PLACAR

Laura perde match-point, leva virada e cai na estreia

Foto: Hana Bank Korea Open

Seul (Coreia do Sul) – Assim como aconteceu nas duplas, a paulista Laura Pigossi também não conseguiu superar a estreia no WTA 250 de Seul. Nesta terça-feira ela abriu sua campanha na chave de simples e foi derrotada de virada pela norte-americana Emina Bektas, atual 116 do mundo, com o placar final de 6/7 (5-7), 6/4 e 7/5, em batalha de 3h05 de duração.

Pigossi mostrou resiliência no primeiro set e se recuperou nas duas vezes que esteve atrás no placar. A rival norte-americana começou vencendo os dois primeiros games, mas foi quebrada de volta no terceiro game. Após abrir 5/3 e sacar para o set, Bektas novamente perdeu a vantagem e a decisão foi para o tiebreak, no qual a paulista abriu 3-0 e então sustentou a vantagem até o fim.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Na segunda parcial, Bektas continuou pressionando mais a brasileira, teve um break-point no primeiro game e conseguiu uma quebra no terceiro. Depois de ficar atrás em 1/3, Pigossi buscou a igualdade por 3/3, mas perdeu o saque de novo no sétimo game. Ela não teve forças desta vez para buscar o placar e viu a norte-americana administrar o resultado até o fim e empatar o confronto.

Com um aproveitamento de apenas 57% com o saque, a paulista voltou a sofrer no terceiro set, precisando salvar um break-point logo no game inicial. Só que no décimo game ela teve um match-point na devolução, que também foi evitado pela rival. No game seguinte, Bektas obteve uma quebra crucial para abrir 6/5 e então precisou apenas confirmar o serviço para fechar, o que acabou fazendo.

Além de derrotar a número 2 do Brasil e 118 do mundo, Bektas contou com a sorte e escapou de enfrentar a norte-americana Sofia Kenin na segunda rodada. Isso porque a cabeça de chave número 5 foi surpreendida pela tenista da casa Su Jeong Jang, que venceu o duelo entre elas com o placar final de 6/1 e 6/4, em apenas 1h10 de partida.

 

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE