PLACAR

Almeida e Kohlmann vencem no quali de Wimbledon, Victória cai em 3 sets

Enzo Kohlmann (Foto: Divulgação)

Londres (Inglaterra) – Dois brasileiros venceram na rodada de estreia do quali para o torneio juvenil de Wimbbledon, o paranaense Gustavo Almeida e o paulista Enzo Kohlmann estrearam com vitória e estão a uma vitória cada um de entrar na chave principal em Londres.

Gustavo Almeida, de 18 anos e 60º do ranking, venceu o francês de 15 anos Moise Kouame, 84º colocado por 3/6, 6/3 e 10-4. Seu próximo adversário será o espanhol de 18 anos Carles Cordoba, 74º colocado.

Atleta do Instituto Ícaro, de Curitiba, e campeão da Davis Júnior pelo Brasil em 2022, Gustavo Almeida jogou duas vezes chave juvenil de Roland Garros, com uma vitória na atual temporada, e tenta o quali de Wimbledon pela segunda vez. Na semana passada, o paranaense avançou uma rodada em Roehampton.

Já Enzo Kohlmann, de 17 anos e 67º do ranking, bateu o cazaque Danial Rakhmatullayev, 77º colocado, por 6/3 e 7/6 (7-1). Seu próximo rival é o convidado local Kai-Luca Ampaw, algoz do finlandês Oskari Paldanius, cabeça 1 do quali, por 6/2, 3/6 e 10-5. O paulista que na equipe Juninho Tennis, de São Bernardo, já disputou a chave do Australian Open em janeiro.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Foi um jogo duro, a bolinha estava andando bastante no início, mas consegui abrir uma quebra de vantagem. Ele começou melhor no segundo set, mas também estava me sentindo bem em quadra e joguei muito bem o tiebreak”, explicou Kohlmann, que havia disputado o ITF de Roehampton na semana passada e caiu na estreia. “Foi um pouquinho mais demorado do que nas outras superfícies, porque eu nunca joguei na grama, mas cada dia que passa estou me sentindo melhor, pegando mais confiança, evoluindo e pronto para o jogo”

Victória é superada por norte-americana, Olívia enfrenta tcheca

Ainda nesta quinta-feira, a potiguar de 14 anos Victória Barros teve sua primeira experiência em um Grand Slam. A atual 53ª do ranking caiu diante da norte-americana de 18 anos Mia Slama, 96ª colocada e que esteve no 33º lugar no ano passado. As parciais foram de 6/4, 3/6 e 10-6. Victória fez seus primeiros jogos na grama na semana passada em Roehampton, onde venceu duas partidas do quali e mais uma na chave principal.

Brasileira mais bem colocada no ranking juvenil, ocupando o 47º lugar, a paulista de 18 anos Olívia Carneiro entrou diretamente na chave principal. Ela estreia contra a tcheca de 16 anos Vendula Valdmannova, 37ª colocada. Se vencer, pode enfrentar a britânica Daniela Piani ou a chilena Antonia Vergara Rivera.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Tom França
Tom França
14 dias atrás

Uma pena que a nossa precoce Victória Barros não tenha conseguido avançar de fase. Embalou a partir do 2⁰ set, mas talvez a pouca experiência e o nervosismo tenham imperado, na hora mais aguda. O jogo que ela fez a partir da metade do jogo em diante, mostrou que ela tem tudo pra se tornar um destaque mundial no profissional, em muito breve.

Leonel
Leonel
13 dias atrás
Responder para  Tom França

Tom. Não consegui assistir o jogo.procurei e não achei. De 14 contra uma de 18 anos jogando de igual. Bota logo essa menina nos ITFs. Oh. glória. Menina vai voar. Concordo contigo vai perder vários jogos por inexperiência/força física/nervosismo até adquirir casca(o que já tá chegando pro Fonseca. Acredito que ano que vem ela vai dominar a mídia junto com o Fonseca, Wild e Bia. Bora ser feliz e curtir.

Eduardo
Eduardo
13 dias atrás

Uma pena a derrota da Victoria, já tinha vencido essa adversária. Faz parte do aprendizado.

betinho esteves
betinho esteves
13 dias atrás

Victoria e Fonseca vão nos dar muitas alegrias. Bora para as quadras duras!

trackback

[…] fará sua terceira participação em uma chave de Grand Slam juvenil. Ele jogou Roland Garros duas vezes, avançando uma rodada este ano, e […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE