PLACAR

Dimitrov acaba com festa de Murray e desafia Zverev

Foto: Simon Bruty/USTA

Nova York (EUA) – Terminou cedo a campanha do britânico Andy Murray neste US Open. Após uma boa vitória na estreia, o experiente ex-número 1 do mundo não foi páreo para o búlgaro Grigor Dimitrov, que fez valer a condição de 19º favorito e levou a melhor com autoridade, triunfando em sets diretos, com o placar final de 6/3, 6/4 e 6/1, em 2h48 de confronto.

Na terceira rodada, Dimitrov terá pela frente outro nome de peso do circuito, vai desafiar o cabeça de chave 12 Alexander Zverev, que venceu o duelo 100% alemão contra Daniel Altmaier por 3 sets a 1, com parciais de 7/6 (7-1), 3/6, 6/4 e 6/3. Será o sétimo duelo entre eles, o bulgaro se deu bem no primeiro, mas perdeu os últimos cinco, o mais recente deles semanas atrás em Cincinnati.

Dimitrov largou com tudo na partida e venceu oito dos nove primeiros pontos, abrindo 2/0 e saque. Só que Murray tratou de devolver a quebra sofrida logo em seguida e no terceiro break-point que teve conseguiu superar o serviço do rival, para depois empatar por 2/2. A igualdade se manteve até o oitavo game, quando o búlgaro anotou nova quebra, confirmando na sequência para fazer 1 a 0.

Na segunda parcial, os break-points foram poucos. Dimitrov teve três no primeiro game e converteu o terceiro, ao passo que o britânico teve uma única chance, no oitavo, que acabou desperdiçando. Com vantagem de dois sets, o búlgaro dominou as ações no terceiro e decisivo set, quebrou todos os games de saque de Murray e só não anotou ‘pneu’ porque sofreu um break no segundo game.

Em duelo todo germânico, Zverev oscilou bastante no primeiro set, mas venceu no tiebreak. Ele derrapou na segunda parcial, foi quebrado duas vezes e viu o compatriota empatar. O terceiro set foi bem parelho e definido só na reta final, com uma quebra solitária para ‘Sascha’, que seguiu levemente superior no quarto, em que anotou mais dois breaks e selou a vitória.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE