PLACAR

Guto Miguel elimina o principal favorito em Salvador

Luis Augusto Miguel (Foto: @bjfilms.ofc)

Salvador (BA) – Uma das jovens promessas do tênis brasileiro, o goiano Luis Augusto Miguel, de apenas 14 anos, aproveitou bem o convite recebido pela organização e derrubou simplesmente o principal favorito nesta terça-feira na estreia da 38ª edição do Bahia Juniors Cup, em Salvador.

O tenista que fez semifinal de Wimbledon na categoria 14 anos nesta temporada derrotou o carioca Nicolas Oliveira, 86º do mundo, por 2 sets a 1 de virada com parciais de 1/6, 6/3 e 7/6 (7-3). Seu próximo adversário nas oitavas de final será Caio Dourado, que derrotou Washington Junior por 6/4 e 6/2.

“Consegui fazer uma grande partida contra o cabeça 1 que é top 100 do ranking. Jogar em Salvador é muito bom, condições excelentes, piso rápido que é meu preferido, bola mais lenta, gosto muito dela. Derrotar o favorito me dá uma confiança muito boa no torneio. Serei um pouco mais respeitado também. Vamos com tudo para a próxima rodada”, declarou Luis Miguel.

Na semana passada ele havia entrado em seu primeiro torneio juvenil na carreira furando o qualificatório em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e eliminou o 85º colocado, o argentino Segundo Zapico. O goiano faz uma temporada de destaque na categoria 14 anos. Ele conquistou o vice do qualificatório sul-americano para Wimbledon até 14 anos e foi até a semifinal da categoria no Grand Slam londrino Ainda faturou títulos no concorrido circuito europeu Tennis Europe em Duren, na Alemanha, Blois e Annecy, na França.

O baiano Victor Rocha, com patrocínio da Solutis/Faz Atleta, passou pelo argentino Dante Pagani por 6/4 2/6 7/5 e encara o segundo favorito, Henrique de Brito. A quarta-feira será reservada para todos os jogos de oitavas de final.

Ao todo são 350 atletas de sete países (Brasil, Holanda, Colômbia, Argentina, Paraguai, Peru e Jamaica) contabilizando todas as categorias desde o mundial até 18 anos, passando pelo Sul-Americano Cosat (16 e 14 anos) e o Brasileiro (12 anos). O número é um recorde histórico para o evento.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE