PLACAR

Del Potro: “O tênis está em boas mãos com Carlitos e Sinner”

Foto: Marcello Zambrana/DGW

Por Felipe Priante, de São Paulo

Um dos grandes nomes de sua geração, o argentino Juan Martin del Potro está em São Paulo, onde participou da abertura do Roland Garros Junior Series, na última terça-feira. O campeão do US Open de 2009 participou de eventos, chegou até a pisar em quadra, mas por causa de uma pequena lesão não pôde bater bola.

“Estou bem, mas não consigo me movimentar muito porque sinto dor, mas estou contente de estar aqui em São Paulo em um grande evento para os mais jovens, uma grande oportunidade para que eles possam aproveitar”, explicou o argentino de 35 anos em entrevista para TenisBrasil.

Del Potro contou que a ideia de fazer uma partida de despedida no US Open, onde venceu seu único Grand Slam, já não está nos seus planos e agora o foco é outro. “Acho que as coisas mudaram um pouco, o tempo passou e não pude recuperar minha perna. Agora tenho novas oportunidades e novos desafios. Essa vontade que tinha no ano passado já não está mais lá”, disse o ex-número 3 do mundo.

Acompanhando o circuito um pouco mais de longe, a ‘Torre de Tandil’ vê com bons olhos o estabelecimento de caras novas no mais alto nível, como é o caso do espanhol Carlos Alcaraz e do italiano Jannik Sinner, ambos já com títulos de Slam. Contudo, ele ainda não descarta o sérvio Novak Djokovic na briga pelos principais torneios.

“Gosto muito muito do Carlitos, Sinner é um cara muito forte e sólido e também sinto que Djokovic ainda tem um bom nível para seguir vencendo e sempre será um favorito em qualquer torneio. Mas temos que ver como ele está, se ainda tem vontade ou está cansado. O tênis está em boas mãos com Carlitos e Sinner”, comentou Delpo.

Dono de duas medalhas olímpicas, o bronze nos Jogos de Londres em 2012 e a prata nos Jogos do Rio em 2016, o argentino analisou brevemente os favoritos para a conquista em Paris neste ano. Além de destacar Djokovic, que busca um inédito ouro olímpico, ele também coloca Alcaraz na lista e não descarta o também espanhol Rafael Nadal.

“Para mim, os Jogos Olímpicos são uma grande experiência, uma coisa muito linda que os atletas podem participar e que fica para toda a vida. Acredito que Djokovic vai lutar para ganhar o ouro, pois ainda não conseguiu. Gostaria que ele conseguisse porque é a única coisa que falta em sua carreira, mas vai ser divertido. Será no saibro, temos que ver se Rafa joga, como estará Carlitos e os demais jogadores”, finalizou.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Davi Poiani
Davi Poiani
12 dias atrás

Grande Del Potro! Lenda do esporte!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE