PLACAR

Definidos os classificados para o ITF Junior Finals de Chengdu

Foram divulgados nesta semana os nomes dos 16 tenistas classificados para o ITF Junior Finals, que será disputado entre os dias 16 e 22 de outubro, na cidade chinesa de Chengdu. A competição teve cinco edições entre 2015 e 2019, mas não vinha sendo disputada nos últimos anos, por causa da pandemia.

Como já havia antecipado desde o título do US Open da categoria, o brasileiro João Fonseca encerrou sua carreira juvenil e não irá à China. Além disso, ele relatou recentemente ter sofrido uma lesão que o tirou do challenger de Campinas, onde jogaria como convidado.

Dessa forma, a chave masculina em Chengdu será liderada pelo mexicano Rodrigo Pacheco Mendez e pelo russo Yaroslav Demin. Também jogam o torneio o chinês Yi Zhou, o norte-americano Darwin Blanch, o búlgaro Iliyan Radulov, o italiano Federico Cina, o francês Arthur Gea e o sérvio Branko Djuric. O primeiro alternate é o chinês Tianhui Zhang.

Na chave feminina, destaque para a russa Alina Korneeva, campeã do Australian Open e de Roland Garros, e para a norte-americana Clervie Ngounoue, vencedora de Wimbledon. Também se classificaram três japonesas Sara Saito, Sayaka Ishii, Ena Koike, as tchecas Tereza Valentova e Laura Samsonova e também a eslovaca Renata Jamrichova. Em caso de desistência, a norte-americana Kaitlin Quevedo é a primeira na lista de espera.

Torneio vale pontos no ranking e ajuda financeira para viagens em 2024
Os campeões ganharão cada um 750 pontos no ranking, o que impulsionará sua busca para terminar a temporada de 2023 como o número 1 do ranking juvenil. Uma boa posição no ranking da categoria é importante para que os tenistas garantam vagas diretas em torneios profissionais do ano seguinte, seguindo os programas de aceleração da ATP e da ITF. No circuito masculino, por exemplo, os campeões de Slam ou top 10 do ranking juvenil terão direito a oito vagas diretas em challengers no ano seguinte.

Além disso, os jogadores também se beneficiarão de auxílio financeiro para as viagens do circuito. Os vencedores de 2023 receberão uma bolsa de, no mínimo, US$ 17 mil. Os valores são escalonadas em todos os níveis até aqueles na oitava posição, que receberão um mínimo de US$ 6 mil, que só podem ser utilizados para bancar as viagens ao longo da temporada.

Rune é atual campeão do torneio, Rybakina e Vondrousova já jogaram
A edição mais recente do torneio teve como campeões o dinamarquês Holger Rune e a francesa Diane Parry. Tenistas que hoje são campeãs de Slam como Marketa Vondrousova, Elena Rybakina, Sofia Kenin e Jelena Ostapenko já disputaram o torneio, assim como Casper Ruud, Andrey Rublev, Taylor Fritz, Leylah Fernandez, Lorenzo Musetti, Marta Kostyuk e Camila Osorio.

Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.
Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Quando os tenistas se machucam, mas ainda vencem

ATP seleciona as 10 melhores jogadas do ATP FInals