PLACAR

De Minaur é eleito o melhor australiano do ano

Foto: Getty Images for ITF

Melbourne (Austrália) – Pela segunda vez na carreira, Alex de Minaur foi condecorado com a medalha Newcombe como melhor tenista australiano do ano. Vencedor em 2018 ao lado de Ashleigh Barty, o jogador de 24 anos viveu em 2023 uma das melhores temporadas de sua carreira, conquistando um título inédito de ATP 500, em Acapulco, e alcançando em outubro a 11ª posição no ranking, seu recorde pessoal.

Atual número 12 do mundo, de Minaur também teve como resultados de destaque três vice-campeonatos em 2023, no Masters 1000 de Toronto, no ATP 500 de Queen’s e no ATP 250 de Los Cabos. Ele ainda alcançou as oitavas de final do Australian Open e do US Open, além de ter sido peça fundamental na equipe que levou a Austrália pela segunda vez consecutiva à decisão da Copa Davis, algo que não acontecia há 22 anos.

“Estou extremamente grato por este prêmio incrível. Foi um ótimo ano, não só para mim, mas para todo o tênis australiano, e acho que deveríamos estar muito orgulhosos. Há tanto pelo que esperar, tantas melhorias (para comemorar). Estou muito feliz por fazer parte disso”, agradeceu o jogador em mensagem de vídeo.

De Minaur se junta assim ao tenista em cadeira de rodas Dylan Alcott (2016 e 2021) como terceiros maiores premiados do evento. À frente deles estão somente Samantha Stosur, vencedora nas três primeiras edições (2010, 2011 e 2012), e Ashleigh Barty, com cinco conquistas nas premiações mais recentes (2017, 2018, 2019, 2021 e 2022).

Criado em homenagem ao ex-número 1 do mundo John Newcombe, o evento celebra os principais tenistas do ano e suas contribuições para o esporte. Outros nomes que já receberam a medalha principal foram Lleyton Hewitt (2013), Nick Kyrgios (2014) e Sam Groth (2015).

O evento de gala do tênis australiano também premiou outros jogadores, técnicos e instituições no Crown Casino de Melbourne. Confira todos os vencedores de 2023:

Medalha Newcombe (melhor tenista do ano) – Alex de Minaur
Espírito do Tênis – Alicia Molik
Atletas juvenis femininas – Emerson Jones e Taylah Preston
Atleta juvenil masculino – Charlie Camus
Atletas masters – Ros Balodis e Brendon Lee Moore
Técnico do profissional – Mark Draper (Rinky Hijikata)
Técnico de base – Tony Vermaak (Koharu Nishikawa)
Técnico de clube – Tina Keown (Victorian Tennis Academy)
Atleta com deficiência – Archie Graham
Evento do ano – Queensland Head State Age Championships (torneio juvenil)
Árbitro – Glenn Toland
Melhor escola – Torrens Valley Christian School (Adelaide)
Melhor clube – Golden Grove Tennis Club (Surrey Downs, Adelaide)
Realização voluntária – Brendon Oliver-Ewen (membro-fundador do Hobart Out Tennis, primeiro clube de tênis LGBTQIA+ da Tasmânia)

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE