PLACAR

Collins sobrevive à estreia e vence a 14ª seguida

Foto: Mutua Madrid Open

Madri (Espanha) – A longa invencibilidade de Danielle Collins no circuito ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira. Depois de conquistar os títulos de Miami e Charleston, a norte-americana marcou sua 14ª vitória seguida. Ela superou a sérvia vinda do quali Olga Danilovic, 122ª do ranking, com parciais de 4/6, 6/4 e 7/6 (10-8) em 2h44 de partida.

Collins está sem perder desde o jogo contra a número 1 do mundo Iga Swiatek em Indian Wells. A norte-americana de 30 anos aparece atualmente no 15º lugar do ranking. A melhor marca de sua carreira é a sétima posição, alcançada em 2022, ano em que foi finalista do Australian Open. Sua próxima adversária será a romena Jaqueline Cristian, 73ª do ranking, que mais cedo eliminou a tcheca Barbora Krejcikova por 2/6, 6/0 e 6/2.

Já Danilovic vinha de uma grande virada na estreia. A jovem sérvia de 23 anos salvou quatro match-points na partida contra a francesa Clara Burel na última quarta-feira. E ela quase repetiu a dose na segunda rodada, já que salvou outros cinco contra Collins, antes que a norte-americana fechasse o jogo em sua sexta oportunidade. O melhor ranking da carreira da sérvia é o 93º lugar, de junho do ano pasasdo.

Collins passou por oscilações nos games de saque durante o primeiro set. Ela faz quatro aces e quatro duplas faltas e acabou enfrentando break-points em três games distintos. Danilovic conseguiu uma quebra cedo para fazer 3/2, cedeu o empate, mas recuperou a vantagem na sequência e não teve mais o saque ameaçado até o fim do set.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Logo na abertura do segundo set, Danilovic voltou a quebrar e saiu vencendo por 2/0. A sérvia chegou a liderar por 3/1, quando a norte-americana escapou de dois break-points, encaixando uma sequência de bons primeiros saques, e logo depois devolveu a quebra. Collins voltou a ter o serviço ameaçado no 4/4, mas sobreviveu e voltou a quebrar no último game da parcial.

Danilovic chegou a sacar para o jogo, mas não teve match-point

O terceiro set começou com domínio das sacadoras, que seguiram sem quebras por oito games. E até então, Danilovic havia enfrentado o único break-point da parcial. A sérvia conseguiu uma quebra para fazer 5/4 após uma sequência de boas devoluções, atacando as paralelas com o forehand. Mas ela não aproveitou a chance de sacar para o jogo e Collins buscou o empate.

A definição ficou para um equilibrado tiebreak, em que Collins começou à frente, apostando em seu jogo agressivo e de muita potência nos golpes. A norte-americana chegou a liderar por 5-2, mas demorou para conseguir fechar a partida. Ela precisou de seis match-points para consolidar a virada. Collins liderou a estatística de winners por 35 a 31 e cometeu 39 erros contra 27. Cada jogadora conseguiu quatro quebras e venceu 108 pontos no total.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
25 dias atrás

Será que collins ganha esse torneio?

Fabio
Fabio
24 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

Pra mim não ganha, saibro é diferente, o jogo dela encaixa muito bem pra quadra dura, pegar uma de mais gabarito vai ser eliminada.

Fábio
Fábio
25 dias atrás

Não sei se ganha mas tá voando a Collins.

Rodrigo
Rodrigo
25 dias atrás

Que jogão esse da Collins, as duas tiveram oportunidades de ganhar.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE