PLACAR

Hurkacz salva match-point e fatura o 2º Masters

Xangai (China) – Sempre um tenista de enorme competitividade, o polonês Hubert Hurkacz suportou a pressão de um terceiro set intenso, evitou um match-point e se recuperou de desvantagem no tiebreak decisivo para conquistar neste domingo o segundo troféu de nível Masters 1000 de sua carreira. Ele derrotou pela terceira vez em cinco confrontos o russo Andrey Rublev, com parciais de 6/3, 3/6 e 7/6 (10-8)).

Com a excepcional semana, Hurkacz se reaproxima do top 10 e passa a sonhar com vaga no ATP Finals de Turim. Ele sobe para o 11º lugar tanto no ranking tradicional como na temporada e está 335 pontos atrás do oitavo colocado de momento. Ele segue imediatamente para o 500 de Tóquio e depois deverá ir à Basileia e Paris.

Hurkacz conquistou o título de Miami, em 2021, então de forma inesperada, superando Jannik Sinner e decidiu Montréal no ano passado quando perdeu para Pablo Carreño. No geral, ele chega ao sétimo troféu – perdeu apenas uma das oito finais já disputadas – e o segundo desta temporada, depois de ter faturado o 250 de Marselha em fevereiro.

Esta foi apenas sua segunda vitória sobre um top 10 na temporada, repetindo o sucesso contra Stefanos Tsitsipas em Cincinnati, e a 16ª geral de sua carreira. Nas duas vezes que fez final contra um adversário desse quilate, venceu. A outra foi contra Daniil Medvedev, então número 1, em Halle do ano passado.

Rublev por sua vez buscava o segundo Masters da carreira e do calendário, depois de conquistar Monte Carlo. Ele retornará ao quinto lugar do ranking nesta segunda-feira e está muito perto de confirmar sua vaga no Finals.

Jogo intenso até o fim
No tira-teima particular, já que cada um havia vencido duas vezes nos confrontos diretos -, Hurkacz e Rublev fizeram também uma partida muito equilibrada. Cada tenista dominou um dos primeiros sets, bastando uma quebra para isso. O polonês chegou a acertar 80% do primeiro saque na parcial inicial e só perdeu dois desses pontos e Rublev respondeu no outro set, com 85% de eficiência.

O terceiro set não viu quebras. Hurkacz escapou de momento delicado com break-point no 2/3 e Rublev se salvou no saque quando cedeu o primeiro match-point no 4/5, momento em que ficou furioso com um fotógrafo mas conseguiu reverter o problema com saques afiadíssimos.

O russo disparou no tiebreak e chegou a ter 5-2, mas falhou numa segunda bola em hora imprópria e permtiu o empate por 5-5. Cada tenista teve um match-point mas como devolvedor até que Hurkacz sacou com 8-7 e recebeu ótima devolução. Por fim, conseguiu entrar no ponto e viu Rublev jogar forehand na rede. O polonês marcou 21 aces e encerrou a semana com o total de 98.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE