PLACAR

Luísa vai se juntar a Ingrid para torneios chineses

Foto: BNP Paribas Open

Nova York (EUA) – A grande campanha de Luísa Stefani, alcançando as semifinais do US Open ao lado da norte-americana Jennifer Brady, rendeu para a paulistana o retorno ao grupo das 10 melhores tenistas do mundo nas duplas.

Nesta segunda-feira, ela subiu quatro posições e foi ao 10º posto no ranking da WTA. A última vez de Luísa no top 10 foi em janeiro do ano passado. Ela ficou um ano machucada, de setembro de 2021 até setembro de 2022, voltou quase sem ranking e alcança a meta.

“Voltei jogando quase zerada de ranking, agora entro no top 10, o que era uma meta para mim. Fechei os quatro Slams com um título de mistas, quartas de Wimbledon, oitavas em Roland Garros e semi agora”, destacou a medalhista olímpica nos Jogos de Tóquio.

“Foram excelentes resultados em torneios grandes. Óbvio que sempre quero mais, mas tenho que olhar para trás e ficar orgulhosa pelo que meu time vem fazendo”, acrescentou a número 1 do Brasil nas duplas, que já definiu o seu calendário para os próximos eventos.

Stefani disputa na semana que vem o WTA 1000 de Guadalajara, no México e a partir do dia 25 joga o WTA 500 de Tóquio, ambos com a mexicana Giulia Olmos. Na sequência, terá dois torneios na China, o WTA 1000 de Pequim e o WTA 500 de Zhengzhou ambos com a carioca Ingrid Martins.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE