PLACAR

Kaitlyn Rolls e Oliver Bonding conquistam o Banana Bowl

Norte-americana Kaitlyn Rolls (de azul) e o britânico Oliver Bonding foram campeões neste domingo (Foto Luiz Cândido/CBT)

A norte-americana Kaitlyn Rolls e o britânico Oliver Bonding conquistaram os títulos da categoria 18 anos do 54º Banana Bowl, torneio ITF J500 disputado nas quadras de saibro do Tabajara Tênis Clube, em Blumenau. Ambos venceram tenistas do Japão nas finais disputadas neste domingo.

Rolls, de 17 anos e atual 44ª do ranking, impediu o bicampeonato de Mayu Crossley, número 14 do mundo, marcando as parciais de 7/6 (7-3) e 6/2. Este é o sétimo título da carreira da norte-americana e o primeiro J500. Ela também jogou na América do Sul no ano passado e conquistou três torneios, em Bogotá, La Paz e Cochabamba.

A útima norte-americana a ter conquistado o Banana Bowl foi Ellvina Kalieva em 2020. Outras sete representantes dos Estados Unidos já venceram o mais tradicional torneio infanto-juvenil disputado no Brasil, Meilen Tu, Lilia Osterloh, Sarah Taylor, Beatrice Capra, Louisa Chirico, Usue Arconada e Whitney Osuigwe.

Ao longo da semana, a campeã conseguiu duas viradas, contra a belga Jeline Vandromme nas oitavas e a italiana Angelica Sara nas quartas. Já na semifinal, diante da chilena Antonia Vergara Rivera, só venceu no tiebreak do terceiro set. A vice, Mayu Crossley, não havia perdido nenhum set na semana até então. Ela tentava ser a primeira bicampeã desde a russa Alisa Kleybanova em 2003 e 2004.

Já na final masculina, o britânico de 16 anos Oliver Bonding, 32º do ranking, que superou o japonês Naoya Honda, 81º colocado, por 7/5 e 6/4. Este é o sexto título da carreira de Bonding e o primeiro na temporada. Além disso, ele também vence uma competição no saibro pela primeira vez no circuito mundial juvenil da ITF.

Bonding é o segundo britânico a vencer o Banana Bowl, repetindo o feito de David Brewer em 2003. Honda, por sua vez, tentava ser o primeiro japonês a conquistar o título de simples masculino no torneio. Tradicionalmente, a Federação Japonesa traz tenistas juvenis para torneios no Brasil para que eles tenham oportunidade de intercâmbio com tenistas sul-americanos e possam jogar no saibro com mais fequência do que encontrariam na Ásia.

Os melhores resultados do Brasil na categoria principal do Banana Bowl deste ano foram o título da paulista Olívia Carneiro nas duplas femininas, ao lado da belga Jeline Vandromme, e as terceiras rodadas de simples masculino, com os paranaenses Gustavo Almeida e João Bonini e também do paulista Enzo Kohlmann. Ano passado, o carioca João Fonseca foi vice, enquanto Olívia Carneiro parou na semifinal.

Leia mais:

Olívia Carneiro é campeã de duplas no Banana Bowl

Leonardo Storck e Henrique Vialle conquistam Banana Bowl de 16 e 14 anos

Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.
Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Quando os tenistas se machucam, mas ainda vencem

ATP seleciona as 10 melhores jogadas do ATP FInals