PLACAR

Canadá também avança na BJK, Suíça é eliminada

A jovem de 18 anos Marina Stakusic disputa sua primeira BJK Cup e venceu duas tenistas do top 100 (Foto: Fran Santiago/Getty Images for ITF)

Sevilha (Espanha) – Assim como aconteceu com a Itália pela manhã, o Canadá é mais uma equipe classificada para a semifinal da Billie Jean King Cup. As canadenses garantiram o primeiro lugar do Grupo C, com a vitória sobre a Polônia nesta quinta-feira.

A série começou com a vitória da jovem de 18 anos Marina Stakusic, apenas 258ª do ranking, que derrotou Magdalena Frech, 63ª colocada, por 4/6, 7/5 e 6/3. Stakusic disputa a Billie Jean King Cup pela primeira vez e havia vencido outra top 100, a espanhola Rebeka Masarova, na última quarta-feira.

Logo na sequência, foi a vez de a canhota Leylah Fernandez, 35ª do ranking, vencer Magda Linette, 24ª colocada, por 6/2 e 6/3. Com isso, o Canadá definiu a série por 2 a 0 e assegurou a liderança da chave, já que também havia vencido a Espanha no dia anterior. A última semifinal do Canadá na competição havia sido em 1988.

Com o confronto já definido, o Canadá confirmou os 3 a 0 com a vitória de Eugenie Bouchard e Gabriela Dabrowski contra Weronika Falkowska e Katarzyna Kawa por 6/2 e 6/3. Na sexta-feira, espanholas e polonesas duelam pelo segundo lugar do grupo.

 

Já a Suíça, atual campeã da competição, está eliminada ainda na fase de grupos, com a derrota para os Estados Unidos. Danielle Collins derrotou Celine Naef por 7/6 (7-4) e 6/1, e logo depois Sofia Kenin bateu Viktorija Golubic por 6/3, 6/7 (1-7) e 7/5.

Nas duplas, Sloane Stephens e Taylor Townsend venceram Jil Teichmann e Simona Waltert por 6/1 e 7/6 (7-3), completando os 3 a 0 do time norte-americano.

Tchecas e norte-americanas duelam por vaga na semi
Os Estados Unidos decidem a liderança do Grupo A e a vaga na semifinal contra a forte equipe tcheca de Marketa Vondrousova, Barbora Krejcikova, Marie Bouzkova, Linda Noskova e Katerina Siniakova. O confronto está marcado para o meio-dia (de Brasília).

Já o Grupo B é o mais equilibrado para a última rodada. A Austrália já fez seus dois confrontos, com uma vitória e uma derrota por 2 a 1, diante de Eslovênia e Cazaquistão, que se enfrentam às 6h. As eslovenas lideram, mas precisam vencer por qualquer placar. As cazaques podem avançar com um 3 a 0. Para o time australiano, a chance é uma vitória cazaque por 2 a 1, contando com o desempate no aproveitamento de sets.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE