Daniel Melo
1 mês atrás
Responder para  Ubiratan (Black)

Na grande maioria das vezes dá pra sentir sim.

Fábio André
Fábio André
1 mês atrás
Responder para  Ubiratan (Black)

Muito difícil não ter sentido, só se o toque for de raspão, infinitamente leve….

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE