PLACAR

Fritelli é penta, Behar ganha os 65 em Porto Alegre

Rosangela Fritelli (Felipe Mohr)

Porto Alegre (RS) – A paulista de Sorocaba Rosangela Fritelli, de 68 anos, vai colocar mais um troféu em sua vasta galeria. Ela faturou o pentacampeonato na capital gaúcha na 37ª edição do Seniors Internacional de Tênis de Porto Alegre – Copa Yone Borba Dias.

Fritelli superou Ana Rita Batista na decisão por 6/1 6/4 e agora soma conquistas em 2023, 2022, 2021, 2015 e 2012. Ela ergue a terceira taça na temporada, após os títulos em La Serena e Santiago, ambos no Chile, e alcança a incrível marca de 87 títulos na carreira. Ela disputa o circuito masters da ITF desde 2001.

“Esse torneio não falto nunca. No circuito é o que mais gosto, aqui no Brasil, pra mim é o melhor. Jogo aqui há mais de 20 anos. O clima é muito legal, vem bastante jogador, muita gente de fora, é muito gostoso”, destacou Fritelli, atual quarta do mundo e que já esteve no topo.

“É difícil ficar ali como número 1, mas procuro me manter lá em cima, ser terceira, quarta, para ser cabeça de chave”, apontou a atleta que treina todos os dias pelo menos uma hora ou hora e meia, com o marido Hélio Ferreira, para manter a boa forma e ainda faz pilates.

Com 87 títulos após o triunfo em Porto Alegre, ela agora quer ir além e chegar nos 100 troféus. “Eu nem sabia que tinha tantos títulos (risos). Estou sabendo agora. Fico muito feliz. Agora vamos para o 100º título. É preciso estar na ativa. Se Deus der forças, estaremos aí nessa busca.”

Outro campeão definido foi na categoria 65 anos. O colombiano Carlos Behar, terceiro do mundo, teve incrível performance, aplicando duplo 6/0 sobre o australiano Frank Byrnes. Esta é a quarta conquista na capital gaúcha, a primeira desde 2019. Ele vem ao torneio desde 2013. “Me sinto muito bem e muito feliz, vim aqui dez vezes. Este torneio deveria ter um grau ainda maior da ITF pela boa organização, inscrições e atenções. Hoje, a final foi mais dura que o placar mostra. Foi minha primeira final ganhando com 6/0 6/0, foram vários games apertados”, apontou. Behar está na corrida para virar número 1 pela primeira vez. Ele já bateu na trave com o segundo lugar. “Esse ano não consigo mais chegar ao topo, não consegui disputar o Mundial infelizmente, mas quero alcançar o topo que sabe no ano que vem”, concluiu o jogador de Bogotá.

Foi definido também o campeão na categoria 50 anos, com título para o argentino radicado em Porto Alegre Matias Epifanio, que passou pelo gaúcho Marcelo Maciel por 7/6 (8/6) e 6/3.

O sábado marcará o último dia do torneio com destaque para a final dos 60 anos entre os paulistas Ricardo Tomb, atual líder do ranking, e Ricardo Rizk. Tomb virou pra cima de Hélio Ferreira por 2/6, 6/1 e 6/2 enquanto que Rizk bateu o chileno Claudio Traverso por 6/4 6/2. Tomb nunca perdeu um jogo na capital gaúcha, mas terá um concorrente que já lhe superou em Brasília nesta temporada. Será o tira-teima entre eles com uma vitória para cada lado até o momento.

A semifinal foi na quadra coberta da Associação Leopoldina Juvenil em virtude das fortes chuvas desta sexta-feira. “Não estou acostumado a jogar na quadra coberta, mas as quadras aqui são muito boas e condições parecidas com as de fora. Muda um pouco o ambiente, estranhei, meu adversário começou bem, mas no segundo set me adaptei melhor”, comentou Tomb, que quer o quinto título no evento e soma 15 vitórias em 15 jogos no torneio (campeão em 2017, 2018, 2021 e 2022).

Sobre seu rival deste sábado, Tomb admite ter maior responsabilidade e espera uma dura batalha. “Rizk, conheço ele, cada um ganhou uma, será um jogo bom, o nível dele é muito alto. Tenho uma pressão a mais por ser o número 1, estou defendendo todos os pontos que fiz ano passado, aqui é um deles.”

Já Rizk entrará sem nada a perder.  “A final a responsabilidade é dele (risos). Jogamos muito juntos em São Paulo, nos conhecemos muito bem, partidas sempre parelhas, só em Goiânia tive uma pane. A pressão é dele, é o número 1, tem que defender os pontos, eu estou somando”, apontou o paulista que na semi adotou a tática do saque e voleio.

O último dia terá a definição dos campeões nas categorias mais jovens, os Young Masters, com campeões a serem definidos nos 30, 35, 40 e 45 anos, masculino e feminino , além da definição das campeãs no 60 feminino. As finais terão transmissão das 10h até 14h pelo canal 520 da NET ou 20 HD e no Youtube pelo link https://www.youtube.com/hashtag/bahtv

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE