PLACAR

Djokovic: “Foi uma grande alegria entrar em quadra”

Foto: Manuela Davies/USTA

Nova York (EUA) – De volta ao US Open após a ausência em 2022, quando não pôde entrar no US Open por não ter se vacinado contra Covid-19. O sérvio Novak Djokovic comemorou bastante a oportunidade de poder jogar novamente diante do público norte-americano na rodada noturna, principalmente em poder disputar mais uma partida no Arthur Ashe.

“Sabia que a partida iria começar tarde, mas mesmo assim eu estava animado para entrar em quadra. Não me importaria se começasse depois da meia-noite porque estava ansioso por esse momento há alguns anos, estar de volta ao maior e mais barulhento estádio do nosso esporte, jogando à noite”, falou o sérvio, que passou com tranquilidade pelo francês Alexandre Muller, com parciais de 6/0, 6/2 e 6/3

“Esta foi uma noite especial, mas a cerimônia demorou mais do que eu provavelmente gostaria. Como eu disse, foi uma grande alegria entrar em quadra. Acho que o desempenho explica como me senti esta noite, principalmente nos dois primeiros sets. Foi uma exibição sem ter o que falar mal, um primeiro set perfeito” destacou o sérvio.

Campeão do Masters 1000 de Cincinnati, semanas atrás, Djokovic comemorou o fato de ter mantido o embalo e jogado muito bem já desde a estreia. “No geral estou muito, muito satisfeito com a forma como me sinto, com a forma como estou jogando. Espero poder manter esse nível. É só o começo do torneio, mas já gosto do meu nível de tênis”,

Além do grande desempenho na estreia em Nova York, o sérvio chamou a atenção nos últimos dias ao imitar vários jogadores num dos seus treinos, algo que já não fazia há algum tempo e que rapidamente viralizou nas redes sociais. Djokovic foi questionado por Brad Gilbert na entrevista em quadra sobre o assunto e tentou descontrair.

“A primeira vez que fiz isso em um grande palco foi aqui em 2006 ou 2007. A resposta do público foi boa. Dos jogadores, nem tanto. Ainda não recebi nenhuma ameaça no vestiário pelo que fiz há alguns dias. Ainda estou tentando te pegar, mas é difícil se passar por você, Brad”, brincou Djokovic, que com a vitória na estreia garantiu a volta ao posto de número 1 do mundo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE