PLACAR

Iga relata desgaste após derrota na semi: “Sem energia”

Foto: Dubai Duty Free Tennis Championships

Dubai (Emirados Árabes) – Eliminada na semifinal do WTA 1000 de Dubai, Iga Swiatek acredita que o desgaste acumulado das duas últimas semanas foi determinante para seu nível de atuação nesta sexta-feira, diante da russa Anna Kalinskaya. Vinda de título em Doha e de sete jogos seguidos nas últimas semanas, a número 1 do mundo sofreu um duplo 6/4 da atual 40ª do ranking.

“Ela jogou bem e, com certeza, merece estar na final. Enquanto eu não fui capaz de implementar nenhuma tática que tinha. Simplesmente não consegui fazer nada que fizesse sentido hoje na quadra. Talvez eu tenha feito isso nos primeiros seis games, mas depois senti que não tinha mais energia”, disse Swiatek, que tem 14 vitórias e apenas duas derrotas na temporada.

“Eu me senti um pouco fora de controle por causa disso. Normalmente, quando digo a mim mesma o que fazer, consigo melhorar meu jogo. Foram duas semanas intensas. Estou triste pela derrota, mas por outro lado não há muitas outras jogadoras que sobrevivam à essa sequência de torneios. Só tenho que aceitar a situação”, acrescentou a polonesa, que terá um tempo de descanso e recuperação antes de mais dois WTA 1000 no mês de março nos Estados Unidos, em Indian Wells e Miami.

Swiatek terminou a partida com 21 winners contra 9 de Kalinskaya, mas cometeu o dobro de erros não-forçados, 18 a 9. A polonesa também não teve bom aproveitamento nos break-points, conseguindo apenas duas quebras em 11 chances e perdendo quatro games de serviço. Depois de ter liderado o primeiro set por 4/2, ela chegou a perder seis games seguidos. Kalinskaya abriu 2/0 no segundo set e voltou a quebar para fazer 5/2. Mais agressiva em quadra, a polonesa salvou dois match-points e devolveu uma das quebras, mas não evitou a derrota dois games mais tarde.

Algoz de Swiatek na semifinal, Kalinskaya já derrotou três top 10 em Dubai. A russa de 25 anos havia vencido Jelena Ostapenko nas oitavas e Coco Gauff nas quartas. “Ela é uma grande jogadora, eu sabia que se não estivesse calma e não fosse agressiva, ela iria me destruir. Então o plano hoje era ser agressiva e tentar mexê-la bastante do fundo de quadra. Estou muito feliz por ter vencido”, disse a russa, que enfrentará a italiana Jasmine Paolini, 26ª do ranking, na final deste sábado, ao meio-dia.

Leia mais:

Kalinskaya volta a surpreender e derruba Iga na semi em Dubai

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE