PLACAR

Klier e Reyes vencem e duelam na semi em Belém

Mateo Reyes iguala sua melhor campanha no circuito profissional (Foto: João Pires/Fotojump)

Belém (PA) – A rodada desta sexta-feira no Ano IV – Brasil Tennis Classic, em Belém, viu dois representantes da casa alcançarem às semifinais do evento M15 disputado nas quadras rápidas da Assembleia Paraense. O catarinense Mateo Barreiros Reyes e o brasiliense Gilbert Klier farão um tira-teima em busca da decisão. A competição do circuito da ITF distribui US$ 15 mil (R$ 74,5 mil na cotação atual) em prêmios. O Santander é o patrocinador oficial.

Aos 22 anos, Mateo Barreiros Reyes iguala, em Belém, seu melhor resultado pelo circuito profissional. Nesta sexta, o atual 898º do ranking precisou superar o paranaense Fernando Yamacita, 804º do mundo e três anos mais velho, por duplo 6/4 em 2h03. Há um mês, o catarinense foi semifinalista do M25 de Brazzaville, no Congo, em quadras de saibro. Após o duelo, Reyes comemorou a adaptação às elevadas temperaturas em Belém: “Estou muito feliz. As condições estavam muito difíceis, estava muito calor. Tentei não alongar muito as trocas. Ambos começamos sacando muito bem, mas fui muito feliz me impondo nos pontos decisivos”.

Por vaga na decisão em Belém, Reyes vai encarar o compatriota Gilbert Klier, 787º do ranking e 2º favorito ao título. Em nova ótima atuação, o brasiliense de 23 anos superou o colombiano Juan Sebastián Osorio, 1299º, por duplo 6/1 em apenas 1h06. Klier conquistou em julho o ITF M15 de Monastir, na Tunísia, e quer manter a ótima fase na capital paraense.

“Joguei muito bem hoje. Meu saque encaixou desde o início da partida, estava sentindo bem a bola e consegui cumprir meu plano tático. Saio muito satisfeito de quadra, mas sei que amanhã será uma pedreira contra o Mateo. Somos amigos desde o juvenil e espero uma grande partida. O bom é que o Brasil já tem um representante na final”, declarou Klier, que venceu o único confronto contra Barreiros Reyes pelo circuito, em 2021.

Na outra semifinal, o mexicano Rodrigo Pacheco Mendez, número 2 do mundo como juvenil e 823º do ranking profissional, confirmou o favoritismo e eliminou o paranaense João Schiessl, 998º, por 6/2 e 6/3, em 1h45. O mexicano de 18 anos ainda não perdeu sets ao longo da semana. Ele enfrenta o chileno de 22 anos Ignacio Becerra, que passou pelo qualifier Jean-Christian Morandais, de Guadalupe, por duplo 6/3.

Neste sábado, a programação começa às 16h (horário de Brasília) com as semifinais de simples. No jogo que abre a rodada, Becerras encara Pacheco Mendez. A seguir, Klier e Reyes decidem o outro finalista em Belém. Após as partidas individuais, haverá a decisão nas duplas. Em quadra, os favoritos Gabriel Sidney e Fernando Yamacita, campeões juntos em Mogi das Cruzes no mês de abril, tentam levar novo caneco contra os chilenos Daniel Nuñez e o Ignacio Becerras.

O Ano IV – Brasil Tennis Classic é apresentado pelo Santander, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte, e conta com o copatrocínio de EMS Farmacêutica, Santos Brasil, Alupar, Taesa, Azul Linhas Aéreas – Transportadora Oficial, Aberje, Michelob Ultra e INNI Tournament – Bola Oficial. A competição conta também com o apoio da Assembléia Paraense – Sede da competição -, da Federação Paraense de Tênis e integra o calendário mundial ITF World Tennis Tour. A realização é do Instituto Sports.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE