PLACAR

Jornal italiano diz que é grande a chance de Sinner perder RG

Foto: ATP Tour

Turim (Itália) – Embora a lesão no quadril do italiano Jannik Sinner não aparente ser grave, sua ausência no circuito deve extrapolar o Masters 1000 de Roma e chegar até Roland Garros, ficando também de fora do Grand Slam francês. De acordo com o jornal La Gazzetta dello Sport, por causa da natureza delicada da articulação, os médicos recomendam cautela.

“Nos últimos dias, inclusive no fim de semana, o jogador tem trabalhado no centro junto com sua comissão técnica. Pratica exercícios na água e na academia, com ele estão o fisioterapeuta Giacomo Naldi e o preparador físico Umberto Ferrara, que cuidam da reabilitação enquanto aguardam Jannik poder voltar a jogar”, informou o jornal italiano.

Segundo a publicação, Sinner deve permanecer em Turim até quarta-feira, quando fará testes e avaliações com a equipe e decidirá se viaja para Paris ou não. No momento, é mais provável que o número 1 italiano decida não jogar o Slam no saibro, pois correria o risco de chegar a Paris com muito pouco treino, sem ser suficientemente competitivo e com o risco de não estar totalmente recuperado.

Os especialistas que trataram do quadril direito de Sinner explicaram que as dores são decorrentes de uma forte inflamação de origem traumática, que deve ser tratada com cuidado para que não se torne crônica e possa comprometer seus planos futuros. Caso o time decida não jogar Roland Garros, a próxima partida no calendário do jogador deverá ser o ATP 500 de Halle, já na grama.

Na semana passada, em Roma, o italiano falou um pouco sobre a lesão. “Vamos avaliar cuidadosamente o meu estado, se tiver de parar mais tempo. Eu gostaria de jogar todos os dias, todos os torneios, porque adoro tênis, mas a temporada é longa e aparecer despreparado para um Slam com partidas longas de cinco sets pode ser contraproducente”, comentou Sinner.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Tiburcio Barros
Tiburcio Barros
15 dias atrás

Desejando uma pronta recuperação do Sinner e que possa estar em RG. Mas caso dê “out”, Fonseca estaria (nas minhas contas) a 20 desistências para jogar o Quali.

Calebe Paes
Calebe Paes
15 dias atrás
Responder para  Tiburcio Barros

Joao se retirou da lista de alternate do qualy.

Refaelov
Refaelov
15 dias atrás

Se houver qlqr risco de agravar/cronificar a lesão, é melhor pular RG msm, lesão em quadril já aposentou muitas lendas do tênis precocemente, Sinner é jovem, terá muitos RGs e chances de ser n°1 se mantiver-se saudável..

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás

O ideal é pular, senão terá uma carreira muito breve.

Caio o poderoso piupiu
Caio o poderoso piupiu
15 dias atrás

Melhor se poupar

Lee
Lee
15 dias atrás

Lembro que a algum tempo atrás o ano começava com Djokovic sempre entrando como favorito no Austrália open e quase sempre levava o título a e chegava Roland Garros e vencer o Nadal no Saibro em jogo de 5 sets era praticamente impossível e foi assim por várias gerações. Hoje os dois melhores tenistas dessa geração Alcaraz e Sinner não conseguem boas sequência devido a problemas de lesões e já estamos quase na metade do ano com Nadal se despendindo dos torneios e um Djokovic já desmotivado e sem equipe técnica no momento e ainda NR 1 do mundo e que entra em Roland Garros como favorito. Parece que essa nova geração nunca vai chegar perto do big 3.

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
15 dias atrás

O seguro morreu de velho.

Parafraseando:
O tenista profissional seguro joga até ficar velho.

Antes era mais difícil prevenir os problemas físicos: eles eram menos conhecidos e as tecnologias de diagnóstico eram menos evoluídas. Mas houve avanços em ambos e os tenistas devem aproveitá-los ao máximo. Sinner faz muito bem em dar um passo para trás para, depois, dar vários passos para frente.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE